“O Persuasivo”

“Se você escrever um post sobre mim, farei um pernoite com você”. Essas foram as palavras desse cliente petulante, que só agenda meia hora comigo. E cá estou eu, enfim escrevendo sobre ele para ver se vai cumprir com a sua palavra, rs. 

A verdade é que eu já quis sim escrever sobre ele antes, diversas vezes voltei do encontro animada e com várias ideias de enredo para o texto, mas quando chegava em casa o sono me dominava – afinal, em quase todas as vezes ele me chama em cima da hora, tarde da noite – e no dia seguinte a inspiração já tinha ido embora. 

Ele diz que é meu fã, mas só sai comigo por trinta minutos. Ressalto aqui que não faço atendimentos de meia hora, sequer tem essa opção no meu descritivo de atendimento, mas somente com ele eu faço. Fico aqui pensando com os meus botões se ele tem menos dinheiro do que me diz ter ou se apenas não acha que eu valho o quanto cobro. Fica aí a indagação.

Já nos desentendemos várias e várias vezes. Isso porque sou de Áries e ele também. Ele diz coisas que eu não gosto, eu rebato e ele recua, quase sempre é assim. Isso quando eu mesma não deixo pra lá, tem coisas que não vale a pena discutir.

Quantos anos ele tem? 21 ou 23, não me recordo ao certo, ainda precisa amadurecer, isso é fato. É um amor de pessoa pessoalmente, mas por mensagem me dá preguiça, rs. Eu digo que não posso naquele momento e ele insiste, insiste até ser inconveniente. Não levando em consideração que – apesar de eu sempre lhe dizer – me chamar em cima da hora não ajuda em nada. Persuasivo, mas muitas vezes sem sucesso, rs.

Enrolado. Essa é a palavra. Ele é muito enrolado para agendar. Antes de sairmos pela primeira vez, até mesmo o bloqueei. A pessoa diz que é meu fã e fica chorando desconto? Como pode?! Eu pagaria o valor que fosse por um Meet & Greet com a Taylor Swift. isso porque eu sou fã. Percebem a diferença?

Então sim, o bloqueei e sabe como ele conseguiu sair comigo? O malandrinho ajeitou um ménage, fazendo com que seu amigo me contatasse, já que, afinal, ele estava fortemente bloqueado. Rs. 

Durante o encontro, o reconheci – ele tem foto no WhatsApp – e confesso que gostei da sua audácia. Como um legítimo ariano, ele não desistiu e batalhou até conseguir o que queria. Lá estava eu, chupando o seu pau, mesmo após bloqueá-lo, porém pagava meu cachê integral. 

Não voltei a sair com seu amigo, mas com ele sim. Sempre encontros curtos, que apesar de eu achar que é muita produção pra pouco tempo de encontro, vale a pena. Pessoalmente ele é muito mais agradável e é fácil agradá-lo na cama. Nossas transas são sempre memoráveis. Ele gosta de diversificar. Já me comeu me segurando no colo – ele estando de pé, sustentando meu peso – , comigo sentada em cima de um móvel, me segurando com as minhas costas contra a parede, no sofá, na cama, só ficou faltando no chuveiro, não por falta de vontade dele, mas preso pela minha produção de make e cabelo lavado pré-encontro, rs. 

Me come gostoso, tem uma pegada forte e me elogia, é… acho que eu gosto dele. Em um dos nossos encontros até me deu uma garrafa de vinho, me surpreendi com tamanha generosidade (pode repetir mais vezes, tá?) Rs. Agora a pergunta que não quer calar é: Será que acontecerá um pernoite após essa postagem? Aguardemos os próximos capítulos!

6 comentários em ““O Persuasivo”

  1. Claro que eu fiquei com ciúmes desse post. 😕 Então, quando você escrever sobre os nossos inúmeros encontros (sempre de 2 horas, diga-se de passagem), sexo na piscina, conversas, discussões e aconselhamentos, propostas e declarações de amor, presentes e help, chamadas de áudio e de vídeo e até viagem, pode colocar como título “O ciumento”. 🤩
    Na verdade acho que você deve escrever um livro, isso, um livro. 😉
    Estou esperando. 😘

      1. Lindaaaaaa!!!!!!!
        Estava brincando. Sabe que sou seu fã incondicional.
        Mas daqui pra frente vou marcar em cima da hora, só trinta minutos e vou pedir desconto. KKKKKK

        Tesão!!!

  2. Sara,

    Que bom! Um texto diferente.

    No início achei estranho vc ter parado com relatos diligentes, embora fosse esse seu diferencial, aos meus olhos.

    Possivelmente, os próximos sejam mais inéditos e não mais do mesmo.

    Uma pena você não ter como atender clientes “novos” a partir de novembro, se bem que eu me considero um “antigo”, mesmo sem ter saído com vc. Veja, tantos e-mails, tantos comentários aqui (embora nenhum deles publicado).

    Imagine se não fosse eu uma pessoa com interesse, né? Quem seria?

    Entendo um pouco esse moleque, que marca “meio encontro”, por falta de grana, embora esteja disposto a um pernoite. (paradoxal mesmo!)

    Também não sei se ele tem ou não dinheiro, mas acredito que se ele tivesse muito dinheiro não teria frescura para gastar com você. Cansei de ver isso em 30 anos de puteiro (parado nos últimos dois!) É melhor que você entenda e encontre um valor bom para esse pernoite, considerando que ambos se curtem…

    Os caras pagam altos valores para sair com as gurias, desde que tenham valores altos disponíveis e que não considerem algo similar com preço muito diferente. Ou às vezes nem tem o dinheiro, mas a cabeça de baixo ou o vício pode falar mais alto. Essa hipótese seria bem triste.

    Percebo que você – no que toca ao SEXO PAGO – prefere que apenas os aficcionados pela Sara marquem encontros, tanto que se alguém tiver ressalvas em relação ao preço, está fora. Ok, questão “mercadológica”.

    De minha parte, embora com o dobro da idade desse colega, adoraria sair com você, mas o valor é realmente além da minha condição. Fora que há outros gastos com motel. E, como você, diz, meia horinha não dá nem pra tomar banho direito. O ideal seria algo entre uma hora e meia e duas horas.

    Em suma, não acredite que o cara gosta mais ou menos de você por querer pagar o cachê cheio ou não. Ou seja, pode haver inúmeros fregueses super endinheirados que pagam brincando R$1000 por duas horas e nem gostam de você tanto assim, enquanto outros que te curtem muito mais mesmo ficam sem sair só porque não tem muito mais de R$300 e um outro lobo guará do motel.

    P.S.: Seu livro estava disponível no Kindle Unlimited. Li. Bom para uma primeira obra. Que venham muitas outras e melhores a cada nova edição da Sara ou da pessoinha que está dentro dela.

Deixe uma resposta

You have to agree to the comment policy.