P de Paixão

Vou lhes contar uma história intrigante. Porém, não se enganem, não será um romance. Até poderia ser, pois o amor rende relatos interessantes, só que hoje será sobre uma relação ardente entre dois amantes. Que homem. Desses que conseguem te conquistar desde a primeira chupada. Isso mesmo, chupada. Pensou que eu diria desde a primeira olhada?

Eu baguncei com a sua vida, assim como ele bagunçou com a minha. Seguimos juntos nessa lida, sem sabermos qual será a nossa saída. Interessante, de fato um homem muito interessante. Desses que conseguem ser extremamente excitantes. Reunindo numa só pessoa todas as qualidades sexuais que considero importantes.

Dezenas de mulheres sabem como é raro encontrar tanta compatibilidade. Uma relação é mais que afinidades, envolve também sexualidade. Beijo, chupada, pau e pegada, são as quatro vertentes que te deixam desarmada. E se ele for bom em cada uma delas, se prepare para viciar mais que Nutella. Beijo bom, chupada boa, pau gostoso e sexo incrível? Esse é o tal pacote completo que está difícil. Máquina do sexo? Não, isso seria muito complexo. Prefiro dizer máquina sensual de prazer, aquela que te faz enlouquecer.

Romance é legal, mas o ato sexual é ainda mais especial. Principalmente se a transa for ao natural. É o ápice da intimidade e confiança, como se coreografassem a mesma dança. Você se entrega e o outro se deixa entregar a um momento que mais tarde te fará pensar. Quando as sensações forem realçadas, você não vai querer saber de mais nada. Tudo ficará mais intenso e profundo, transformando em coisa de outro mundo, todo aquele prazer mútuo que estão vivendo juntos. 

Olho ele me tocando com a sua língua e logo imagino me cutucando com a cabecinha. Eu deveria saber aproveitar melhor cada sensação, mas é muita excitação, não consigo controlar o meu tesão. Senti-lo entrando dentro de mim é algo inexplicável. Nossa disposição é mesmo inesgotável. Tão exato quanto atingir uma variável. Tão gostoso ainda que não tenhamos chegado ao orgasmo. É como se não existisse vida fora daquelas quatro paredes. Por algumas horas só consigo focar nele. Contas para pagar? Textos para decorar? Livros para estudar? Compromissos para honrar? Nada me importa, só quero gozar. Naquele momento só tenho olhos para ele e ele para mim. A paixão é mesmo assim. Intensa como se não houvesse um fim.

Foda-se que a nossa vida não é aquela. Paralelamente serei a sua branquela. E daí que vai demorar um tempo para me reencontrar? Não pensemos nisso e só vamos aproveitar. É o proibido que eleva a nossa libido. Então continue assim, seja um bom menino. Sexo casual é uma coisa que nunca sai de moda. Mas como poderia se é uma coisa tão foda? Então lá estava eu indo ao seu encontro mais uma vez, toda animada na maior altivez. Naquela expectativa pelo que me aguardaria, pois já te conhecia e sabia que não me decepcionaria. É muito mágico quando ele me possui por inteira, ahhhh como eu adoro ser a sua ninfeta.

Preliminares. Carregada de olhares complementares e mensagens subliminares. Ele começa roçando despretensiosamente na minha buceta, como se não quisesse enfiar muito mais que só a cabeça. Fica naquilo só para me provocar, igual quando cavalgo sem freios querendo fazer ele gozar. Uma explosão gostosa que ainda não pude sentir, ahh como eu quero o seu líquido quentinho dentro de mim. O que não quer dizer que o seu gostinho ainda não conheci. Certa vez ele tentou me avisar, mas ao invés de parar, prossegui. Com um sabor diferente de tudo que eu já tinha experimentado, enquanto descia pela minha garganta, ele ficava ainda mais encantado.

Você sabia que a paixão costuma ser mais arrebatadora que o amor? Estou falando sério, não se trata de um rumor. Enquanto o amor te tranquiliza e consola, a paixão te agita e desola. Paixão pode virar amor em algum momento ou ser confundida com um e morrer sem ressarcimento. Pode acontecer de acabar, mas nisso não quero pensar. Gosto de idealizar que eternamente irá durar, porque a paixão chega sem avisar. Te queima até arder e quando menos se espera já não aquece mais você.

5 comentários em “P de Paixão

  1. Muito excitante esse conto…ou seria um relato? Não importa muito não é mesmo? O que importa é a emoção que você passa….
    Torcendo muito por um conto assim tão detalhado como foi esse…sobre sexo anal…

  2. Este texto foi bom!!!, gostei de varias frases que fiquei pensando, “é isso ” rss.
    Agora que lí o diario de anos passados, saquei porque nao tinha marcado com vc, porque vc ficava em Guarulhos !!!. Ainda bem que mudou-se para SP.

    1. Delicia de conto hein Sara? Quem será que te inspirou a esse ponto? Ficamos imaginando todas as cenas como se fosse cada um de nós o escolhido, motivo de paixão, olhar (ah seu olhar) sexo e tesão, num clímax de carinho e entrega ímpar!

Deixe uma resposta

You have to agree to the comment policy.