Minha Vida de Acompanhante

Querido diário…

Estava aqui divagando sobre uma coisa… o que seria de mim se a Sara deixasse de existir? Sabemos que um dia isso vai acontecer, não é o tipo de coisa que dá para fazer pelo resto da vida, como ser dona de um restaurante ou de uma academia, é mais como a carreira de uma modelo ou de um jogador de futebol, com pouco tempo de vida… mas e quando acontecer? O que será de mim quando tudo isso acabar?

Ser acompanhante me trouxe muita experiência de vida. Apesar de ser algo super discriminado e mal visto pela sociedade, viver essa experiência contribuiu muito para o que sou hoje. Me ensinou tanta coisa. Fora o aprendizado, também me proporcionou momentos que eu jamais teria na minha vida comum de antes. Poderia ter me perdido neste meio, mas isso não aconteceu, pelo contrário, fiz bem para outras pessoas, assim como também fizeram o bem para mim.

Quantas vezes eu não estava num dia legal, precisei sair para atender e voltei com outra energia, me sentindo muito melhor de quando eu saí? Claro que o contrário também já aconteceu, mas, se eu fosse colocar na balança, essa atividade me fez mais bem do que mal e não estou nem considerando a questão financeira.

Nesses dias de quarentena tenho refletido bastante, imagino que todos nós, e cheguei a conclusão de que atender, para mim, é muito mais do que sair e voltar para casa com dinheiro. É também uma terapia. Uma maneira de relaxar, sentindo prazer junto com a outra pessoa. Nos encontros eu dou risada, troco ideias, aprendo sobre coisas que eu não sabia ou não conhecia e o mais legal: conheço gente nova! Mesmo que o cliente, que antes era novo, se torne um rosto conhecido pelos repetecos, continua sendo uma pessoa que, provavelmente, eu jamais conheceria em um contexto diferente. E é tão gostosa essa rotina dos encontros! Sair de casa para viver novas aventuras, poder diversificar no sexo, sem sentir que estou traindo alguém, ser desejada e bem-quista por homens que mesmo sem me conhecerem, me tratam como se eu fosse especial para eles.

Como em toda e qualquer profissão, não vou dizer que são só flores, eu estaria sendo hipócrita, se não reconhecesse que há aqueles atendimentos em que penso: “O que eu estou fazendo aqui?” Mas não são esses momentos que me marcam, que são relevantes ou importantes para o meu interior. São apenas uma passagem entre os momentos bons e os incríveis.

Será muito louco quando eu precisar aposentar. Me desvincular de um processo tão importante que fez parte da minha vida. Como será quando eu tiver bem mais velha, lembrar dessas peripécias na mocidade? Relembrar o tanto de aventuras sexuais que já vivi, o tanto de rostos e corações que eu conheci, o tanto de clientes que, mesmo sem poder, eu me encantei, e as eventuais situações que me decepcionei?

Sentirei falta de tudo isso.

Das coisas boas e também das ruins.

E quanto a ti? O que será de você quando a Sara Müller deixar de existir?

Será que já terá tido pelo menos um encontro comigo para também levar essa lembrança?  😏

 

9 comentários em “Minha Vida de Acompanhante

  1. Querida Astrogilda

    Astrogilda, proprietária da Sara Muller, vc sempre terá algum momento de Sara no dia a dia da vida normal, no trabalho, no trânsito, etc.
    Sara será uma conselheira semi-adormecida.

    Bjos p Sara e Astrogilda

  2. Sim Sara chegará o seu dia de se aposentar! Como chegará o de todos nós.
    O Dia que isso acontecer pode ter certeza que vc fez o Bem para muitas pessoas!
    Posso dizer por mim. Quando sai dos encontros com vc, me sentia renovado. Pronto pra continuar minha rotina que não é fácil.
    É uma delícia a sensação de ter uma namoradinha nova nem q seja só por algumas horas. Vc fez e ainda faz muitas pessoas felizes Durante os encontros!

  3. Olha, olha… Não me invente de se aposentar tão logo, porque ainda tenho um assunto pendente para tratar com você! Rs

    E que fluidez gostosa tem seus textos! Espero, de verdade, que você nunca tenha que passar por nenhum momento de hostilidade por causa dessa discriminação besta que citou ali em cima.

    No mais, não vou ficar repetindo os mesmos elogios de sempre. Tá chato já! Hahaha

    Um beijo.

  4. Sara, querida.
    Interessante vc expor essa reflexão, algo tão pessoal e delicado. Por várias vezes já fiquei imaginando se vc fazia esse tipo de projeção ao futuro, que é incerto para qualquer um, mas em especial pra quem vai precisar dar uma quinada, uma mudança radical. No seu caso vai ser uma mudança do vinho pra água (rsrs), de uma vida cheia de emoções e aventura para o arroz com feijão que a grande maioria das pessoas vive e que, quando querem fugir disso, procuram alguém especial como vc.
    Parei para pensar no trecho em que vc questiona o que vai ser de nós… Posso dizer que já pensei nessa possibilidade várias vezes e abandonei o pensamento para não pirar numa coisa que foge ao meu controle. Como seu admirador declarado posso afirmar que vc é uma pessoa muito especial que me faz muito bem e que me permitiu viver momentos incríveis, numa crescente de intimidade e entendimento. Os curtos (mais longos do que eu gostaria) períodos entre um encontro e outro já me dão uma amostra do que vou sentir na sua ausência definitiva. Por isso mesmo evito me prender a esse pensamento.
    Considere 3 atenuantes:
    1- Vc hoje não é apenas uma pessoa vivida e experiente como também se permitiu ter outras profissões às quais poderá se dedicar no futuro;
    2- Lembre-se sempre de sua capacidade criativa, afinal, vc criou e deu vida a Sara Müller;
    3- Após sua mais recente mudança no visual, sua despedida foi adiada em pelo menos 5 anos (rsrs) (lindaaaaa!!!). Além de sua genética ajudar…
    Mais de uma vez comentei com vc meu desejo de continuar a ter contato/amizade com a mulher por trás de Sara Müller. Espero de verdade que isso seja possível. Valorizo muito o desejo natural de liberdade e independência, de alçar voos mais altos.
    Te desejo e sempre vou desejar toda a felicidade do mundo, vc merece. Desejo a você tudo de bom. Desejo que seus sonhos se realizem e que seus pesadelos se dissipem. Desejo que a vida seja boa com você e que você fique “de boa” com a vida. Mas não vou negar, desejo também que eu possa fazer parte da sua vida. Pode ser uma parte pequena, tudo bem, mas importante. Que você um dia me veja como alguém sincero, mais que um cliente, mais que um amigo, um parceiro ou sei lá o quê… alguém com quem contar. Que você perceba em mim alguém especial como você é para mim. Que eu faça parte da sua vida, da sua intimidade, dos seus pensamentos bons.
    Bj.
    P.S.: Sempre que possível, capriche na mistura do arroz com feijão. rsrs

    1. Uau, que textão! Já posso imaginar de quem veio! Rs. Seu comentário até me deu ideia para um próximo post, sobre a vida após o casamento rs. Mas ainda vou amadurecer a ideia de trazer este assunto aqui rs. Só tenho a te agradecer por todos os encontros incríveis que tivemos (e continuamos tendo)!! Sobre esse pedido tão especial, é algo que analisaria com carinho, tudo vai depender da maneira de como eu me aposentar (circunstância / contexto).

  5. “Menina dos olhos ternos”,
    Confesso que apesar de uma unica vez que saímos(até agora) posso dizer que vc me marcou! Cada detalhe, sorriso, gestos, naquela noite de sonho, estarão pra sempre na memória! Espero e encontrar muitas vezes antes do dia que você decida que a Sara precisa se aposentar, e espero, talvez, deixar um pouco de mim em você, do mesmo jeito que você deixou um pouco da ‘menina dos olhos ternos” em mim, e quem sabe, eu esteja entre os privilegiados que façam parte do seu rol de amigos, podendo ver uma peça sua, ou estar no lançamento de um livro seu, podendo sorrir contigo, vendo de perto o seu sucesso! “Olhos ternos”, A Sara, um dia, vai virar um lembrança de tantas coisas vividas, de momentos maravilhosos compartilhados, de coisas boas que, de coração aberto, você dividiu com todos os que o destino colocou em sue caminho! A Sara um dia irá se despedir … :´( .. Mas até lá( e no que depender da sua beleza vai demorar), que ela continue lhe trazendo experiências, alegrias, aventuras, inspiração, enfim, vida!

    Eu, que comecei acompanhando as aventuras e reflexões, e, porque não dizer, conversas de coração aberto, (além do livro leve e engraçado), e que finalmente vivi o sonho de estar contigo, desejo que, você realize todos os seus, pois estarei sempre na torcida pela sua felicidade e no “team Sara”.. (rs), menina dos olhos ternos!

    bjos com carinho,

    Luiz “Admirador”

Deixe uma resposta

You have to agree to the comment policy.