Cliente 8 – “O Carrancudo”

Quarto 218. Pela primeira vez em uma semana de programa tive a péssima sensação de que talvez o cliente não tivesse gostado de mim ao me ver. Uma sensação horrível. Todos que tenho saído, ao abrirem a porta e me verem, abrem um sorriso, me cumprimentam calorosamente. Esse não. Primeiro ele se escondeu atrás da porta, parecia que o “além” tinha aberto a porta para mim! Tive que entrar sem ver ninguém para poder olhar atrás da porta, e quando nos vimos ele pareceu até levar um susto. Era meio japonês (mestiço). A princípio achei que ele estivesse ressentido pelo meu atraso (infelizmente me atrasei uns dez minutos) mas sua cara séria permaneceu o tempo todo. Só mudou o semblante durante o sexo mesmo, mas ainda assim foi meio frio. Quando me viu, observei sua reação e percebi tristemente que ele não deu nenhum sorriso, como se eu não fosse o que ele esperava. Sei que isso pode acontecer, afinal, nem Jesus agradou a todos, mas que é chato, é. Pedi desculpas pelo atraso, até acrescentei que ficaria um pouco a mais por conta disso e seu semblante não mudou em nada. Me respondeu que não tinha problema, mas sua fisionomia dizia totalmente o contrário! Fui te beijar e ele se esquivou dizendo que ia tomar banho. Achei aquilo muito desagradável e resolvi tentar fazer algum charme pra ver se seu comportamento melhorava. O provoquei dizendo que havia vestido a lingerie sensual que ele pediu e perguntei se ele queria ver. Ele não muito animado disse que sim e levantei meu vestido devagar. Ele se animou um pouco (realmente homem é muito visual) e veio passar a mão em mim, nesse momento aproveitei para lhe beijar e ele correspondeu. Ficamos algum tempo nos beijando com ele passando a mão em mim, até que ele disse que eu era diferente da foto, com óculos (como se já tivesse visto foto do meu rosto com ou sem –‘) ele que me imaginou como queria, e agora ficou desapontado. Falei que nas fotos não dava para ver meu rosto, e perguntei se ele queria que eu tirasse o óculos. Ele assentiu. Será que não leu o meu perfil não?? Aproveitando que ele deu uma leve animada, o sentei na cama (que já estava nu para tomar banho) e comecei a chupá-lo. Seu pau estava limpo, não tinha cheiro ou gosto de nada, menos mal, já que não o deixei tomar banho primeiro. Foi a partir desse momento que seu comportamento teve uma pequena melhora. Ele parecia mesmo ter gostado do meu sexo oral e dizia a todo momento que estava uma delícia. Depois de o chupar agachada a sua frente, ele deitou e eu sentei por cima dele para o beijar mais. Ele me chupou também, em cima e embaixo, mas não foi muito legal. O chupei novamente por bastante tempo, como ele estava curtindo meu oral, pensei que talvez dali em diante ele amenizaria a cara feia. Mas não mudou muito, após me comer (por cima) e gozar, não quis repeteco e não tomamos banho juntos. Ele era tão cismado que não quis nem mesmo me responder, quando perguntei se era casado ou solteiro, onde eu apenas estava tentando puxar assunto. Me perguntou se fazia tempo que eu estava fazendo programa (não é um leitor daqui) falei que não, e que ele era meu oitavo. O respondi com entusiasmo até, achando que fosse gostar de saber que era um dos “primeiros”, sei lá, mas ele com desdém disse: “nossa, você até conta?” num tom do tipo “vai procurar outra coisa pra fazer menina” não gostei da forma debochada como se referiu ao que eu faço. O restante do programa foi um fíasco, ainda tínhamos tempo sobrando, mas ele visivelmente não queria fazer mais nada. Na hora de ir embora foi mais constrangedor ainda, pois não estava lembrando de me pagar. Falei casualmente se ele queria acertar só lá fora, foi quando ele se deu conta e me pediu mil desculpas, que tinha esquecido. Enquanto nos encaminhávamos para a recepção me chamou de canto e disse que iria depois. Tão desconfiado sem necessidade, ele achava que eu iria fazer o quê? Roubar seu carro?! Uó. Detestei.

3 comentários em “Cliente 8 – “O Carrancudo”

  1. kkkkk … Olá Sara Muller … estou acompanhando seu blog … o carrancudo foi demais … kkkkk gosto do toque de humor que você coloca nas histórias …. abraços Rocco

Deixe uma resposta

You have to agree to the comment policy.