Cortês

Cliente 117 – “O Cortês”

Nos falávamos há meses, desde quando postei sobre virar GP em tempo integral, e ele se manifestou por mensagem privada, expondo sua opinião sobre o assunto. Logo se tornou um querido, preocupado não só em ter sexo comigo algum dia, mas também em me aconselhar da melhor maneira possível. Pessoalmente, não me decepcionou e mostrou ser ainda mais fofo do que por mensagem. 🤗

Quarto 601. Aparentava ser um pouco mais velho que na foto, no entanto, mais bonito também. Outro adorável japonês. Me recebeu ainda vestido, muito educado e aparentemente um pouco nervoso, depois me revelou que realmente estava um pouco, devido aquela ser a terceira vez que saía com uma GP, fora a expectativa em finalmente me conhecer. Quanto a expectativa, posso dizer que estávamos na mesma, pois também estava curiosa em conhecer aquele gentil rapaz. 😊

Nos sentamos na cama e conversamos por um tempo. Timidamente demos nossos primeiros beijos, até que aos poucos fomos nos despindo para deitarmos na cama. Nessa hora, ele me olhou um pouco sério, prestes a dizer algo importante, minha curiosidade durou pouco, até ele soltar: “Não se preocupe se hoje não acontecer nada”, acrescentando que devido ao nervosismo, sexo seria o de menos. Achei bacana ter me avisado antes de tudo, pois de fato eu ficaria preocupada com a minha performance, se não ocorresse tudo como o esperado rs.

Na cama trocamos muitos beijos e carícias, parecíamos de fato um casal de namorados, a sintonia era mais de romance do que de putaria. Determinado momento, quando planejava descer para seu pau, lhe perguntei antes se eu já poderia, mas ele disse que não, que ainda estava um pouco nervoso.

Mais beijos, passadas de mão e corpos colados, até que pude dar a devida atenção ao seu pau. Infelizmente o chupei por pouco tempo, pois não estava muito duro e também não consegui fazer com que endurecesse mais. Ele ainda estava um pouco tenso e logo me puxou para cima.

Enquanto retomávamos nos beijos, ele começou a me masturbar, ao mesmo tempo em que eu mexia no seu pau com a minha mão também. Super dedicado, não sossegou enquanto não me fez gozar com seus dedos hehe. Olhei para ele toda boba, e falei que não era justo eu ter gozado, sendo que eu mal estava conseguindo endurecer seu pau rs, gentil como é, me respondeu que não tinha problema nenhum, pois sentia prazer em proporcionar prazer à outra pessoa. Fofo demais! ❤️

Havíamos fechado duas horas e à essa altura só tinha se passado uma hora, ele então sugeriu de sairmos para almoçar! Como assim ele preferia me levar para almoçar na nossa última hora juntos, sendo que eu nem tinha o feito gozar, nem nada?! Acabei aceitando sua gentileza e partimos em seu carro para um restaurante na região.

Comemos feijoada e conversamos bastante durante o almoço. Essa foi a primeira vez em que eu almoçava fora com um cliente (já aconteceu de eu jantar, como foi com o Cliente 84 – O Formidável), e foi mesmo uma experiência interessante, apesar de ter me sentido um pouco envergonhada – não por ele, mas sim pelo fato de um “estranho” estar pagando almoço pra mim e também de comer na sua frente -, sou o tipo de pessoa que sente um pouco de vergonha de comer na frente de possíveis pretendentes (mesmo que seja um cliente), ainda mais em lugares públicos e bem frequentados, como esse que me levou, vai que deixo a comida cair do garfo ou cometo alguma gafe? Rsrs.

Mas enfim, foi tudo muito incrível, ele foi um cavalheiro e nem o vi pagar a conta, pois o fez no momento em que fui ao banheiro, super cavalheiro. Acho que haverá repetecos… 😁