Cuidado ao Abordar uma GP

Mala

Querido diário…

Fazia muito tempo que esta seção não era alimentada com conteúdo / vexame alheio novo aqui no blog. É uma categoria que não me dá orgulho, mas, que gosto de abordar para que, quem sabe, sirva de aprendizado para alguns rapazes que não possuem o menor tato ou educação ao abordar uma acompanhante.

Vamos ao primeiro case!

Case 1

Há um rapaz muito gato e bem sucedido, que atendi certa vez. Foi um encontro muito atribulado, do tipo que se leva mais de trinta minutos só para entrar no quarto, isto para um encontro que a princípio o combinado foi de 1h. Por sorte eu estava muito tranquila naquele dia, tanto de horário como de espírito, já que fui super paciente com todas as adversidades que ocorreram – tivemos muita dificuldade para encontrar a entrada de um hotel que ele se hospedaria – , para um encontro em que na minha chegada, ele já deveria estar no quarto me esperando. Tivemos uma transa espetacular, do tipo transcendental e quase, quase  escrevi sobre esse encontro, na época em que aconteceu.

Dois meses se passaram e na semana passada recebi uma mensagem dele no Instagram. Página verificada, mais de quinhentos mil seguidores, seguido por mais páginas verificadas (duas delas de atrizes globais, no qual também sigo), ou seja, saí com uma pessoa consideravelmente famosa (deve ser, no ramo dele), sem ter a menor ideia disso até esse momento. Verifiquei que obviamente ele não me seguia, para não se expor, e me perguntei do porquê ele estava me contatando por lá e não pelo whatsapp, como na vez que saímos. Talvez quisesse me impressionar?

Dei corda.

Começamos a conversar, aquele papo corriqueiro da quarentena: a pessoa te pergunta como está a sua vida neste momento, você responde que não está das melhores com essa pandemia horrorosa, mas ressalta alguns pontos positivos, como poder usar todo esse tempo vago para fazer coisas que antes você não faria se estivesse com a rotina normal.

Até que ele dá o primeiro lance, para entrar no assunto de sair comigo. Observem:

De repente ele pergunta se eu não abriria uma exceção. Fui dando corda e perguntei o que ele tinha em mente, quantas horas juntos? Foi quando ele me veio com um galanteio forte, achando que tudo que ele estava me propondo, eu já não tivesse:

“Essa é a vista daqui de casa”, foi a legenda perfeita para a sua foto exibicionista, como se um corpinho bonito fosse me fazer abdicar do meu fim de semana para ficar com um estranho – cuja pessoa só encontrei uma única vez – sem cobrar absolutamente nada. As pessoas são mesmo muito presunçosas e sem noção. É o meu trabalho! Não sou uma peguete do Tinder. Por acaso, você vê qualquer prestador de serviço trabalhando de graça?

Tentei reverter a situação, uma vez que o que ele estava me propondo não tinha o menor cabimento.

Algo simbólico?? Simbólico??? Por favor… respeite a minha história!

Respondi com a quantia que considerava justo para essas 48 horas juntos, sem nenhum respiro, que certamente ele não concordou, finalizando com uma mensagem ainda mais medíocre que todo o resto da sua abordagem:

“Acho que saiu um pouco do espírito que eu estava propondo. Mas tudo bem! Curta muito seu fim de semana. Obrigado!”

Educado, porém levemente ridículo. Num primeiro momento, o respondi com um: “Igualmente, beijos.” Mas, não, pera… ele merecia uma resposta melhor! Então, inspiradamente lhe escrevi um pequeno textão:

Claro que saiu do espírito Fulano, não tem coisa mais deselegante do que um bonitão tentando tirar vantagem com a desculpa de “querer algo com outra mentalidade”.

Não somos namorados, não sou apaixonada por você, mal te conheço, não teria motivos para eu aceitar um convite desses de um estranho, sem uma contraproposta interessante.

Não duvido nada que você seja uma companhia agradável, inclusive não é com qualquer pessoa que eu aceitaria passar tantas horas desse jeito, independente do dinheiro, contudo, alguém que realmente quisesse a minha companhia, jamais se oporia a me ajudar, ainda mais num momento desses, me conhecendo nas circunstâncias que me conheceu.

De qualquer forma, muito obrigada por ter lembrado de mim! Mais uma vez agradeço o convite! Desejo um maravilhoso final de semana pra você também! 🙂

Por acaso ele me achava uma bobinha? Sua resposta não me convenceu:

Depois disso preferi ignorar. Concordam que ele quis tirar vantagem? O “não” ele já tinha e tentou o “sim”, como se eu não fosse resistir a sua incrível pessoa.

Meu caro rapaz, se estiver lendo isso, dedico a você – e a todos que pensam igual a ti – a música e videoclipe abaixo:

O mais legal disso tudo é que, para montar esse post, precisei voltar na nossa conversa do insta para colher as devidas informações (printar e transcrever determinados pontos) e adivinhem só? O bonitão APAGOU as mensagens dele, deixando apenas a primeira (em que me cumprimenta) e a última (em que finaliza com todo seu ar de superioridade), deixando todas as minhas respostas completamente fora de contexto, como se eu fosse uma louca. No entanto, mal sabe ele que eu já tinha as partes principais printadas, que enviei para uma amiga, enquanto zombava da péssima da postura dele. 😅😂

Case 2

Este aqui também foi muito inconveniente, merecendo o seu devido destaque no quadro da vergonha. Vejam na imagem abaixo que a primeira abordagem dele foi ok, começou com um “Bom dia” – que não coube no print – e foi transparente quanto a sua inexperiência com acompanhantes. O respondi educadamente e depois do que é mostrado – também não coube no print – enviei as minhas informações de atendimento e mais tarde fui surpreendida com a sua total falta de respeito:

O cara ainda teve a audácia de me bloquear logo em seguida, me roubando o direito de resposta, após uma grosseria dessas! Vejam que a minha resposta sequer entregou, pois já havia sido bloqueada. O que se passa com esses homens? Ou melhor, o que se passa na cabeça desse tipo de pessoa? Perderam totalmente o respeito pelo próximo?! Só porque não pode pagar, se sente no total direito de ofender a atividade do outro? Quem é ele para dizer todas essas cretinices, sendo ele uma pessoa que não conhece esse mercado, nunca vivenciou tal experiência e não tem o menor conhecimento desse público para criticar quem faz uso deste serviço?! Estúpido e ignorante. Perdeu a chance de ficar calado. 

Você que está aí do outro lado da telinha lendo isso e por acaso também se enquadra nas categorias que citei acima, por favor, não seja como esse sujeito. Tenha empatia e respeito pelo próximo, ainda que seja sobre algo que no fundo você não concorde. Ofensa gratuita é uma coisa extremamente desnecessária. Não agrega nada para você – que se fecha para a compreensão e aprendizado de um cenário diferente do seu – e nada para a pessoa que você ofende – que está pouco se importando com a sua opinião.

E já que o grosseirão não me deu o direito de resposta, tomei a liberdade de compartilhar aqui as principais reações do meus queridos seguidores, perante a tamanha vergonha alheia:

Muito obrigada a todos que interagiram nas minhas redes sociais!! ❤️ Agora aguardo o comentário de vocês para tudo isso que acabaram de ler também! 😃

Grande beijoooo!! 💋

5 comentários em “Cuidado ao Abordar uma GP

  1. Ah Sara!! Todo dia me arrependo de não ter marcado com vc antes da pandemia !!! Passando tudo isso quero voltar a ver vc!!

    O Segundo cara que vc relatou eh um babaca por essência! Vc cobra o Que acha justo. Paga quem pode. Simples assim.
    O primeiro eh espertao ! Queria um fds de boa com vc no meio da quarentena ! Não vale a pena correr o risco de se contaminar a toa!! Parabéns pela postura nos 2 casos !

  2. Excelente texto, para variar, muito bem escrito e detalhado, e com uma característica que só os bons textos podem oferecer, reflexão. Refletir mais uma vez sobre empatia, respeito e educação, atitudes que nunca saem de moda.

  3. Não vou nem falar do segundo cara, pois é tão comum que já perdeu a graça…rss
    Quanto ao primeiro, que queria um encontro “com outra mentalidade”, infelizmente há muitos assim. Vários pq se acham lindos, príncipes encantados, e outros por terem dinheiro, acham que irão impressionar todas e as fazerem sair por “amizade”.
    Dinheiro e beleza trazem muitos benefícios, isso é inquestionável, mas, isso não significa que todo mundo fará tudo por vc por isso. Rolar uma química boa na hora do sexo, e as duas pessoas se darem bem naquele momento, não significa que, você no caso, sentiu algo diferente com ele, em seus encontros você pode ter tido sensações e momentos ótimos com outros tantos também 🤷🏻‍♂️
    O mau de muitos caras, é achar que ela gostou da transa e por isso irá fazer diferente com ele. Esses tem que entender que que o tratar bem, respeitando o espaço e condições, fazendo isso antes durante e depois, independente de quantas vezes saia com a menina, gera muito mais empatia e carinho por parte dela. Pois ela sabe que, aquele cara é bacana e tranquilo, não vai fazer propostas sem sentido, não ultrapassará limites eirá se divertir, já que a companhia é boa.

    Falei demais..rss

    Beijos Sarinha!

  4. Testa oleosa achando que é mente brilhante foi o máximo, Sara! kkkkkkk! O primeiro, é o que eu chamo de “Zen Malandro”(da até pra fazer um trocadilho com a “vai malandra”..rsrs!)…quis te seduzir com as “good vibes”, a “proposta diferente” que era legal só pra ele. Ter saído uma noite e ter acontecido afinidade, química não significa envolvimento. A menina ter sido simpática, educada não quer dizer nada além de que ela foi simpática e educada. Falando em educação, o segundo, eu ia dizer que dispensa cometários, mas vale comentar que além de mal educado, é pé rapado. T

  5. Sara, a crise tá feia, então vou economizar nas palavras.

    Case 1: Não acredito que o cara te ofereceu carinho, prazer, casa, comida e louça lavada, mais uma vista que deve ser fantástica (imagino), por um fim de semana inteiro sem cobrar nada e você não aceitou. Espera um pouco que eu vou ali morrer de rir e já volto.
    Só tenho uma pergunta: mas prefiro fazer pessoalmente. rsrs

    Case 2: Declaro-me incompetente para calcular o preço de uma transa, seja ela simples, básica, completa, com piruetas ou saltos triplos mortais de costas (de costas é bom demais, rsrs), mas sei perfeitamente que a companhia de Sara Muller vale muito – um luxo que eu gosto de ter.
    Também tenho uma pergunta: mas vou fazer pessoalmente 2. Hahaha

    Bjs.

    P.S.: continuo amando nossas videochamadas.

Deixe uma resposta

You have to agree to the comment policy.