Cliente 19 – “O Apaixonante”

Esse cliente é bem jovem, um pouquinho mais velho que eu. Me pediu para que nos encontrássemos no metrô e fôssemos juntos. Aceitei. Quando cheguei na estação, ele disse que já estava lá, e disfarçadamente olhei ao redor, perguntei onde exatamente, ao que ele respondeu: “na catraca” mas eu também estava na catraca e não via ninguém! Hahaha. Até que vi um jovenzinho sentado na escada PERTO da catraca. O respondi com um: “também estou aqui” e voltei a olhá-lo para ver sua reação. Assim que ele leu olhou para o lado e nossos olhares se encontraram. Lindo!! Deu aquele sorrisinho sem graça e se levantou. Assim que saímos da estação me abraçou pela cintura como se fôssemos casal de namorados, adorei, o abracei de volta e fomos andando e conversando. Ele era simpático, bonito e pela forma como alisava seu dedo na minha cintura me mostrou ser carinhoso. Chegamos no hotel, quarto 70. Antes de tudo ele disse que gostava muito de beijar, ou seja, para que eu não fosse afobada! Rs. Assenti e após acomodarmos nossas coisas, em pé próximos a porta começamos a nos beijar. Assim como com o cliente 5 logo quando comecei a te beijar, tive a sensação de ser um ficante meu e não cliente, a química foi muito forte, o que tornou tudo muito mais gostoso e intenso! Enquanto nos beijávamos em pé, comecei a mexer minha cintura, me esfregando no seu pau, ao que ele murmurava entre um beijo e outro “que gostoso”, gostoso era ele com aquele beijo e jeito meigo de namorado carinhoso! Após bastante tempo nos beijando e dando amassos, comecei a desabotoar sua blusa (que era social) e ele começou a desabotoar meu vestido na nuca também, estava delicioso a naturalidade como as carícias se seguiam, até que ele interrompeu nosso beijo para tirar o tênis, como meu vestido também já estava pela cintura (esse vestido uso sem sutiã) terminei de tirar tudo ao que ele tirava suas calças também. Percebi que ele ficou olhando para os meus seios quando terminei de tirar o vestido e me deu um pouco de timidez a sua olhada. Rs. Com ele somente de cueca e eu somente de calcinha voltamos a nos beijar e deitamos na cama. Ficamos um bom tempo somente nos beijando e estava uma delícia! Ele tinha um beijo muito gostoso e doce ao mesmo tempo! Subi em cima dele e fiquei me esfregando no seu pau enquanto nos beijávamos, estava tudo muito gostoso, cada toque dele no meu corpo me causava um grande tesão! Uma alisada diferente no braço, uma passada de mão nos meus cabelos, tudo que ele fazia meu corpo recebia muito bem, por mais inocente que fosse o seu toque! Após um bom tempo só nos beijando fui descendo para chupá-lo! Não era muito dotado mas seu pau era uma delícia!! Chupei com muito gosto só imaginando ele dentro de mim! Não chupei muito pois ele disse que como estava muito gostoso estava difícil segurar, voltei para sua boca e voltamos aos deliciosos beijos repleto de muitas carícias. Quando ele pegou para chupar meus seios, puta que pariu! Não tinha nada que ele fizesse que não fosse gostoso! Ele chupava com uma delicadeza e cuidado que quase tive um orgasmo com aquela boca, ele chupava muito bem!! Depois de um tempo com aquela boca deliciosa em mim, foi descendo pela minha barriga e beijou as minhas coxas bem perto da minha xota, só para me deixar mais louca! Até que finalmente me chupou “lá”! Deliciooooso! Me chupava sem afobação, suavemente do jeito que eu gosto! Não cheguei a gozar pois ele não chupou por muito tempo, mas com aquela chupada eu teria gozado com certeza! Voltamos a nos beijar mais, depois fizemos meia nove e toda vez que eu o chupava ele interrompia a chupada pois estava realmente difícil segurar, e ele não ficava muito atrás, pois sua chupada também era gostosa e toda vez que ele passava seus dedos pela minha xana, minha vontade era de falar para ele entrar logo dentro de mim que eu já estava em ponto de bala!! Teve um momento que eu estava por cima dele o beijando e entre um beijo e outro ele ficou perguntando o meu nome. Insistia em saber meu nome real. Para fazer um charme, respondi que somente no segundo encontro e que ele teria que marcar de novo. Mas para o meu desânimo, ele disse: “posso te falar uma coisa? Eu nunca saio duas vezes com a mesma garota” (ahh nãoo!! 🙁 ) respondi um “ah é?” e voltei a beijá-lo sem demonstrar qualquer reação. Após mais alguns beijos com meu corpo colado no dele, voltei ao assunto: “então quer dizer que você não repete a garota?” e ele me levando a loucura com sua resposta, respondeu: “até agora.” (!!!!!!) Fui ao céu e voltei com a sua instigante resposta, mostrava o quanto ele realmente tinha me curtido, respondi com um “huummmmm” toda empolgada! E concordamos que 1:30 era pouco para nós! Tínhamos muito desejo um pelo outro! Quando finalmente fomos transar, ele me pegou em uma das minhas posições preferidas que ele me revelou nas trocas de mensagens que tivemos, ser a preferida dele também! O “papai e mamãe” devido a ter o olho no olho e corpos colados. Nossa que delícia ele dentro de mim! Não dizíamos sacanagem durante a transa, mas as olhadas que trocávamos diziam tudo! Olhá-lo por cima de mim, me olhando com aquele olhar sexy e estreito que sempre acontece quando estamos metendo, foi mais gostoso ainda! Tudo se encaixava, tudo era prazeroso! Nem preciso dizer que claro que gozei me masturbando enquanto ele me comia gostoso, não precisei de muito. Para quem não estava conseguindo se segurar no oral, ele aguentou bem mais na penetração. Depois que gozei ele ficou mais alguns minutos metendo gostoso, mas não chegou a gozar. Talvez quisesse prolongar por mais tempo possível. Tirou o pau e voltamos para os amassos, o chupei novamente e dessa vez ele gozou! (Não na minha boca). Após gozar deitei ao seu lado e ficamos trocando carícias. Um amor de pessoa, carinhoso, gostoso, até eu não queria que seu tempo acabasse! Rs. Após um tempo fui falando para irmos tomar banho, já que infelizmente o tempo estava chegando ao fim. Ele era muito sedutor e toda vez que íamos nos direcionar para o banheiro me interceptava com seus beijos de deixar qualquer uma molhada! Me encostava na parede só de toalha e era difícil ter auto controle para largar seus braços. Perdemos não sei quantos minutos nisso, a química que rolava entre nós era forte demais!! Quando finalmente consegui forçar para que fôssemos tomar banho ele passou a se conter mais até o momento que fomos sair do quarto, mais sessão de beijos de despedidas e para minha surpresa me deu um presentinho que adorei, um lindo chaveiro do Canadá, que ele havia viajado umas semanas atrás, conforme conversamos quando estávamos indo para o hotel. Um chaveiro lindo!! Fomos embora juntos para o metrô novamente abraçados. Quando passamos a catraca e chegamos a parte que cada um ia para o seu lado, ele me agarrou, me beijou mais ainda e não queria me deixar ir embora! Hahaha. Confesso que nem eu queria ir, mas não tinha jeito. 🙁

Um comentário em “Cliente 19 – “O Apaixonante”

Deixe uma resposta

You have to agree to the comment policy.