Cliente 12 – “O Ginecologista”

Quarto 129. Desde o momento em que colocou os olhos em mim não parava de repetir que eu era linda! Obviamente fiquei toda sem graça com tanto elogio e ele acrescentou que todo o pacote era bom, a minha simpatia, meu jeito, me cobriu de elogios do começo ao fim! Falei para ele que ele era muito bonzinho, e foi então que ele revelou que era médico! E disse sua especialidade: ginecologia! Pensei: “esse conhece o corpo de uma mulher como ninguém! Estou ferrada! Rs” sempre bate aquela insegurança, mas muito pelo contrário, ele foi gentil do começo ao fim e disse que meu corpo era ótimo! Que era difícil encontrar uma magrinha como eu! Rs. Mais uma vez tive aprendizado com meus clientes, pois com esse, devo ressaltar PELA PRIMEIRA VEZ NA MINHA VIDA usei uma camisinha feminina!! Não sei se você sabe, mas existe! Não é muito comum, tanto que é mais cara. Eu já tinha visto em desenhos explicativos sobre prevenção de doenças em postos de saúde, mas nunca tinha visto pessoalmente! Mas chegaremos lá! Ficamos algum tempo nos beijando em pé mesmo, com ele manipulando meu clitóris enquanto eu brincava com a minha mão em seu pau. O pau dele babava demais! Até me espantei! Rs. Após um tempo nos beijando, perguntei se ele queria deitar, mas disse que queria permanecer daquela forma “namorando” assenti e continuamos. Ele não permitiu que eu o chupasse pois me disse transmitir doenças da mesma forma que um sexo sem preservativo. Mas não entrou em detalhes naquele momento para não cortar o clima. Pediu apenas que eu passasse a língua na cabeça bem brevemente. Quando fomos transar e ele pegou a camisinha, pacientemente começou a me dar uma aula de como usá-la. Confesso que achei que iria doer, pois lembro dos panfletos do posto, onde dizia que tinha que introduzi-lá dentro da vágina antes de iniciar a penetração, mas não doeu em nada, nem mesmo causou desconforto. E para os homens deve ser bom também pois não aperta o pênis igual a masculina,  ele fica a vontade para ir e vir! Começamos a transar com ele por cima. A única coisa que não gostei nele é que era culto demais para o momento! Rsrs. Ele dizia frases como “é um privilégio estar dentro de você” e “se excite para mim” (quando comecei a me masturbar no clitóris) e convenhamos, na putaria quanto mais vulgaridade dissermos melhor é! Seria como se eu dissesse “isso, penetra seu pênis na minha vágina!” Rsrs. Mas fora isso foi tudo muito agradável. Ele era paciente e gentil. Não parava de repetir o quanto estava bom e que eu era linda. Variamos bastante as posições, onde ele me comeu por cima, depois eu por cima, frango assado (onde acabei tendo meu orgasmo clitoriano), de quatro e gozou me comendo por cima novamente. Aguentou bastante tempo. Enquanto eu tomava banho (ele não tomou junto mas ficou no banheiro comigo, conversando sobre a composição do anti-concepcional que eu tomava), ele me explicou que no sexo oral sem camisinha também posso contrair doenças! E eu achando que a transmissão só ocorria na penetração e no contato com o sêmen! Ingênua mais uma vez!! Ele disse que algumas doenças realmente só se pegam dessa forma, mas que o HPV por exemplo, se pega no contato com a pele. Fiquei super abismada, e ele sugeriu que eu passasse a fazer oral somente com camisinha, pois por mais que eu perca clientes, minha saúde tem que vir em primeiro lugar! Super preocupado comigo. Ficou um bom tempo me explicando tudo isso. Disse que eu era jovem, com a vida toda pela frente e com um namorado, e que seria muito ruim para minha vida e para a dele se isso acontecesse. Estou considerando suas explicações e pode ser que eu mude o meu atendimento, apesar de confessar a você que não me agrada em nada sentir plástico na boca. 🙁

Um comentário em “Cliente 12 – “O Ginecologista”

Deixe uma resposta

You have to agree to the comment policy.