Repeteco com o Vistoso!

Meu primeiro cliente de 2019!!! E que delícia ser um repeteco! Fazia exatamente 1 ano e 2 meses do nosso primeiro encontro (sim, contabilizamos juntos rs), me deixando extremamente feliz e satisfeita que ele tivesse me procurado de novo, mesmo depois de tanto tempo!

Assim como da primeira vez que saímos, combinamos dele me buscar no terminal Barra Funda, para que seguíssemos juntos até o motel Apple. Infelizmente ele parou do lado contrário ao que eu estava (aquele terminal é um pouco confuso), o que acabou nos atrasando, pois além de eu ter que ir até ele, o lado que ele parou era contrário ao motel, sem contar que ele pegou um caminho errado, por engano, e quando vimos estávamos cada vez mais distantes do nosso destino rs. O lado bom é que a cada semáforo fechado, aproveitávamos para nos beijar bastante no carro (aquele delicioso esquenta).

Quando nos demos conta do quão longe estávamos do Apple, sugeri que fôssemos então para o motel Censiv, pois a essa altura estávamos mais próximos deste e ele topou. O importante era não perdemos mais tempo no trajeto rs.

Assim que adentramos na suíte, subi as escadas na frente e já fui ligando o ar condicionado (quente demais essa semana), ajustei a iluminação (apesar do quarto também possuir a claridade natural  da luz do dia) e liguei som, deixando-o num volume bem baixo, quase inaudível.

Ele precisou voltar no carro mais uma vez para pegar os preservativos (como eu estava voltando a ativa, acabei esquecendo de levar os meus) e os amassos começaram rapidamente. Ele me encostou na parede e foi literalmente um amassso. Me abraçava muito forte, de um jeito gostoso e não desconfortável, colando completamente meu corpo junto ao seu, tudo isso ainda vestidos, enquanto nos beijávamos.

Durante esses amassos, ele tirou minha blusa, minha calcinha e se agachou para me chupar comigo de pé mesmo, que delícia. Depois de um tempo me chupando assim, me levou então para a cama e continuou se deliciando com a minha menina. Após um tempo curtindo aquele carinho gostoso lá embaixo, também o chupei, até que decidimos fazer um delicioso 69.

Só fiz uma breve pausa quando ele avisou que estava se segurando para não gozar, intercalei com um beijo bem gostoso na sua boca e então voltei para o dito cujo sozinha (saímos do 69), onde fiquei até ele gozar (me avisou no momento certo e substitui a boca pela minha mão). Espirrou em sua barriga.

Extasiado, ficou repetindo toda hora: “o que foi isso Sara?”, enquanto eu apenas sorria satisfeita. Depois ele foi se banhar, me disse que estava com sede e lhe falei das opções de bebidas que haviam dentro frigobar. Ele optou por uma cerveja e eu me saciei com uma água sem gás mesmo.

Esse momento da pausa foi uma coisa incrível. Nos abraçamos e ali ficamos sem dizer uma palavra. Ambos sentíamos uma energia gostosa entre a gente. Sabe quando o silêncio é confortante e o abraço é consolador? Foi uma delícia aqueles momentos com ele. Ficamos um bom tempo assim, curtindo aquela sinergia sem nenhuma safadeza envolvida, até que aos poucos o tesão foi entrando em cena de novo e de repente um estava masturbando o outro.

Conforme minha excitação foi aumentando, deixei escapar que o queria dentro de mim e ele me convidou a sentar no seu pau então. Devolvi a missão para ele e pedi que ele que viesse (mandona eu rs). Ele hesitou e ficamos nesse joguinho de “vem você” por um tempo, até que ele se levantou e foi até a mesa pegar os preservativos (era esse passo que estávamos com preguiça de dar rs). Encapou e pediu que eu ficasse de bruços, mas a posição não favoreceu muito para que entrasse confortável, então tomei as rédeas e fui por cima.

Cavalguei por um tempo até que, com a sua ajuda que assumiu os movimentos nesse momento, gozei enquanto me masturbava durante o entra e sai. Ele ficou tão extasiado quanto eu (mesmo sem ele ter gozado nessa hora) e pediu que eu apenas ficasse deitada sobre ele, paradinha.

Obedeci, mas comecei a apertar o músculo da minha vagina para atiçá-lo e ele sentiu essa singela pressão no seu pinto. Perguntou se eu estava apertando e respondi que sim, orgulhosa dele ter percebido. Daí ele sugeriu algo completamente inesperado, que tanto eu, quanto ele, nunca tínhamos feito: chuva dourada!!! 😮

Mas não foi assim do nada, acontece que durante a nossa pausa tínhamos conversado sobre: “Golden shower/ Trump” (ele contou que lá fora rola muito esse assunto sobre o presidente dos Estados Unidos ser falado por conta das suas peripécias com amantes envolvendo chuva dourada) e com isso brotou em ti a semente da curiosidade, já que pelo que se soube, a urina da mulher exala uma sexualidade feminina que só fazendo para saber.

No entanto, ele pediu que eu urinasse ali na cama mesmo, com ele dentro de mim, naquela mesma posição que já estávamos (comigo por cima dele), para que a minha urina escorresse pela sua barriga. Fiquei bastante tensa na hora com esse pedido, mas tentei, porém não consegui. Achei que talvez eu não estivesse conseguindo por ele estar dentro de mim e também tentamos com ele fora, mas novamente não deu certo. Eu estava muito tensa em fazer algo que nunca tinha feito antes, além de consideravelmente estar preocupada que aquilo pudesse estragar o momento, caso ele se arrependesse e não gostasse após eu ter feito.

Acho que ficamos 5 ou 10 minutos naquele dilema, até saí de cima dele pra beber mais água e voltei destemida a executar a tarefa (destemida naquelas né, tava tensa pra caralho rs). Mas de fato não consegui. Não sei se foi o meu subconsciente me travando por algo que eu temia não surtir o efeito esperado, ou se era falta de mais líquido dentro da bexiga mesmo rs.

Não rolou. Mas ele super compreendeu e disse que não tinha problema. Ia voltar a chupá-lo nesse momento, mas ele pediu que eu apenas deitasse ao seu lado, percebendo que eu ainda estava um pouco tensa.

Voltamos aos abraços e carinhos da primeira pausa (ele passava as mãos delicadamente pelo meu rosto, me fazendo um carinho doce) e após mais alguns minutos voltamos a nos beijar. Eu estava quase sobre ele, com a bunda para cima, e ele começou a brincar com a entrada do meu rosinha enquanto me beijava. Já previa onde aquilo ia dar rs.

Ele pediu por anal e como estávamos no maior clima (seus carinhos lá atrás tinham sido mesmo uma delícia) não tive coragem de negar, no fundo eu queria também. Peguei o gel do motel que estava em cima do criado mudo e lá veio ele me colocando de bruços de novo. Ajudei a conduzir sua entrada que  estava um tanto destrambelhada e com poucos minutos de bimbadas seu pinto escapou. De repente se encontrava mole.

Perguntei ele se tinha gozado e ele disse que quando escapou estava prestes, mas que tinha valido com se ele tivesse. Me aninhei em seus braços mais uma vez e ficamos por um tempo calados, curtindo aquela troca de carinhos em silêncio.

Até que voltei para a realidade. Começou a me dar uma fominha, além de eu ter marcado depilação para depois dali (ele não se importou dos pelinhos). Falei que eu precisava conferir o horário (não podia mesmo perder o horário que agendei no salão) e rapidamente ele pulou para o chuveiro preocupado também.

Surpreendentemente, enquanto estávamos juntos, tivemos a sensação de ter passado 3 ou 4 horas de tão intenso que foi, mas quando chequei o relógio, estava completando duas horas juntos naquele momento. Ou seja, a duração exata que tínhamos combinado.  Me banhei logo depois dele e então partimos. Que delícia de repeteco!

3 comentários em “Repeteco com o Vistoso!

  1. Tanto a urina do macho quanto da femea na natureza serve para marcar territorio, por ser rica em ferormonios!
    Poderosos estimulsndes sexuais! Lembrando que a urina éum liquido esteril! Ou seja nao tem germes nocivos a saude

Deixe uma resposta

You have to agree to the comment policy.