Repeteco com o Personal Gineco!

Seguindo o percurso do relato anterior, depois que “O Elegante” foi embora, desci para a garagem e aguardei o Personal me buscar – ele havia pegado a suíte 48 (que como dito anteriormente, não ficava ao lado da 49 rs) – pois seria muito estranho se algum carro se deparasse comigo andando ali naqueles corredores rs.

Quando entramos na suíte, eu estava esfomeada*, e ele, ouvindo eu contar todo aquele mal entendido com o cliente anterior, ao perceber que eu ainda não havia almoçado, me deixou extremamente à vontade para pedir o que eu quisesse do cardápio.

Enquanto a refeição não chegava, conversamos bastante, intercalando com alguns beijos, e quando me sentei a mesa para comer, ele aproveitou para se banhar. Após comer de graça durante o atendimento* e escovar os dentes, fomos para a cama e lá inicíamos o nosso costumeiro namorico! 🤗

Nos beijamos bastante, depois lhe chupei e também fui chupada. Aliás, destaque para o seu oral que está ficando cada vez melhor! 👏🏻 Conseguiu me fazer gozar!! 😋 E o desenrolar do encontro foi daquele jeito que vocês já sabem: carícias, amassos, preliminares, e muitos beijos. 👄

Quando deu a nossa hora (encontro de 4h), nos vestimos e surpreendentemente a meia do Personal havia sumido!! 😨 Foi super sinistro porque procuramos em todos os cantos daquele quarto e realmente havia desaparecido! 😳 E o presente da vez, foi o livro: “Personal Branding” (bastante sugestivo com o seu apelido aqui no blog haha).

Palavra e frase que fazem referência a comentários maldosos sobre eu me alimentar durante os atendimentos. 

Ressaltando que quando me alimento nos encontros, isso sempre ocorre com o consentimento do cliente, que oferece e na maioria das vezes também almoça/janta comigo. Se a refeição ocorre no final do atendimento sem precisarmos nos locomover do quarto, esse tempo não é contabilizado.

5 comentários em “Repeteco com o Personal Gineco!

    1. Ela está analisando apenas por um lado da história, pelo lado de quem ganha o presente e não de quem presenteia.

      Para a pessoa que está presenteando é gratificante poder mimar a pessoa que gosta, mesmo que aquela relação tenha começado comercialmente e mesmo que a pessoa presenteada não possa retribuir da mesma maneira.

      Me surpreende uma moça com um pensamento tão machista, pois tudo que li nessas postagens foram ataques as Gps e seus clientes.

      Idaí que o cara enche de presentes uma GP? (O dinheiro é de quem??) Ou que a GP não se debulhe em elogios pelo cara? Será que é porque a GP tem mais de um cliente especial e não quer deixar nenhum deles se sentindo melhor ou pior que o outro?

      Conheço essa moça no Twitter, inclusive ela me segue e também a sigo (acabei de dar unfollow), e fiquei muito impressionada em como no Twitter ela aparenta ser uma coisa (elogiando as GPs com conotação bissexual) e no seu site faz o contrário, menospreza o trabalho que nós fazemos. Seria um truque de marketing para atrair os seguidores do Twitter para o seu site? 🤔

      E também não achei bacana ela cuspir as coisas que as Gps lhe revelaram em segredo (aliás, não consigo acreditar que uma Gp em sã consciência teria coragem de fornecer seu número pessoal para uma pessoa que só conhece virtualmente), pois se tudo que ela contou realmente lhe foi dito por alguma GP, acredito que era para ser algo confidencial, não? 🤔

      Mas enfim, esses textos foram produzidos por uma pessoa que na verdade é contra a existência da prostituição (tem até preconceito), e lá no fundinho deve ter até inveja pelo tanto de presentes que nós, Gps, ganhamos.

Deixe uma resposta

You have to agree to the comment policy.