Publicado em Clientes Desagradáveis

Cliente 149 – “O Esquisito”

Quarto 129. Assim que entrei, na primeira palavra que trocamos, percebi que aquele cliente era diferente. Ele parecia ser extremamente tímido, muito acima do normal. Respondeu ao meu cumprimento muito seriamente, e quando perguntava-lhe algo, na tentativa de quebrar aquele gelo, me respondia com monólogos, ou quando era preciso me dar respostas mais elaboradas, falava como se não estivesse com a menor vontade de conversar.

Por sorte (e não tenho vergonha de admitir) ele não tinha sido o meu primeiro cliente do dia, e isso me ajudou muuuito, para que eu não entrasse na sua pilha, pois estava super alegre da transa anterior e deixei que essa alegria contagiasse o segundo atendimento também. Então lhe fiz perguntas bem humoradas, tentando animá-lo, pois a princípio achei que fosse uma timidez momentânea. Quando me dei conta que aquele era o jeito dele mesmo e que nada iria mudar, resolvi partir para o segundo passo, que era beijar e ser muito carinhosa nas preliminares.

Depois de um tempo nos beijando, o deitei delicadamente e me deitei por cima. Suavemente comecei a roçar meu corpo no dele, e após mais alguns minutos, fui me despindo, ficando só de lingerie. Daí comecei a despi-lo também, e após mais alguns beijos, fui descendo para chupá-lo.

Para a minha decepção, seu pau tinha o mesmo cheiro desagradável que o Cascão (cliente 110) tinha. Aquele cheiro de urina forte, como se estivesse impregnado. Lembrei que ele ainda não tinha se banhado – pedi que se banhasse quando eu ainda estava a caminho, mas me respondeu que preferia esperar eu chegar no quarto -, então interrompi o que ia fazer, e como se tivesse acabado de me lembrar de algo, falei daquele seu banho, mas já prevendo que pelo cheiro, não seria apenas uma banho que resolveria. 😕

É muito desagradável passar por uma situação assim. 😖 Como eu imaginava, quando ele voltou o cheiro ainda estava lá, e minha vontade foi de ir embora. Nem chupar com camisinha eu não queria. Comecei a abaixar a pele do pênis, enrolando, novamente pensando no que poderia fazer numa situação dessas. Para variar, ele pareceu se incomodar com a pele sendo abaixada, o que me fez pensar que além de fedido poderia estar machucado. Quando ele puxou a pele de volta (após eu ter acabado de abaixar) pela segunda vez, lhe perguntei se estava machucado, e ele apenas respondeu que não. Sequer justificou o porquê doía se eu abaixasse então. Tomei aquilo como pretexto ainda maior para não ter que chupar e voltei a beijá-lo, tomando todo o cuidado para não encostar a minha parte íntima na dele.

Para minha surpresa, ele tomou a iniciativa nesse momento e me pediu que deitasse. Até achei que fosse me chupar ou fazer algo do tipo, mas apenas se deitou por cima de mim, e ficou roçando seu pau na “testa” da minha vágina (sei que falar “vágina” num texto erótico costuma ser broxante, mas vamos combinar que esse relato já não está tão excitante assim rs). Procurava beijá-lo durante esses esfrega esfrega, mas ele beijava sem vontade, como se só quisesse mesmo esfregar e nada mais. Então depois de um tempo desisti, mas era complicado não ficar igual uma marionete, se o que eu poderia fazer ele não correspondia.

Depois ele começou a descer seu corpo, querendo que seu pau encostasse na minha xana. Imediatamente desci meu corpo junto, e falei que não permitia roçar direto nela (o que não era exatamente verdade, mas levando em consideração as condições nada higiênicas do seu membro, não deixaria encostar jamais!!) Ele fingiu não me escutar e depois de alguns instantes desceu o corpo mais um pouco, também teimei e desci o meu junto mais uma vez. (Imaginem a cena! Kkkkk)

Vendo que não ia conseguir o que queria, me pediu então para deitar de bruços. O obedeci e ele se deitou por cima de mim novamente, com seu pau encoxando minha bunda. Daí começou a fazer movimentos de vai e vem, como se estivesse transando. Achei que aquilo fosse só o aquecimento e quase não acreditei quando ele revelou que já tinha gozado! 😳 Mal deu pra sentir o líquido encostando na minha pele! (Até passei a mão nas costas e cheirei.)

Falei animadamente de nos banharmos e partimos para o segundo round, mas ele disse que já bastava. Olhei o relógio e ainda restava vinte minutos (fechamos uma hora). Fui me banhar então, depois ele, e conversamos brevemente (a essa altura parecia minimamente mais a vontade comigo) depois de nos vestirmos, até que saímos do quarto faltando ainda dez minutos para o término.

Eu não iria classificá-lo como desagradável por essa questão, afinal, cada um goza do jeito que preferir. Mas o que não perdoarei aqui é a condição do seu pau. Infelizmente eu tenho uma consideração até demais pelo outro, pois fico pensando no seu constrangimento, ao ouvir de uma pessoa estranha, que o seu pau está nojento. Porém não faz sentido eu ter esse tipo de preocupação, quando comigo, que também estou vulnerável, ninguém tem.

Então que fique bem claro aqui (e até vou mudar no menu “cachê e atendimento”) que se eu constatar que a limpeza do pênis não está em dia, não apenas irei me recusar a chupar sem camisinha, como irei embora. E você pagará pelo quarto mesmo sem tê-lo aproveitado.

O ideal seria que me pagassem também, pelo menos 50% do cachê combinado, por ter feito eu perder o meu tempo me arrumando e me locomovendo para um atendimento que colocava em risco a minha própria saúde, mas como sei que essa boa vontade dificilmente ocorrerá, então só esperarei mesmo poder partir em paz, segura de que nada irá me acontecer pela exposição que tive.

2 comentários em “Cliente 149 – “O Esquisito”

  1. Que situação desagradável… Ainda fico imaginando como foi difícil para você que realmente tem prazer nos atendimentos, um atendimento aonde além da falta de higiene ainda teve a situação de ficar parada por ele não gostar dos beijos e não ter o sexo em si… Realmente, esquisito 😕

    1. Menina, como você, escreve bem, apesar desse texto não ser o mais excitante rsrs Tô viciado em ler seus relatos, deu mais vontade ainda de te conhecer…Só não quero fazer parte do bloco dos “atendimentos ruins” rsrs Apesar de ser um pouco desastrado sou bem higiênico e adoro preliminares.

      Bjs

Deixe uma resposta

You have to agree to the comment policy.