Cliente 94 – “O Maravilhoso”

Quarto 163. Bati na porta algumas vezes, mas ele não ouviu, acabei tendo que enviar-lhe uma mensagem, dizendo que estava na porta rs. Quando abriu e o olhei, a princípio parecia que seria um encontro comum como qualquer outro, mas não, ele foi muito cavalheiro do começo ao fim e principalmente: soube despertar meu desejo por ele. Assim que entrei, me pegou pela mão, me levou até a cama, querendo que eu me sentasse para conversarmos. Daí começou a me elogiar, dizendo que eu era muito linda, que meu blog era incrível e que o meu sorriso foi o que mais lhe chamou a atenção em querer sair comigo. Suas palavras eram tão doces e ditas tão calmamente, que até pensei que fossemos passar o programa inteiro só conversando rs. 58 anos, tinha um sotaque diferente, como se fosse de outro estado, mas não soube identificar de onde exatamente.

Enquanto eu lhe respondia, as poucas coisas que me perguntava, me pediu que tirasse o batom e nisso que fui ao banheiro, me acompanhou. Foi nesse momento que começamos a nos beijar, no banheiro mesmo, com ele apoiado na banheira. Não esperava que eu fosse gostar tanto assim de ficar com ele, mas o fato de ter conversado e elogiado antes, me deixou mais a vontade e curiosa por aquele homem tão gentil. Os beijos começaram inocentes, e no entanto de repente eu estava roçando meu corpo no dele. Vestido só de cueca, mesmo sem termos feito praticamente nada, via-se que estava doido de tesão. Me disse que amava mulheres magras e que eu era do jeitinho que ele imaginava. Beijava a todo momento meu pescoço, meus olhos e sempre bem carinhoso. Suas mãos ora passeavam pelo meu corpo (ainda vestida), ora pelos meus cabelos e aqueles movimentos leves e calmos, foi me deixando mais e mais excitada a cada toque seu, ele sabia seduzir uma mulher e fazia tudo sem nenhuma afobação.

Ficamos bastante tempo no banheiro só fazendo aquilo, algumas vezes ele me virava de costas, para sentir seu pau na minha bunda enquanto beijava meu pescoço por trás, nossa que delícia, ele era muito sensual e eu estava ficando cada vez mais louca para ficar com aquele homem. Vendo que ele não tirava as mãos dos meus seios, tirei meu sutiã (sem tirar o vestido) e quando o removi, soltou um gemido gostoso, como se fosse aquilo mesmo que queria que eu fizesse. Nas poucas vezes que passei a mão pelo seu pau, também gemia visivelmente excitado, e até soltou um comentário revelador, que já estava vendo que iria gozar rápido comigo.

Depois de um tempo, colado nas minhas costas foi me encaminhando para o quarto. Quebrando um pouco aquela tensão sexual, disse que tinha levado um presente para mim. Começou explicando que não sabia o que me dar, que então optou por algo mais fácil de eu gostar, me entregando uma caixa de Alpino. Lhe agradeci sorrindo, enquanto dizia o clichê “não precisava”. Daí ele aproveitou que eu estava de pé e fez um comentário sobre a minha roupa, disse que eu estava vestida do jeito que ele queria que eu fosse, que quase pediu por um vestido soltinho, mas que eu tinha acertado sem ele precisar dizer (ainda bem!). 🙂

Depois voltamos a nos sentar na cama e a nos beijar. Ele tirou meu vestido e quando olhou meus seios, disse que eram muito diferentes das fotos, nessa hora me assustei um pouco, com medo que não tivesse gostado, mas ele, vendo minha preocupação disse que pessoalmente eram muito melhores! <3 Sorri aliviada, e logo ele caiu de boca neles. Chupava muito bem, bem delicado e carinhoso, do jeito que eu gosto. Fechei meus olhos de prazer.

Conforme as coisas foram  fluindo, determinado momento, ele disse que queria que eu o chupasse de camisinha e perguntou se tudo bem para mim. Respondi que sim, como realmente estava, ele não era o primeiro que optava por aquela forma. Pouco tempo após sua sentença, pegamos a camisinha levada por ele, encapamos e o chupei. Não foi preciso me prolongar muito no oral, logo se deitou e fui por cima. Ele realmente deveria estar com muito, mas muito tesão aquela altura, pois eu mal comecei a me mexer no sobe e desce, e ele já gozou! Coisa de nem um minuto! Eu estava bastante excitada, tanto que já estava com a mão no meu clitóris, mas ele foi tão Ayrton Senna, que nem tive chance rs.

Continuamos com as carícias iniciais. Ele ficou me dedando, me provocando e torturando. Depois de um tempo pedi que se limpasse, pois queria mais uma. Ele não foi de imediato, afinal não queríamos nos desgrudar, a química definitivamente tinha sido muito intensa! Quando ele finalmente conseguiu ir, fiquei me masturbando, enquanto não retornava. Felizmente houve sim segundo round e dessa vez pude gozar feliz! 🙂

Ele me pegou de quatro, mas a princípio mal se movimentava, sabendo que não conseguiria aguentar muito tempo de novo. Quando eu estava perto de gozar, pedi que por favor metesse mais rápido e quando gozei ele acelerou ainda mais para gozar também. Saciados, deitamos na cama e continuamos com as carícias. Depois disso, infelizmente o tempo já estava quase no fim, tomamos banho e fomos embora juntos até a recepção. Preciso explicar porque gosto de homens mais velhos? Experiência é tudo! A-do-rei! <3

9 comentários em “Cliente 94 – “O Maravilhoso”

  1. Ola Sara!! Leio todos os clientes e tenho muita vontade de ser um dos próximos..rs. Queria dar uma sugestão. Seria legal, aproveitar seu blog e escrever algo sobre prevenção, DST, importancia de preservativo, etc. Sei lá, você fala de sexo, tem bastante leitores, uniria o útil ao agradável. Bjs

Deixe uma resposta

You have to agree to the comment policy.