Não Seja Um Homem Cansativo

Querido diário,

Bem vindo a minha nova vida de ex acompanhante! Se você achou que eu abandonaria essas páginas, ahh estava muito enganado! Ainda tenho muita coisa legal para postar, como, por exemplo, essa postagem direcionada a uma pessoa específica, mas que pode servir de aprendizado para muitos homens.

Há algumas semanas disparei mensagens via whatsapp para alguns clientes, noticiando a minha aposentadoria. Muitos insistiram por uma saideira, mas teve um em especial que se sobressaiu na insistência. O que, para ser bem honesta, me desagradou bastante, por vir justamente dessa pessoa (que já não possuía um histórico muito bom de comportamento e aitudes) e, mais ainda, por outra vez não entender que não é não e que muitas vezes insistir só piora as coisas.

Ahh, vocês conhecem o sujeito! É “O Persuasivo”, já postado aqui no blog (para reler, só clicar aqui) e na referida postagem ficou pendente a continuação dos fatos, que só desenrolaria em eventos futuros. Vamos então a continuação da história. Ele não cumpriu com a sua palavra coisa nenhuma, o que já era de se esperar, vindo de uma pessoa “tão econômica”, quanto ele. Até aí tudo bem, não me surpreendeu em nada.

Ele já pisou na bola várias vezes, mas nada se compara a vez em que combinou comigo e com outra acompanhante um encontro para o mesmo dia e horário. Ele teve o grande azar de ligar para ela, justamente quando a mesma estava comigo, durante um jantar de amigas. Naquele momento descobri que ele estava marcando com as duas, ao mesmo tempo, me fazendo de idiota, sendo que após eu confirmar que poderia encontrá-lo, deixou de me responder, mesmo depois de tanto insistir para que eu topasse. Não era a primeira vez que eu o bloqueava, mas ele sempre vinha atrás de mim, mandando mensagem de outro número. Contudo, desta vez, lhe enviei um recado extremamente rude, pedindo que não me procurasse nunca mais – impressionante como ele voltou a me responder imediatamente -.  Pedido esse que foi atendido prontamente, mas que não durou para sempre.

Não sei precisar o tempo que ele se manteve afastado, uns dois meses, talvez? Mas voltou a me procurar pelo twitter, com o mesmo papo de cão arrependido de sempre. Ignorei por dias, mas ele continuou insistindo, me vencendo pelo cansaço. Fiquei com pena, pareceu que a pandemia realmente o tinha feito rever alguns conceitos. Voltei a sair com ele.

Contudo, com o tempo vi que algumas das suas atitudes não mudaram, continuava me chamando em cima da hora e ignorando completamente a minha indisponibilidade, como se eu estivesse me recusando não porque realmente eu estivesse ocupada e sim porque queria vê-lo insistindo / implorando para sair comigo.

Sério gente, tenho muita preguiça de homem que fica mil vezes pedindo a mesma coisa, que não dá espaço, que não respeita os compromissos do outro, que acha que só porque está pagando isso é motivo mais do que o suficiente para você largar tudo e ir encontrá-lo! Felizmente não preciso mais lidar com isso, mas fica a dica para os putanheiros que continuam contratando o serviço de acompanhantes. Nenhuma mulher aprecia esse tipo de postura.

Mas, voltando ao Persuasivo, aprendi a lidar com ele. Quando eu não podia, nem lhe respondia mais, pois, sabia que viria uma chuva de insistência chata, então simplesmente ignorava, acreditando que no meu silêncio já estava subentendido que eu não estava disponível, sequer para respondê-lo. Dois dias seguidos ele me requisitou e na terceira vez o respondi com a mensagem de encerramento. É claro que a minha mensagem não teria muita relevância para a insistência dele…

1- “Isso já está valendo?”

2- “Hoje você ainda está atendendo ou não? Se tiver, vamos fazer nossa despedida?”

3- “Se ainda estiver, por favor me avisa e tá marcado! Gostaria mais que tudooooo!”

Agradeci as felicitações e respondi que sim, já estava valendo, então não estava mais realizando encontros. Como era de se esperar, ele teve grande dificuldade em aceitar um “não” como resposta.

4- “Não conseguimos fazer nossa despedida? Talvez um pernoite. Hoje é o dia!”

Agora ele vem falar de pernoite? Quase um ano depois da fatídica postagem?! Me poupe! Pareceu mais um golpe baixíssimo pra tentar me convencer a encontrar com ele. Se achou que a proposta faria os meus olhos brilharem, o efeito foi completamente o contrário. Achei péssimo! Ele só estava propondo o pernoite pois, no fundo, sabia que eu, de qualquer forma, não iria.

5- “Não sou baixo. Se mudar de ideia pode vir.”

6- “Eu fecho o pernoite.”

7- “Se quiser, tô falando muito sério.”

8- “Se quiser a gente faz o pernoite de despedida”

9- “Juro pra você!”

10- “Quer?”

11- “É muito sério mesmo isso.”

12- “Vem?? Pllllllss”

Recusei.

13- “Dessa vez você que não deixou eu cumprir o pernoite.”

14- “Eu tava até decidido a pagar o valor que você tinha me passado haha.”

15- “Já tinha até preparado o pix haha.”

Respondi: “Aham. Sei bem.”

16- “Dessa vez não tô mentindo não haha.

17- “Topa pra você ver se não é verdade…”

Novamente falei que não e ameacei bloqueá-lo se continuasse não respeitando a minha decisão.

18- “Tava disposto a fecharmos sim pelos R$ 4.000 né? Acho que era isso…”

19- “Quando eu crio coragem você mia haha. Brincadeira viu… era despedida mesmo.”

Nesse momento pensei: “quer saber, vamos ver até onde ele realmente está falando sério” e respondi:

-Quero ver, se transferir agora eu vou. – Já que ele me irritava, decidi que iria me divertir com a cara dele também!

Eu não iria, assim como ele não transferiria. Mas resolvi brincar. Claro que se ele realmente o fizesse – o que eu duvidava, afinal, ele sempre agitava, mas nunca honrava – eu transferiria de volta, pois era só pra testar mesmo, o quanto ele realmente estava disposto e sendo sincero. Blefei.

20- “Jura?”

-Aham.

21- “Haha eu dou um sinal! Vai que você quer se vingar de mim… aí eu rodo.”

22- “Vê aí e me fala… vou até tomar uma ducha enquanto você decide!

-Nada de sinal, tem que confiar em mim. Te conheço, se topo só o sinal, quando eu chegar aí você diz que precisa reduzir para um encontro de menor duração. Só vou se realmente transferir o valor cheio. Jamais te roubaria, se eu não fosse, transferiria de volta né, o que pensa de mim? – Provavelmente que eu era sem palavra como ele.

23- “Porque te mandaria R$ 1.000 aí chegando te daria em cash a diferença. Você que pensa coisa ruim de mim.”

24- “Se quiser vir me avisa! Sério.”

-Vou com a condição que falei apenas.

25- “Ok! Pra ser justo com ambos metade agora. Manda CPF, outra metade quando chegar. Se quiser é isso. Vou tomar banho e já volto. Aguardo você.”

26- “E aí?”

-Não quero. Boa noite! Um beijooo.

27- “Poxa, uma parte quero pagar em grana (quem usa essa palavra hoje em dia? Kkkkkk). Por isso. Se for 2K no pix, funciona?

Expliquei pra ele que a minha exigência do valor total era apenas para que eu sentisse segurança de ir. Que chegando lá eu transferiria de volta a parte que ele quisesse fazer em dinheiro, simples assim. Não acreditava mais nas propostas fajutas dele e o conhecendo muito bem, sabia que depois que eu já estivesse lá, ele com certeza inventaria alguma desculpa para que ficássemos somente uma hora. Ou seja, zero credibilidade ele tinha comigo e se quisesse era isso.

Pra eu lidar com um cliente dessa maneira, pode ter certeza que a pisada na bola foi mais de uma vez. Certa vez um outro cliente desmarcou comigo em menos de uma hora do horário que combinamos, eu já estava me maquiando e nunca ninguém tinha cancelado tão em cima da hora assim. Eu não xinguei, mas é óbvio que não gostei. Eu sabia que ele tentaria de novo e nas próximas vezes que me contatou ignorei. Tentou em dias diferentes e continuei ignorando. Somente após muita canseira, quando aquela questão já não me incomodava mais, que aceitei encontrá-lo, contanto que me transferisse o valor total antecipadamente. Ele o fez e o encontro foi um sucesso.

Mas com o Persuasivo não tinha jeito, era mancada atrás de mancada, eu só continuava saindo com ele pois sempre era vencida pelo cansaço e ele morava há seis minutos da minha casa, era o atendimento com a localização mais conveniente possível, rs.

Após o meu ultimato, ele, convenientemente sumiu da conversa por quarenta minutos, sendo que a discussão estava ocorrendo em tempo real, com ambos se respondendo no mesmo minuto. Ou seja, ele saiu da conversa num momento decisivo propositalmente. Até que ressurgiu.

28- “Sa, tá bom. Podemos fazer da forma que você falou.”

29- “Tá acordada?”

30- “Tá de pé o acordo?”

31- “Bora bora”

Meia hora depois…

32- “Oi?”

Sério mesmo que ele achava que uma hora depois eu ainda estaria a disposição dele? Já era madrugada e a pessoa continuava insistindo. Muita inconveniência gente. Pra começar de qualquer forma eu não iria, mas aquilo só serviu para me mostrar, mais uma vez, como ele era um grande de um enrolado. Fugiu da conversa num momento crucial e agora queria aceitar os meus termos.

33- “Falei que ia tomar banho.”

34- “Eu ia te buscar.”

35- “Nossa, eu topei todas as suas condições.”

36- “Podia rolar. Mas ok.”

37- “Topei tudo.”

38- “Eu ia aí te buscar até.”

39- “Sabe, como é pernoite você podia deixar também.”

40- “Vem!” (emoji de foguinho duas vezes)

Não fui. Não que eu fosse, para início de conversa, mas nesse momento deixei claro que ele havia perdido a chance de uma despedida. Quarenta insistentes tentativas.

Na noite seguinte ainda teve a cara de pau de me enviar a seguinte mensagem:

41- “Sara: uma pergunta.”

42- “Aquela sua amiga pode me atender? Não vou insistir mais nada para sairmos haha, só quero saber isso mesmo.”

Ele se referia aquela acompanhante que lá no passado ele marcou com as duas ao mesmo tempo, tal situação que havia sido motivo de bloqueio. Cuja acompanhante também o achava um mala, que sequer quis manter algum contato. Me poupe, né? Dessa vez bloqueei sem o desgaste da merecida resposta.

3 comentários em “Não Seja Um Homem Cansativo

  1. Salut Sara, que bom ainda sermos gratificados com seus ótimos textos.
    Se soubesse que você era vencida pelo cansaço, teria mandado mensagem aos domingos, assim poderia ter te conhecido. Brincadeira🤣🤣!!!!
    Fique em paz.

  2. Aff que cara mala! Mas a cara de pau e insistência são inegáveis. Fico contente pela sua decisão Sara. Sucesso e agradeço por compartilhar seus relatos conosco.

Deixe uma resposta

You have to agree to the comment policy.