Casal: “Os Noivos”

“Enquanto houver cumplicidade e confiança em um relacionamento, não existirão obstáculos capazes de impedir que vivam muitas aventuras juntos!” (Sara Müller)

Hoje vou contar sobre um casal cativante que conheci no final de 2020. Meu último do ano para fechar com chave de ouro! Quem me contatou foi a mulher, assumindo o controle da situação e tomando a iniciativa de toda a aventura que estava por vir.

Ela me contatou em outubro, para um encontro que ocorreria em dezembro, planejamento é tudo! Mas quase que não aconteceu, pois o date seria dois dias antes do Natal e talvez eu viajasse nesta data. O que, infelizmente e felizmente, não ocorreu! Fiquei em Sampa, viabilizando esse encontro pra lá de tesudo!

O encontro já estava confirmado, estávamos apenas acertando os detalhes do horário.

Como podem ver eu tinha uma prova de fogo pela frente. Ela ainda poderia desistir da experiência, mesmo depois que eu já estivesse lá. O que só aumentou a minha responsabilidade em agradar o casal e principalmente a ela.

*

Quando cheguei no motel, tive um pouco de dificuldade para entrar. Impressionante como esses estabelecimentos criam mil regrinhas para sempre saírem na vantagem. Lhes cobraram um outro quarto, por ter uma terceira pessoa na mesma suíte que eles. (What??) Isso vindo de um estabelecimento que tem justamente o propósito de viabilizar encontros sexuais entre as pessoas. Estamos falando de um motel!!! Achei um absurdo essa cobrança adicional! E olha que nem era eu que estava pagando, rs.
 
P.S.: Depois descobri que fizeram isso devido as restrições da pandemia, para camuflarem que havia três pessoas no mesmo quarto.
 
Já dentro do motel, o homem do casal precisou ir na portaria acertar essa questão, nos cruzamos e nos cumprimentamos rapidamente na garagem da suíte. Após subir as escadas do quarto, lá jazia a belíssima primeira dama, com seu vestido preto e cinza, salto alto e óculos de grau. Super simpática, perguntou o que eu gostaria de beber e abriu um champagne para gente. 
 
Começamos a conversar e desde o princípio o papo fluiu facilmente. Depois ele voltou, se juntou a nós e parecíamos três amigos conversando. Me bombardearam de perguntas sobre mim e o meu trabalho, algo que, na maneira como foi perguntado e com  a energia super bacana que estava rolando entre a gente, não considerei invasivo e me senti a vontade para responder. 
 
Também achei muito interessante a história deles. Relacionamento de dez anos, iam casar dali a alguns dias e aquele encontro era o presente de casamento deles. Tentaram uma vez no passado – ele disse que me contatou, mas não me recordo dessa abordagem – , porém, ela deu para trás e desta vez estava mais preparada para se permitir vivenciar a experiência.
 
Curiosamente ele me descobriu pelo Curiouscat (quem diria, clientes oriundos de lá! Rs), disse que as minhas respostas engraçadas e atravessadas cativaram eles. 😍 E eu achando que somente o Twitter me trazia algum retorno, rs. 
 
Na segunda tacinha comecei a me sentir alegrinha (sou muito fraca pra bebida, rs), o que tornava os risos mais fáceis. Eles também estavam ficando mais animadinhos e pude notar ele começando a alisá-la com mais frequência e intensidade, como se estivesse ansioso para que a interação entre nós desenrolasse.
 
Ela deu um pequeno alerta, dizendo que ainda não estava pronta e eu falei que estava só no aguardo de uma brecha ou sinal, pois, não queria levar um tapa na cara, rs. Ela riu do meu comentário e disse que isso não aconteceria, ou seja, acho que estava lhe conquistando e conseguindo deixá-la a mais vontade, apesar do sutil freio. 
 
Dali a pouco ele a beijou. Um beijo daqueles! Quando terminaram, me surpreendi com ela vindo me beijar também! Hummmm. A partir daí foi um caminho sem volta. Ele a levantou e começou a elogiá-la em voz alta, o que achei bárbaro! Ela pediu que ele parasse, pois estava deixando-a sem jeito, mas concordei com os elogios e falei que realmente ela era tudo aquilo que ele estava dizendo mesmo. 
 
Ela se despiu, revelando uma lingerie preta super sexy e fui seguindo o mesmo ritmo, me despindo também. Ficamos nos beijando por um tempão (eu e ela), com ele apenas assistindo de longe. Depois fomos todos para a cama e engatamos as preliminares a três.
 
Só o beijei quando ela conduziu para isso, sempre tomando o maior cuidado para não criar nenhuma situação de ciúmes ou coisa do tipo. Depois chupei os seios lindos e turbinados dela e sinalizei para que ele chupasse junto comigo, o direcionando para o outro mamilo que estava dando sopa. Fizemos isso por um tempo, até que voltaram a se beijar e eu fui descendo para pepeka dela. 
 
Ao tirar sua calcinha, me deparei com uma xaninha linda, toda depilada e prontinha para ser chupada. Caí de boca, enquanto espiava os dois se beijando loucamente. Depois eles também se voltaram para mim e repetiram em mim o que fizemos nela. Um de cada lado chupando os meus seios, foi mesmo uma delícia também ser paparicada daquele jeito, surreal de gostoso!! 
 
Pouco depois ela veio e cochichou algo no meu ouvido, dizendo que queria fazer uma coisa nele junto comigo. Adivinhem o que era? Aquilo que os homens realmente piram. É quando duas mulheres o chupam ao mesmo tempo! 😋
 
Ela terminou de despi-lo, o deixando completamente nu e então passamos a língua, juntas, pela extensão do seu pau e nos beijando quando chegávamos na cabecinha. Fizemos isso umas três vezes, até que desci para as bolas, enquanto ela continuava chupando o pau. Revezamos esses movimentos algumas vezes, ora eu chupava, ora ela e então o chupei um pouco sozinha, enquanto eles se beijavam apaixonadamente outra vez. “Eu te amo” ouvi ambos se declararem em vários momentos. Ahh, o amor não é lindo?! ❤️😍 
 
Depois ela veio até mim e novamente cochichou um pedido, que eu trocasse com ela e obedientemente subi para beijá-lo, enquanto ela o chuparia com o pau inteiro só para ela. A sinergia estava mesmo incrível entre a gente! 🤤
 
Ela também quis me chupar! O que me surpreendeu bastante, ela estava realmente se entregando, mesmo sendo hétero! 👏🏻 São poucas que conseguem ter essa entrega! Me deitei conforme ela pediu e nesse momento ele a pegou de quatro. A minha visão foi tão boa quanto a imaginação de vocês nesse momento. Pornô ao vivo e de camarote é tesão demais! 🔥🔥🔥
 
O oral dela estava muito bom, mas não gozei nesse momento. Depois eles trocaram de posição, ela cavalgou nele e nessa hora aproveitei para chupar o cuzinho dela enquanto transavam. Ele começou a gemer mais e pensei que estivesse chegando lá, mas não, sempre desacelerava quando a coisa estava ficando crítica, rs. 
 
Fizeram uma pausa. Ela foi buscar uma camisinha e então foi a minha vez. Começamos comigo por cima, aproveitando a mesma posição que eles transaram, até que, após um bom tempo cavalgando, ele quis me pegar de quatro, enquanto eu a chupava, igual ela fez comigo alguns minutos antes.
 
Ficamos algum tempo assim, até que ele parou para poder segurar a gozada mais um pouco e eu continuei a chupando, mediante ao seu pedido para que eu não parasse. Eu sentia que ela estava prestes a gozar e dei o meu melhor, ainda que ficasse cada vez mais difícil manter o ritmo frenético da minha língua, não queria que ela perdesse o timing. Por fim consegui, a fiz chegar no clímax e a minha satisfação foi a mesma que os homens devem sentir quando me fazer gozar também. 😌
 
Voltei a transar com ele, enquanto ela se recuperava, o que não precisou de muito tempo, ariana como eu, ela também era fogo puro na cama! 🔥 Ficamos bastante tempo revezando nas transas, usamos, pelo menos três camisinhas, por todas as vezes que ele retomava as estocadas em mim.
 
Repetidas vezes, enquanto ele comia uma de nós, o ouvíamos dizer o quanto ele estava adorando aquela imagem de nós duas juntas. 😈 Naquele fragmento de um momento, eu tive a certeza de que a relação deles só se fortaleceria depois de uma experiência tão prazerosa como aquela que estavam vivenciando juntos. É o tipo de vivência que exige muito companheirismo, cumplicidade e confiança do casal, algo que, notava-se, eles tinham de sobra!
 
Ela queria muito que eu gozasse, me masturbei várias vezes durante a transa, mas estava difícil chegar lá. Ou eu trabalhava ou relaxava, não conseguia fazer os dois ao mesmo tempo, rs. Ela ainda sentou com aquela buceta deliciosa na minha cara, enquanto ele me pegava no papai e mamãe, aproveitei todas aquelas sensações deliciosas para me masturbar, mas ainda assim, não era o momento de eu chegar lá! 
 
Ele também estava duro na queda, dizendo que só gozaria depois que eu fosse embora, quando estivessem a sós. Mas ela insistia para que gozasse com as duas juntas. Ele insistia de volta que não. Foi engraçado, rs.
 
Comecei a ajudá-la com o pedido, dizendo que também queria vê-lo gozando, até que nos atendeu! Ele estava a pegando de bruços, com ela deitada por cima de mim, nos beijávamos e gemíamos juntas. Ele perguntou se realmente ela queria que ele gozasse dentro – segundo me contaram, só finalizavam com camisinha, pois ela não toma contraceptivo e pretendiam fazer filhos somente após o casamento – e ela certa da decisão ordenou para que sim, ao que ele, inseguro, perguntava mais de uma vez para ter certeza da sua decisão. Nesse momento quase gozei, de verdade. É muito excitante ver alguém gozando e imaginar que ele estava a enchendo de leitinho, uma coisa atípica, que não era comum entre eles, só elevava ainda mais a importância do momento. Brinquei que se saísse uma criança dali, eu seria a madrinha!! Deram risada, rs. Já pensou?! 😁
 
Depois ele foi se banhar e ela queria por que queria me ver gozar, estava determinada! Disse que me chuparia até eu gozar também. Que responsa! A chupada dela era realmente gostosa, mas para uma primeira vez chupando uma xana, fazer a outra gozar era um desafio um tanto ousado! Será que ela conseguiria??
 
Relaxei e me deixei levar. A sua chupada ganhou outra força quando ela começou a me dedar também. Comecei a sentir os primeiros indícios de que iria gozar, até que explodiu. Demorei, mas ela se dedicou bastante. A danadinha tinha conseguido retribuir o que fiz nela com maestria! Fiquei realmente impressionada.
 
Ele já tinha pulado na piscina e depois que gozei ela me convidou para pular na piscina junto com eles. Topei, mas não fiquei muito tempo, já tínhamos passado do horário – combinamos 2h e acabamos ficando 3h – e eu tinha compromissos pessoais depois dali. Me acertaram pelo tempo excedente e nos despedimos com total satisfação de ambos os lados. Que casal! Estou sem fôlego até agora!

4 comentários em “Casal: “Os Noivos”

  1. Takiparil!!!
    Fiquei muuuuuito excitado!!!
    Que delíciaaaaaaa!!!!!
    Muito tesão. Achei seu melhor texto.
    Também fiquei sem fôlego.
    Minha experiência a três não foi tão boa. Também não durou três horas.
    Vou ler mais 3 vezes do ponto de vista de cada um, total: 3 horas a 3 por 3 vezes. 😍🥰😍🥰
    Não pare de escrever. Não para, não para, não paaaaaaaaara!!! 🥰

  2. Isso que eu chamo de ser uma Bon vivant! 👏🏼Quero ser como vc quando crescer 😂
    Bateu até uma invejinha básica 🙈 (no bom sentido é claro). A leitura ficou muito agradável e a história em si dispensa comentários.

  3. Sensacional, pela sua riqueza de detalhes, consigo imaginar a cena.
    Que delicioso participar de uma relação tão bacana do casal. O mais legal é que foi no tempo dela, e ao se ela se sentisse confortável, isso faz toda a diferença.
    Posso dizer que ao ler, criei toda a cena na minha cabeça e foi excitante e instigante essa leitura.

  4. Que tesão da porra essa história!!! O dia em si deve ter sido muito mágico e sensual, fez até você voltar a escrever com sua sensualidade máxima. Que narrativa então! Foi nos prendendo e só aumentado até o gozo triplo muito bem curtido. Que delícia sua escrita! Que delícia suas experiências! Que delícia você!

Deixe uma resposta

You have to agree to the comment policy.