Casal: “Os Sintonizados”

Após pouco mais de dois anos de carreira, e várias mensagens de pessoas me perguntando a respeito do atendimento de casal, finalmente tive o meu primeiro!! Uhuuu! 🤗 Quem me contatou foi a mulher e desde  o começo esclareceu que eu interagiria APENAS com ela. O intuito do encontro era para que ela pudesse experimentar “outras coisas” (disse que sempre teve curiosidade de ficar com outra mulher) e não se sentiria confortável de ver seu marido ficando comigo. E apesar de não fazer atendimento lésbico, aceitei, afinal o rapaz estaria presente (mesmo que só assistindo) e também estava bastante curiosa para atender o meu primeiro casal! 😏

Quarto 177. Pela foto do WhatsApp ela já parecia ser bem nova, tanto que no começo das conversas não dei muita credibilidade, pois fiquei com a sensação de estar falando com uma adolescente que no último momento daria pra trás. Mas a menina era mesmo decidida e ainda que não estivesse com a plena certeza de estar fazendo a coisa certa, foi até o final! 😼 Pessoalmente disse ter 25 anos, mas juro que lhe dava uns 16!! 😯 Seu marido era igualmente novo, e como foi a primeira vez de ambos, era palpável o nervosismo deles. Eu também não tinha experiência com casais (o máximo que já fiz foi atendimento em dupla), mas procurei agir como se soubesse exatamente o que estava fazendo, precisava lhes transmitir bastante segurança para que ficassem mais a vontade comigo.

Daí enquanto puxava assunto para quebrar o gelo – eles contaram que antes de me enviarem o número do quarto, pensaram em desistir, mesmo já estando lá! Rs -, liguei o som e coloquei uma musiquinha. Depois me sentei ao lado dela na cama e avisei que iria beijá-la, e que poderia me dizer se não se sentisse confortável com alguma coisa. Ela assentiu apreensiva, e então nos beijamos. Um beijo bastante tímido da parte dela e preocupado da minha, que não queria de jeito nenhum frustrar as expectativas deles rs.

Depois pedi que tirasse a sua blusa, e ela já aproveitou para tirar também o sutiã (assanhadinha 😏). Avisei que só iria me despir se ela quisesse (não queria ficar nua na frente dele sem o consentimento dela) e deixei em aberto para ela pedir quando fosse a hora. Ela concordou e então prosseguimos. Beijei seu pescoço e também chupei os seus seios. Ela fechava os olhos como se estivesse absorvendo as sensações, e pareceu que estava gostando. 🙂 Depois pedi que se deitasse e tirei sua calça com a sua ajuda. Beijei o corpo dela mais um pouco e então fui descendo para a sua menina…

Se não tinha experiência com casais, chupar xana então menos ainda rs, mas procurei fazer com ela igual gosto que fazem comigo. Provoquei beijando o interior da sua coxa primeiro, dei umas lambidas em volta da calcinha e senti ela vibrar igual eu costumo fazer também hahaha. Daí com bastante calma tirei a sua calcinha e me deparei com uma xaninha bonitinha e bem cuidada. Estava com um pouco de pelo em cima, formando um “desenho”, que era um  retângulo, mas onde eu chuparia mesmo estava lisinho. 😋

A chupei com o maior cuidado e capricho, afinal chupar a xana de uma colega durante um atendimento é uma coisa, e chupar uma cliente era outra que exigia bem mais responsabilidade rsrs. Sempre fazendo movimentos suaves e circulares que gosto que façam em mim e também segurei seus seios ao mesmo tempo. Enquanto a chupava, assisti ela e seu namorado se beijarem e fiquei aliviada de tudo estar correndo bem. Quase não acreditei quando ela começou a se contorcer dando indícios de que iria gozar! Sim, consegui fazê-la gozar e fiquei super orgulhosa de mim mesma!! 😬😌

Daí, assim como ocorre comigo depois de gozar, ela reclamou que estava bastante sensível e parei de chupar. Voltei a beija-lá e fiquei impressionada quando ela quis me chupar também! – A essa altura eu já estava só de lingerie – Nem esperava que ela fosse fazer algo em mim, e aceitei sorrindo rs. Sua chupada também era muito boa (melhor que de muito marmanjo afobado), super delicada e cuidadosa. Não conseguiu me fazer gozar, mas dadas as circustâncias já seria pedir demais rs. Contudo ela não estava longe, se tivesse ficado num ritmo continuo por mais um tempo com certeza eu teria chegado lá! Hehe. Depois também chupou os meus seios e então voltamos a nos beijar, com uma batendo siririca para a outra. 😈

Seu namorado interagia com ela as vezes, mas não o vi se masturbando, pelo contrário, permanecia vestido, e achei bastante lindo o respeito deles um pelo outro. Evitei olhar diretamente para ele também, pois me sentia como se a estivesse traindo, e a minha prioridade ali era ela e não ele.

Quando ela avisou que já havia passado a sensibilidade pós-gozo, voltei a chupá-la e dessa vez tentei uma técnica diferente que também gosto quando fazem em mim, é basicamente chupar o clitóris, mas de um jeito suave que não o machuque obviamente, e espantosamente ela gozou ainda mais rápido que a primeira!! 🙀 E dava para perceber que não era fingimento. Ela se contorcia e ficava com a respiração mais ofegante. Agora entendo o que os caras sentem quando fazem uma mulher gozar, é uma satisfação grande de saber que você conseguiu fazer outra pessoa ter muito prazer. Eu já sinto isso com os clientes, mas sentir essa coisa de “missão cumprida” chupando uma xana também foi gratificante! 😊

Depois da segunda gozada, já não tinha muito o que fazer, e ela disse que achava que estava bom. Perguntou ao namorado se ele gostaria de pedir algo (para eu e ela fazermos), e ele respondeu que também estava tranquilo.  Sendo assim, encerramos antes da hora, mas foi super delicada quando disse, e em nenhum momento pareceu que estava me expulsando. E eu também não achei ruim, pois não conseguia ter mais ideias do que poderíamos fazer até o término do tempo, já que ela estava satisfeita e eu não poderia interagir com o rapaz.

O encontro foi de uma hora e me liberaram faltando trinta minutos. Os avisei que o tempo do quarto era de 4h (caso eles quisessem transar depois que eu saísse hehe), falei também da refeição que era inclusa e até mostrei as opções no cardápio, para que eles pudessem ficar a vontade. Ela foi super educada e até me chamou de “prestativa” rs. Gostei muito deles! Espero que ela também tenha gostado e quem sabe se aventure mais! 😏

 

4 comentários em “Casal: “Os Sintonizados”

  1. É uma sensação maravilhosa ver uma mulher se contorcendo na hora da transa…os sons, os movimentos expressões delas tudo isso nos dá muito prazer também, Sara! E, para os atentos, fica no relato, como podemos ter esta maravilhosa sensação… contigo! 😉

  2. Muita fdelicadeza e sensibilidade da sua parte, Sara.
    Preocupar-se com ela e respeitar o casal.
    Além de ver que você manda bem no oral, com homens e mulheres!!!
    Gosto cada vez mais dos seus relatos (te acompanho há um bom tempo, pena que não consigo mais estar por aqui sempre)
    Beijos e uma hora ainda te conhecerei

Deixe uma resposta

You have to agree to the comment policy.