Cliente 79 – “O Aflito”

Quarto 135. Assim que abriu a porta vi um moreno claro, alto, bonito e sorridente, menos de 30 anos. Não sabia como era sua aparência antes do encontro pois nos falamos apenas por torpedo, mas dei sorte de ser alguém bacana. Começamos a nos beijar rapidamente, ele estava com todo gás e aquele programa prometia! 😛 Beijo vai, beijo vem, desci minha mão para seu pau e me surpreendi que ainda não estivesse duro com tantos beijos e amassos. Não fiquei preocupada que ele pudesse não estar atraído por mim, pois já passei por isso antes e entendo que possa haver any motivos para contribuir com isso e não somente eu, até porquê suas ações demonstravam totalmente o contrário.

Ele ficou bastante aflito por seu “amigo” não estar respondendo aos estímulos e toda vez que eu demostrava que ia chupá-lo ele me puxava para cima, querendo mais beijos. Como somente beijos não estavam surtindo efeito, pedi que me deixasse endurecê-lo na boca, ele permitiu ainda que hesitante.

Chupar pau mole não vou mentir é um tanto desanimador, mas é recompensador quando você sente ele crescendo dentro da sua boquinha! 😛 O dele não ficou duro igual pedra, mas estava mais para cá do quê para lá, então achei que poderia dar certo tentarmos uma foda, vai que metendo, o seu amiguinho se animasse un pouco mais?! 😉

Sem perder tempo já o encapei e tentei ir por cima, bem… eu tentei, porquê transar mesmo não deu certo, seu pau amoleceu rapidamente e fiquei chateada pela camisinha desperdiçada.

Voltamos aos beijos, o chupei de novo e repetimos o processo, outra camisinha, outra tentativa, outra decepção. Até conseguimos enfiar e comecei a cavalgar, mas seu pau estava amolecendo ao ponto que eu não sentia nada dentro de mim, nada mesmo! Talvez fosse a posição e resolvemos trocar com ele vindo por cima, mas… quem disse que entrou de novo?! Hahaha. Ele foi ficando cada vez mais frustrado e dizia não estar acreditando que aquilo estava acontecendo, falou que queria muito transar, mas que não sabia o porquê seu dito cujo não cooperava rs.

Fomos para a terceira e última tentativa, igual da segunda vez nos beijamos e o chupei, dessa vez até ele mexia no próprio membro para quem saber ter mais garantia de sucesso, nisso que estávamos na operação ressuscita o desmaiado, ele me confessou que tinha terminando seu namoro há uma semana e que poderia ser essa a influência negativa sobre seu pau, concordei que deveria ser mesmo e que talvez era porquê ele ainda gostava da sua ex. Mesmo com o diagnóstico dado, isso não o tranquilizou, como se sentisse menos homem por aquilo.

Conseguimos endurecer e até metemos por alguns minutinhos bem “inhos” mesmo, com ele por cima, mas a coisa não engrenou e seu pau morreu de novo. Terceira camisinha Skyn desperdiçada… brinquei com ele que ia querer o reembolso dos preservativos rsrs, rimos juntos.

Depois disso ele desistiu e o tempo também já estava no fim, falei para ele ficar tranquilo, que isso acontecia, que ele não era o primeiro e nem seria o último a passar por esta situação, mas isso não o comoveu. Acredito que a sua decepção não se devia somente por conta do pau, mas também pelo dinheiro gasto sem o divertimento esperado.

Deixe uma resposta

You have to agree to the comment policy.