Cliente 60 – “O Fisioterapeuta”

Ebaaa como é bom voltar a atender!! Meu primeiro cliente depois do recesso e confesso que estava sedenta!

Antes de nos encontrarmos me avisou que assim como eu, nunca tinha conseguido gozar na penetração e que quem sabe comigo daria certo?

Quarto 165. Japonês, 25 anos. Ela já estava de toalha e me pareceu bastante tímido. Pedi licença para jogar uma água rapidamente no corpo, pois tinha esquecido meu lenço umedecido na outra bolsa e fui direto do trabalho. Assim que entrei no banheiro e me preparava para tirar a roupa ele apareceu na porta e perguntou se podia ficar me olhando, achei engraçadinha a pergunta dele e respondi que sim com um sorriso. Enquanto me despia fui reparando seu olhar no meu corpo, e era de aprovação, principalmente quando tirei o sutiã! 🙂 Para que não ficasse um silêncio mórbido, já que ele era bem quieto, perguntei se ele já tinha saído com muitas garotas (de programa) e ele timidamente disse: “na verdade… Você é a primeira…” fiquei impressionada por ser a “primeira” de alguém rs!  Quando terminei, e parei em frente a ele no quarto, ainda de toalha, ele perguntou se poderia me beijar! Mais uma vez achei engraçadinho toda a timidez dele e o respondi com um: “claro que sim”, nisso arranquei minha toalha e nos beijamos. O beijo se encaixou perfeitamente, ele beijava muito bem! Assim que demos uma pausa, retirei a toalha dele e pedi que se deitasse. Me sentei por cima dele e nos beijamos mais. Depois de um tempo desci para seu pau e o chupei por um tempo, foi muito gostoso olhar pra cima e vê-lo ofegante enquanto eu estava com seu pau na minha boca! 😛 Depois ele disse que queria me chupar também, então subi para beijá-lo mais um pouco, depois ele virou o corpo de lado, me deitando e logo descendo para minha xaninha! Ahh que delícia sentir sua língua quente na minha xana quase virgem de novo! Ele começou chupando bem gostoso, mas depois de um tempo começou a colocar o peso de sua cabeça enquanto chupava e isso começou a me incomodar um pouco rs. Pedi algumas vezes que chupasse mais “suavemente” e após um tempo demorado consegui gozar. Depois disso voltei a chupá-lo e logo colocamos a camisinha para tentarmos o grande desafio! Fui por cima o tempo todo! Cavalguei bem gostoso e ele ofegava bastante. Depois de um tempo cavalgando, me posicionei meio que sentada na cama, ainda com seu pau dentro de mim e fiquei esfregando no vai e vem, onde eu conseguia ver o começo de seu pau e suas bolas na entrada da minha xana. Ele disse que daquele jeito estava melhor, e fiquei com esperança que conseguiria fazê-lo gozar naquele momento, mas….. Não consegui! :'( Depois de um tempo, seu pau deu uma escapadinha e eu tirei a camisinha achando que estava mole, quando percebi que não, voltei a chupá-lo no mesmo momento para que quem sabe tentássemos de novo a penetração depois, mas acabei só o chupando até o final do programa, na verdade já não tínhamos muito tempo a essa altura (ele fechou somente uma hora), então caprichei ao máximo no oral, mas ele era duro na queda!! Comecei a chupá-lo bem rápido, coisa que não costumo fazer, pois nos meus atendimentos, geralmente os caras gostam (e quase gozam) pelas técnicas que faço sem precisar chupar exatamente rápido, mas com ele fui a todo vapor, eu o ouvia ofegando bastante como se a qualquer momento fosse gozar, mas ele não gozava nunca!! Rsrs. Minha boca começou a doer, e continuei pois parecia que ele estava quase, só que determinado momento cheguei no meu limite, estava doendo demais!! Acho que fiquei uns dez minutos ou mais o chupando sem nenhuma pausa, e estava bem difícil manter o ritmo, então duas vezes revezei com a punheta enquanto descansava minha boca, mas na segunda vez percebi que ele não ia gozar mesmo no oral e foquei na punheta. Mesmo na punheta ele demorou muito pra gozar, eu troquei a mão duas vezes e nada! Quase pude ouvir um coro de aleluia quando ele anunciou que ia gozar! Rsrs. Continuei com a punheta super focada, até que seu leite começou a jorrar!! Ficamos algum tempo em silêncio, até que eu brinquei “ufaa rs”. Ele pediu desculpas por demorar, e eu o respondi que imagina, não tinha problema nenhum e que eu também tinha demorado pra gozar quando ele me chupou. Fui até o banheiro, lavei minha mão, peguei um pedaço de papel e voltei para limpá-lo, como ele gozou bastante só consegui tirar o excesso, e quando eu falei que ia pegar mais, ele disse que não precisava que ia lavar, sendo assim entrou no banho e depois eu fui também. Nisso faltavam dez minutos para acabar o tempo e quando eu saí do banho, ele gentilmente perguntou se eu queria que ele me fizesse massagem (já tinha comentado sobre isso comigo quando eu estava a caminho), pois como era fisioterapeuta, fazer massagem em pontos de tensão era sua especialidade. A princípio eu disse que não precisava, pois ia passar do tempo, mas como vi que ele estava todo prestativo, e por mais que passasse do tempo era algo pra mim, acabei aceitando. Eu já tinha vestido a calcinha e me deitei na cama quase nua. Ele me pediu que ficasse de bruços e me pediu LICENÇA quando foi tocar no meu corpo! Hahaha. Brinquei que ele não precisava pedir licença pois estava dentro de mim, e ele disse que era força do hábito rs. A massagem não foi muito relaxante, afinal sabemos que massagem profissional na verdade dói rs, mas foi agradável mesmo assim, ele fazia comentários sobre os pontos de tensão (diafragma, pâncreas e etc) e nisso percebi que ele foi se soltando mais na conversa, já que em paralelo conversávamos sobre outros assuntos. Depois de um tempo me pediu que deitasse de barriga para cima, e foi localizando os pontos de tensão até próximo da xana! Rsrs. Depois disso tudo nos vestimos (tinha se passado quarenta minutos) e fomos embora juntos até o metrô. Como pegamos o mesmo sentido, fomos conversando dentro do vagão, ele não estava mais tão quieto quanto no começo, o que achei ótimo, pois quando o cara fica muito calado eu fico com a impressão que não gostou de mim rs. Desci antes dele e enquanto eu pegava meu ônibus ele mandou uma mensagem agradecendo os bons momentos e pedindo desculpas por qualquer coisa. Fiquei mais satisfeita ainda em saber que mesmo com a sua seriedade durante o programa ele tinha realmente gostado! 🙂

4 comentários em “Cliente 60 – “O Fisioterapeuta”

      1. Realmente surpreendente pra mim. Talvez seja relativamente comum isso. Mesmo assim não esperava. Essa “homarada” precisa melhorar a qualidade…. aumentar a paixão/tesão, senão fica osso o negócio…

        1. Isso não se deve a falta de qualidade na performance do cara, pelo que já li a respeito se deve muito mais ao corpo da mulher. Existe até um exame para saber onde está localizado esse “ponto” que proporciona o orgasmo, só que não no Brasil infelizmente. Mas mesmo não gozando dessa forma gosto de transar pela sensação gostosa do vai e vem.

Deixe uma resposta

You have to agree to the comment policy.