O Que Eu Gosto

O que eu gosto? Eu gosto de sexo. Mas, não é qualquer sexo, muito menos com qualquer pessoa. Talvez eu até goste de sexo mais do que a maioria das mulheres, afinal, não é à toa que escolhi trabalhar com isso. Mas, não me considero uma ninfomaníaca não, apenas uma mulher bem resolvida que sabe usufruir dos prazeres da profissão.

Gosto de sexo com homens carinhosos. Aquele tipo de homem que sutilmente apalpa os meus seios por cima da roupa, enquanto ainda estamos nos beijando. Se ele perceber, verá que ficarei levemente ofegante quando ele fizer isso, pois, surpreendentemente, tenho muito tesão nos meus seios. Adoro quando as minhas roupas vão sendo despidas calmamente, como se ele estivesse desembrulhando um presente. E confesso que sim, fico um pouco frustrada quando ele desabotoa meu sutiã antes mesmo de tirar a minha blusa, pois, caprichei na lingerie e ele sequer verá como aquele sutiã, escolhido a dedo, acomoda os meus seios.  Agora, quando ele tira a minha blusa e se afasta ligeiramente para apreciar a visão dos meus seios decotados naquela lingerie, fico ainda mais excitada só por sentir sobre a minha pele o seu olhar lascivo carregado de desejo, louco pelo que está por vir.

Gosto de sexo com homens que valorizam uma boa preliminar. E confesso que fico ainda mais louca de tesão se ele me chupar primeiro. Sou puta, mas, também sou mulher e qual mulher não gosta de ser tratada como uma princesa, até mesmo na cama? Entendo que alguns tem nojinho, por achar que uma buceta que recebe muitos paus não é digna de ser tocada pela sua língua, mas, meu rapaz… a buceta de uma puta é muito mais bem cuidada que a de uma mulher comum. Pode ter certeza disso. Justamente por ela receber muitos paus, grandes, pequenos, grossos, finos, retos e tortos que precisa estar sempre impecável, é o nosso ganha pão.

Gosto de sexo com homens que não ficam igual estátuas quando estão sendo chupados. Se já é gostoso ouvi-lo gemer ou de vez em quando soltar algum elogio ao carinho que estou fazendo nele, é ainda mais delicioso quando ele acaricia meus cabelos enquanto eu faço. É como se ele dissesse: “Boa menina, continue assim”. Me sinto ainda mais motivada a continuar com aquele boquete maravilhoso.

Gosto de sexo com homens que me viram de bruços e me chupam tanto na frente quanto atrás, mas, que o faça sem segundas intenções de ser presenteado com um sexo anal. Gosto de ser virada do avesso de uma maneira carinhosa, não violenta. E por falar em violência… confesso que também gosto de sexo com pegada. Pegada no pescoço então, me alucina. Se em algum momento ele começar a meter forte e combinar essa velocidade com uma apertada sutil no meu pescoço, minha buceta encharcará ainda mais. Gosto de todas as instâncias sexuais, porém devidamente dosadas e não exageradas.

Também gosto de sexo com porra jorrando. Na boca, na cara e principalmente lá dentro. Ainda que eu não possa fazer isso com qualquer pessoa, não quer dizer que eu não aprecie o contato com aquele líquido quente, grudento e branquinho. Aliás, toda mulher merece ter um pau amigo confiável para fazer isso de vez em quando. Senti-lo gozar no seu clitóris quando estão apenas roçando também é de levar qualquer uma ao céu. Aproveite que ele ainda está duro e deixe escorregar para dentro todo melado mesmo. A transa deve durar aí pelo menos uns trinta segundos antes dele precisar se recompor.

Sexo é mesmo muito bom. E é uma pena que ainda seja um tabu. Como também é uma pena que nem todos o vejam com olhos de prazer, como de fato ele é. É uma pena que muitas mulheres ainda não saibam o que é gozar. É uma pena que ainda existam homens na casa dos vinte ou trinta virgens. É uma pena que nem todo mundo tenha tido a oportunidade de ter a melhor transa da sua vida. É uma pena que algumas pessoas tenham se acomodado com o que conhecem sobre o sexo, ainda que não considerem tal conhecimento satisfatório, ao invés de saírem transando mais por aí. E para todas aquelas outras pessoas que querem descobrir o quão gostoso e transformador o sexo pode ser, estarei aqui, disposta e honrada em fazer parte do seu prazer.

4 comentários em “O Que Eu Gosto

  1. Amei seu texto, ele condiz com a mais pura realidade, minha ex-noiva nao curtia viver aventuras ou novas experiências (como o menage masculino, e o cuckold). Sempre tive vontade de ver ela com outros homens, mas era um tabu pra ela. Para matar (ou aflorar) essa vontade, contratei uma GP, para frequentarmos uma casa de swing, e eu tive muita sorte porque nossa quimica bateu muito, e ela ja tinha alguns clientes cuckolds, entao ela dominou toda situacao…conhecemos um homem na cass e resolvemos ir os tres para um motel perto. Posso dizer que foi a melhor transa, mesmo so assistindo ele transar com ela, e ela como tinha experiência, so me aticava, no fim ele deixou ela com rosto, seios e boca, toda melada de gozo e prazer, e qdo ele se levantou para ir tomar banho, que eu achei que tinha acabado, ela me chamou para beijar e chupar aquele corpo todo cheio de gozo do comedor, foi a cena mais excitante que eu ja vivi, beijar ela com gosto de gozo, dali, eu acabei chupando os seios dela que tbem estavam com gozo…. pra mim, as gps sao as detentoras do prazer, e ate hj eu saio c9m ela para minhas aventuras

  2. O que você disse é verdade, Sara!! As melhores transas que tive foram com GP’s e as GP’s sabem como transmitir o que sentem quando o cliente também se entrega a experiência, tanto que o olhar mais terno tive depois de uma transa maravilhosa, foi com você #prontofalei! 😘

  3. Duplamente feliz. Primeiro porque este é um excelente texto, muito bem escrito, com estilo legal, sem nenhum maneirismo bobo, muito fluido. Parabéns! Segundo porque acho que eu me encaixo bem na sua descrição – talvez tirando a parte da pegada mais violenta. Muito bom saber 😏

  4. me identifiquei com esse monólogo muito objetivo, e esclarecedor… para me o sexo não está dissociado do prazer mutuo, das carícias, dos beijos, dos toques e das pegadas firmes… desde que respeite a vontade do seu (a) parceiro (a) e as regras de higienização nada de nojo e entre quatro paredes tudo pode ser aproveitado desde que tenha o consenso de ambos. não é toda GP que tem a mesma visão da sara para a tristeza de muitos…
    parabéns sara.

Deixe uma resposta

You have to agree to the comment policy.