Cliente 20 – “O Desinibido”

Quarto 118. Quando cheguei a porta estava encostada, nem precisei bater e já cheguei entrando! Ele estava nu de toalha enrolada na cintura. Coreano. Tinha trazido vinho branco para nós e seu notebook estava tocando uma trilha sonora própria para a noite, gostei muito! Ótimo para descontrair. Tínhamos fechado um pacote de três horas devido a insistência dele quando me ligou, segundo suas palavras: “uma hora é rápido e barato, prefiro ficar em casa batendo punheta” e não aceitei somente por isso, quando me ligou ficamos um bom tempo conversando (do momento que saí de casa durante o caminho até meu serviço! Rs) e como falei no post do cliente 18, senti uma coisa boa em sua voz e na forma como falava, dava para ver que não era fingimento e sim natural. Sendo assim, aceitei ficar com ele por três horas. Após nos beijarmos (beijo de cumprimento) ele nos serviu vinho, brindamos e bebemos. Após isso começamos a nos beijar novamente e dar uns amassos, depois me jogou na cama e me pegava cheio de vontade! Depois de um tempo nos beijando, comecei a chupar seu pau. Ele chupou minha xana e seios também, mas nada demorado. Logo começamos a transar! Me pegou por cima e metia muito bem! Demorou razoavelmente para gozar. Depois que gozou, ficamos um bom tempo conversando sobre sua vida sentimental (desabafou comigo) e em alguns momentos ficava em seu celular para tratar sobre os problemas sentimentais que havia me contado. A música tocava durante todo o tempo que ficamos juntos, (certa altura do programa estava tocando a trilha sonora de Cinqüenta Tons de Cinza) o que foi ótimo para não ficarmos naquele silêncio quando ele focava em seu celular. O interessante é que no mesmo momento em que ele mexia em seu celular e o clima tinha evaporado, ele vinha para o meu lado cheio de fogo de novo me beijando e me abraçando! Hahaha. Entre essas oscilações, ele me chupou mais caprichosamente mas não cheguei a gozar. Conversamos muitoooo (afinal 3 horas é bastante tempo rs) e na última transa ele me pegou de quatro, mas não gozou novamente. 🙁 Perto do fim do atendimento ela não saía do celular!!! Reclamei com ele se o programa não estava tão interessante assim, mas ele disse que estava resolvendo “algo sério” com seu amigo, até me explicou o que era na hora, mas por motivo de ética não vou ficar falando aqui! Rsrs. Pediu um jantar para nós que até chegou rápido, e comemos na cama com ele alternando entre o garfo e seu celular!! –‘ Fomos embora juntos até a recepção. Gostei, muito simpático e cheio de histórias pra contar. 😉

Deixe uma resposta

You have to agree to the comment policy.