Repeteco com o Médico!

Médico

Quarto 165. Assim que entrei não perdemos tempo e já começamos a nos beijar. Como cheguei um pouco atrasada, estava sem fôlego pois fui às pressas, ele educadamente me ofereceu uma água (no caso eu ia beber a minha mesmo que levo na bolsa), mas sequer me deixou bebê-la, me agarrou e não soltou mais hahaha.

Logo me deixou quase pelada e fomos para a cama. Ele já estava semi nu também, só de toalha em volta da cintura. Na cama, depois de mais alguns beijos, desci para seu pau. O chupei por pouco tempo e voltamos para os amassos. Ele estava muito ousado e teve um momento que ficou pressionando seu pau na minha xana, imediatamente comecei a me esquivar, me arrastando para trás na cama, falei pra ele não se empolgar e ele pedia “só um pouco…”, fiquei desconfortável com a insistência e falei que ia buscar a camisinha, me esforçando para sair, ele relutou, mas viu que não tinha jeito. Peguei e encapei logo, aquele homem estava a perigo!

Como esse repeteco já faz uma semana, admito que não lembro mais as ordens das posições, sei que fui por cima, ele também veio por cima e senão me engano gozei duas vezes, uma quando eu tava por cima e outra quando ele me pegou de quatro. Foi uma delícia, isso lembro muito bem! Hehehe.

Definitivamente ele estava bem empolgado naquele encontro (não que não estivesse nos anteriores também), mas dessa vez tive que dar uma acalmada nos ânimos, pois em determinado momento ele começou a pular em cima de mim no frango assado! Logo no frango assado que entra tudo facilmente! Falei pra ele “calma aê!”, já tava até vendo aquele pau escapando e entrando no meu cu, deu o maior medo, na velocidade e força que ele bombeava então, eu ia chorar na hora! Rs. Daí se desculpou dizendo “eu me empolgo” e desacelerou, ufa.

Nos nossos encontros anteriores, ele nunca gozava na penetração, sendo isso, algo que eu já tinha desistido, tendo em vista que havia me dito que não conseguia por conta da camisinha. Entretanto dessa vez, teve um momento estranho.

Quando vi que ele estava cansado, depois de ter me pegado de quatro (acho que foi nessa hora, não lembro ao certo), perguntei se queria que eu o chupasse mais um pouco (ou foi depois que eu fui por cima pela segunda vez e senti dar uma amolecida?), sei lá, só sei que quando tirei a camisinha, escorreu um líquido branco, parecia porra, mas era bem pouco e escorreu rapidamente, antes que eu pudesse ter certeza. Perguntei se tinha gozado e nem ele sabia! Cheirei minha mão pra ter certeza, mas não tinha aquele cheiro de candida que toda porra tem, considerei que talvez fosse porque escorreu tão rápido, que não deu tempo do cheiro impregnar rs. Mesmo assim, fiquei com a maior dúvida, até porque o homem sente quando goza, não sente?? Ele disse que estava tão bom que nem percebeu, sei!! Rs.

Depois nos banhamos, pedi uma refeição pra mim antes de ir pra aula, e conversamos brevemente pelo pouco tempo que restava.

Um comentário em “Repeteco com o Médico!

  1. Acho que era o pré gozo do homem. Quando escorre rápido e parece lubrificante na consistência, menos pegajoso. Alguns homens têm esse pré gozo cedo e outros só quando estão para gozar, se estiver segurando o orgasmo pode vir várias vezes.
    E definitivamente o homem sabe quando goza, independente de ser orgasmo sem ejaculação, pois o músculo que pressiona a próstata tem várias contrações, inclusive o mesmo músculo se não me engano que as mulheres podem exercitar para o pompoarismo.
    Acho que ele foi bem sincero contigo, não estava preocupado em gozar e sim em curtir a transa, prazeres diferentes, ambos muito bons, lembrando que para alguns homens se gozar leva um tempo razoável para funcionar novamente, aí melhor (ao menos penso assim) curtir o bem bom por mais tempo senão tudo passa muito rápido e até o orgasmo fica xoxo, com menos graça do que o prazer durante a transa, principalmente num encontro mais rápido que talvez não houvesse tempo para uma segunda vez.

Deixe uma resposta

You have to agree to the comment policy.