Publicado em Clientes Que Gostei!

Cliente 100 – “O Centenário”

Quarto 214. Assim que entrei, após vê-lo, a segunda coisa que me deparei foram essas velas na mesa! Quando ele soube que seria o 100, teve o cuidado de preparar algo para que fosse especial, olha que fofo!! <3  Fiquei toda boba e já peguei o celular para tirar foto! Falei que só faltava ter acendido as velas, mas daí ele justificou que não o fez pelo quarto ter detectores de incêndio e apontou para o teto enquanto explicava, verdade, eu não tinha pensado nisso. De qualquer forma, com vela acesa ou não, adorei a surpresa! 🙂

Me sentei na cama e vendo que ele não tirava os olhos da TV (não era filme pornô), perguntei se era a primeira vez que saía com uma GP, ele respondeu que sim e logo voltou a prestar atenção no canal. Como continuou me ignorando, perguntei se estava nervoso ou tímido e me surpreendi com sua resposta negativa rs. Já estava quase decidindo que ia assistir TV com ele, quando num estalo, se voltou para mim e começou a me beijar! 😛

Logo me deitou na cama e aos poucos foi me despindo. Depois de um tempo de beijos, me deitei por cima dele, já me preparando para chupar seu pau. Quando tirei sua cueca, pensei “tadinha de mim”, pois mesmo não estando totalmente duro, se via que era bem dotado rs. Entretanto, meus receios foram infundados, pois em todo nosso tempo juntos, seu pau não endureceu o suficiente para transarmos. 🙁 Apesar dele não admitir, percebi que estava um pouco nervoso e depois me confessou que a situação era “estranha”. Depois que o chupei, ele me chupou também (muito bem, aliás) e depois voltamos aos amassos.

Durante as tentativas de “animá-lo”, meu celular civil começou a tocar. Eu não atendo ligações nos atendimentos, então fingi não escutar. Porém, comecei a ficar preocupada pois a pessoa insistia demais, comentei com ele que meu celular estava tocando muito, para ver se ele me dava uma brecha para atender, afinal sei que tem cliente que detesta isso, mas ele foi super tranquilo, disse que achava que era a TV e falou que eu poderia atender se quisesse. Vendo que ele não tinha mesmo se importado, pedi licença e falei que só ia atender mesmo porque pela insistência deveria ser mesmo importante, como era.

A menina que trabalha comigo ligou para questionar se eu tinha levado a chave embora (cuja chave eu teria que ter deixado, para ela poder abrir no dia seguinte), procurei na minha bolsa e realmente tinha pego por engano. Droga. No dia seguinte eu estaria de folga, então isso queria dizer que eu teria que ir até meu trabalho do mesmo jeito, já que ela não teria como abrir sem a chave. Acordei isso com ela e voltei para ele.

Após uns três minutos, meu celular tocou novamente. Era a menina de novo, dizendo que também não conseguia fechar a loja, pois precisava da chave pra fechar determinada parte. Droga!! Dessa vez não teria como escapar, falei para ela me esperar que eu ia levar a chave, ia demorar um pouco até eu chegar, mas não teria jeito. Ao desligar me voltei para ele toda sem jeito, dizendo que ia precisar encerrar nosso encontro e ofereci duas opções:

• Ele poderia me aguardar e retomávamos quando eu voltasse;

• Encerrávamos ali e acertávamos por um valor menor.

Quando dei as opções, ele me devolveu o poder de escolha e fiquei sem saber o que dizer, pois na verdade, nenhum dos dois para mim era vantajoso, só tinha se passado cinquenta minutos desde que cheguei e até eu voltar ficaria tarde para eu ir embora depois. Então, enquanto decidíamos o que fazer, meu celular tocou outra vez! Eu já estava ficando sem graça, mas não podia ignorar a ligação. A menina disse que tinha dado um jeito de fechar e falou então só para eu ir no dia seguinte levar a chave, fiquei mais aliviada.

Voltei aos beijos e amassos com ele, mas devido aos imprevistos e até mesmo por ele já não estar conseguindo se “animar” antes, acabamos ficando só conversando e trocando carícias. Ele era uma graça e muito, mas muito compreensivo. Disse que acompanhava meu blog há alguns meses e que quando dei aquele tempo, achou que nunca fosse conseguir me conhecer. Também revelou que esperava que eu fosse feia de rosto rs, apesar de eu eu parecer muito bonita pelas fotos rs. Conversamos muito e ele me pareceu ser uma pessoa muito bacana. Depois fui me banhar, ele também (mesmo que não tenha rolado nada), e fomos embora juntos até a recepção.

Publicado em Programas

9° Mês de Programa!

Boa tarde!

Dia 26 fiz mais um “mini” aniversário de “carreira”, cheguei ao 9° mês! 🙂 Esse mês a procura foi bem minguante, até porquê fiquei sem atender até dia 15, por motivos acadêmicos como sabem, então também não posso reclamar.

Aliás, está ficando cada vez mais difícil atender. 🙁 No meu trabalho está mais corrido que o normal, devido estarmos com um funcionário a menos e por conta disso, muitas vezes não consigo sair no meu horário.

Na faculdade não está sendo diferente, de segunda e terça por exemplo, já não atendo mais, pois estou participando de um projeto que me vale horas complementares, então a Sara ficou com os horários um pouco mais restritos (mais do que já eram). :/

A boa notícia é que Dezembro está logo aí, e assim que eu sair de férias da faculdade, terei todas as noites livres! 🙂 Não é possível que até o final do ano não chegue no cliente 100! Rsrs.

Agora lanço uma pergunta a vocês: Por que a menstruação existe? Perdi/perderei dois encontros com clientes novos e dois repetecos essa semana, devido a esse período menstrual que se instalou no meu corpo! Como que alguém chega no cliente 100 desse jeito?! :'( E o pior é que um dos clientes novos não gostou muito e até desistiu de sair comigo, pois irá fazer viagens depois do dia que tínhamos marcado e dificilmente terá nova disponibilidade. 🙁

Sem contar também que um dos repetecos que perderei, seria super diferente de tudo que já fiz. Faríamos um novo pernoite só que em outro estado! 😮 Daria um relato e tanto! Mas… Imaginem como fiquei frustrada! :/ Estou decepcionada comigo mesma! Na verdade tô e não tô né, pois se estou menstruando, quer dizer que não estou grávida e isso também é bom! Rsrs.

Peço desculpas aos rapazes que precisei desmarcar, preciso me habituar a contar os remédios na cartela com antecedência, ao invés de só perceber que está acabando, quando de fato termina. 🙁

Vamos a pouquíssima contagem do que tive esse mês?

2 Clientes diferentes

Repetecos (Poeta, Galanteador/esse não postado e Médico)

Estou super admirada com o tanto de comentários que está tendo no blog ultimamente, obrigada mesmooo a todos que estão participando!! 🙂

Beijão. <3

Sara Muller