Publicado em Clientes Que Gostei!

Pernoite com o Poeta!

Ahh… nosso primeiro pernoite…! (E o meu segundo hehehe)

Para começo de tudo, gostaria de especificar que abri uma super exceção em atendê-lo no final de semana (único dia que foi possível pernoitarmos, nessa minha vida corrida) e aceitei seu pedido por um motivo muito especial. Conseguem imaginar qual?

Na virada daquela noite em que saímos, foi seu aniversário! Já tínhamos combinado com bastante antecedência e por ser o “seu dia”, segundo suas palavras, ele queria “se dar esse presente”. Me senti honrada e super importante. 🙂

Combinamos dele me pegar numa estação da linha amarela (dessa vez ele foi de carro), e gostaria de adiantar que foi mesmo incrível! Pudemos interagir de uma maneira totalmente diferente, muito mais dinâmica e íntima.

Como cheguei na devida estação antes dele, fiquei sentada na plataforma do metrô, aproveitando o tempo livre para escrever outro relato (que inclusive foi postado sábado a noite). Aliás, gostaria de compartilhar que quando parou determinado vagão, meu pai, fiquei com dó de quem estava dentro. Vários corinthianos fazendo a maior zona! O que achei patético, você que é corinthiano deve estar me achando uma chata, mas eu detesto esse tipo de bagunça, você não está mais no estádio, nem na rua da sua casa, está dentro de um metrô, com pessoas que não dão a mínima para o time que você torce ou para o jogo que ocorreu. Alguns caras ficaram me olhando enquanto a porta estava aberta e quando o metrô começou a partir, teve um mané que fez coração com as mãos para mim, cada um viu.

Depois quando o poeta chegou, fui encontrá-lo lá na rua, ele saiu do carro para me receber e demos um abraço. Depois seguimos para o motel previamente escolhido e durante o trajeto (que foi um pouco demorado) ele me contou que tinha conseguido conversar com uma garota que ele paquerava no trólebus, mas que não tinha coragem de tomar a iniciativa. Irei contar como foi a sua abordagem, pois na minha opinião foi espetacular! Os homens comuns diriam “oi, sempre nos encontramos aqui, e eu queria te dizer que te acho linda“, mas a abordagem dele foi mesmo única, ao invés do “te acho linda”, ele disse “te acho encantadora! Ahh que fofinho! Hahaha, falei para ele que estava de parabéns, “encantadora” é mesmo muito melhor que um simples “linda” rs. O efeito da cantada? Ela deu um sorrisinho sem graça (de se esperar rs). Depois ele disse que estava ferrado pois ela é de família rica. Falei para ele que estava e não estava, afinal é bom que pelo menos um dos dois tenha uma boa condição financeira hahaha.

Depois comentamos sobre faltar poucas horas para seu aniversário e ele disse não ligar muito para isso, que até tirou a notificação do facebook para que os outros não vissem. Falei para ele que dar parabéns pelas redes socias é mesmo uma coisa muito engraçada, eu por exemplo, quando vejo que é aniversário de alguém, envio mensagem de parabéns, mas envio por enviar, não que eu esteja realmente tão feliz por ser o aniversário da pessoa rs. Agora quando é no meu, mesmo sabendo que talvez ocorra o mesmo com os outros, me sinto super especial com os “parabéns” alheios hahahaha, caímos na risada.

Quando chegamos no motel, havia uma fila com uns três carros. Enquanto aguardávamos, me mostrou as mensagens trocadas com a sua musa do trólebus e assim como ele, achei que ela estava sendo seca nas conversas, bem seca mesmo, também fiquei bastante perplexa por ela abreviar a palavra “legal” para “lgl”, demos muita risada nessa hora, falei que se fosse comigo já teria me desencantado, abreviar uma palavra curta dessas é mesmo muita preguiça e desânimo de teclar rs. Mas de qualquer forma estou torcendo por ele, mesmo que isso custe o fim dos nossos encontros! :'(

Quando chegou a nossa vez, o quarto que ele tinha planejado para nós (um intermediário) já estava esgotado, ele tentou então ficar com o mais caro e adivinhem só?! Também estava lotado!! Somente o mais simples, o mais sem graça, o mais desprezado, era o único que ainda estava disponível, que frustração! :/ Acabamos ficando com aquele mesmo, afinal mesmo sendo a acomodação mais básica, já seria um nível acima do que estávamos acostumados no hotel do centro.

Suíte 14. Realmente era bonitinho, o triste era não ter a hidro que almejávamos. 🙁 Colocou para tocar a sua playlist pelo leitor USB do som e logo “Losing Grip” da Avril Lavigne preencheu o silêncio do quarto. Depois sentamos para comer, eu ainda não tinha jantado, nem ele. Levou lanche para nós e ainda dois bolos, simbolizando seu bolo de aniversário, achei engraçadinho rs. Depois que comemos (somente o lanche), escovamos os dentes, nos despimos e fomos para a cama! 😛

Beijo vai, beijo vem, começou a chupar meus seios, minha barriga e foi descendo para a xana. Não deixei que me chupasse, pois estava com muita vontade de transar! Ficou me atiçando, perguntando se eu não queria mesmo ser chupada, e não, eu estava decidida e com sede de foda! Sendo assim, ele muito obediente, pegou a camisinha e começamos o bem bom! 🙂 Veio por cima no papai e mamãe, daquele jeito costumeiro que sempre fazemos. Ahh que delícia! Eu gozei me masturbando enquanto ele me comia gostoso e não muito tempo depois, ele gozou também! Fiquei impressionada pela sua performance, dessa vez foi mais rápido que nas outras transas! 😮 Falei para ele “já??” O que claro foi o máximo, ele está se aprimorando cada vez mais, no caso dele o “já” é sinônimo de sucesso, para alguém que as vezes nem gozava, é mesmo um grande progresso! (Até rimou rs).

Depois disso, ele passou uma água no pau e eu para não dizer que não me limpei também, usei meus lenços umedecidos. Voltamos para a cama e ficamos conversando. Como já estava tarde, achei que fôssemos dormir. Entretanto, após um tempo conversando, ele disse que estava se animando e me surpreendeu quando soltou um “quero te comer!” (!!!!!) Era ele mesmo dizendo aquilo??! Não parecia ser a mesma pessoa! 😮 Hahahaha. Adorei a forma como ele falou, muito sensual e carregado de desejo!

Ele disse ter gostado de transar na cadeira, como fizemos no nosso último encontro e então fomos para ela! 😛  Comecei a cavalgar da mesma maneira que fiz da outra vez, até que descobri uma técnica diferente, que me cansava menos e sentíamos muito mais, a sintonia entre nós foi perfeita, pois ao mesmo tempo que percebi que daquele jeito que eu estava fazendo era mais gostoso, ele também reconheceu isso e disse que tava muito bom. Continuei cavalgando a todo gás e juro para vocês que nem esperava que ele fosse gozar mais uma vez, na verdade nem passou pela minha cabeça a palavra orgasmo, estava focada na sensação gostosa, até que sem mais nem menos ele anunciou que ia gozar, tão rápido quanto da primeira vez! Ebaaaa, fiquei mega feliz por ele e por mim, que tinha conseguido tal feito! 😀

Depois disso continuamos conversando, contei para ele uma coisa muito espantosa, que ainda não tinha contado aqui no blog, mas vou aproveitar o gancho para contar para vocês também. Há alguns dias, me apareceu em sugestão de amigos do facebook, um cliente que eu já tinha saído!! (Mais precisamente, o cliente 5). Quando olhei aquilo pensei “que merda é essa???!” 😮 Se aparece ele para mim, provavelmente deve aparecer eu para ele também! Puta que pariu e agora?! Como isso é possível?! Até entrei no seu face para ver se por acaso tínhamos algum amigo em comum, mas a visualização dos seus amigos estava bloqueada! Por que essas coisas acontecem comigo?! :'(

Depois dele tentar junto comigo, sem sucesso, descobrir alguma explicação para tal situação, fui me preparando para dormir, ele estava bem menos sonolento que eu e perguntei se ele não iria dormir também, me respondeu que iria ficar me olhando até eu adormecer. E assim mesmo fez, lembro de ter pegado no sono sentindo vários beijos dele no meu corpo.

Quando o dia amanheceu e abri meus olhos, dando de cara com aquela luz azul que vinha do teto, me senti num cabaré! Incrivelmente ele estava acordado (parecia que nem tinha dormido, como se tivesse passado a noite me olhando rs), então aproveitando que estava a meu dispor, pedi que apagasse aquela luz e deixasse uma fresta da cortina levantada para que a luz do dia clareasse o quarto. Ele todo prestativo atendeu meu pedido e voltei a dormir.

Por volta de 8h acordei de novo com ele beijando meus braços, minha vontade era de dormir mais, mas eu estava ali “a trabalho” e tinha que fazer valer nossas últimas horas no motel. Ele também estava querendo mais uma, então falei para tomarmos um banho, só assim eu despertaria. Pelo menos no banheiro haviam duas duchas. Testei o secador antes de me banhar e resolvi que lavaria o cabelo. Me arrependi. O shampoo do motel era uma porcaria (pelo menos para o meu cabelo não foi bom), senti minhas madeixas crespas (e olha que meu cabelo é liso) e nem tinha cheiro forte, parecendo que eu tinha lavado meu cabelo só com água. Fiquei reclamando disso até a hora de ir embora igual uma velha ranzinza rs.

Nessa última transa variamos as posições, ora eu de quatro, cadeira, papai e mamãe e nada, nenhum dos dois conseguiram gozar. :/ Quando estávamos na cadeira inclusive, ele foi um pouco ousado e me disse a seguinte frase “você não quer ver porra jorrar? Bate uma e me faz gozar na punheta então!” Com um tom esnobe e debochado, sendo que sabemos que não consigo fazer ele gozar na punheta, daí nessa hora me fiz de ofendidinha e lhe dei um tapa na cara, dizendo que ele estava muito abusado, ele fez cara de espanto, mas um espanto que tinha gostado rs. Até hoje ele fala desse tapa, que gostou por ter sido espontâneo. Ao final das tentativas, tomamos um novo banho.

Faltando 40 minutos para o tempo acabar, ligaram da recepção nos avisando. Usamos a reta final do encontro para tomarmos café da manhã. Nossa primeira refeição do dia foram aqueles dois bolos que ele havia trazido. Um era de morango (com pedaços da própria fruta) e o outro de chocolate. Comemos juntos um e depois o outro, aliás fiquei bastante impressionada em como doce vegano pode ser tão gostoso! Depois entramos em seu carro e rumamos para a estação de metrô ao qual ele havia me buscado. Mais um encontro memorável! 🙂

 

11 comentários em “Pernoite com o Poeta!

  1. Deus meu! Quase o coração não aguenta de te ver dormindo tão tranquilamente. É o Paraíso aqui na Terra. Em todos os nossos encontros nunca te vi tão linda! E ficar te beijando no rosto durante quase todo o tempo em que vc estava dormindo foi MARAVILHOSO! <3 Em outra data especial, vc sabe qual é, terá mais pernoite. Hehehehe.

    1. Grande poeta que belo presente de aniversário. Muito gostoso essa maneira de tornar um encontro num momento inesquecível. Momentos esses que com certeza ambos vão lembrar por muito tempo. Parabéns aos dois. Beijos

      1. Afonso, cada encontro com a Sarinha é único e sempre faço meu melhor para ficarem ainda mais inesquecíveis. Ela brinca dizendo que ela recarrega minhas baterias e tem razão, os dias seguintes aos nossos encontros 4 horas de sono é o suficiente para descansar um corpo que o espírito está elevado e extremamente feliz por tê-la por alguns momentos.

  2. É esse meu amor platônico por onde passa arrasa !!! Rsrs
    Sarinha com relação a história do facebook, existe um estudo que constatou que estamos no máximo seis grau de separação de alguém, o que significa que no máximo com seis conhecido de conhecidos pode se encontrar alguém. No seu caso com certeza deve ter no máximo três grau de separação, porque é com isso que o facebook trabalha para sugerir.Tenho algumas suspeitas de porque apareceu, mas acho que não convém aqui rsrs
    Saudades de VC …
    Um grande beijo

    1. Muito interessante essa informação, querido Chico Bento! Mas mesmo que sejam três graus de separação, fico preocupada. Como podemos ter alguém que seja amigo de outro alguém e etc… sendo que ele mora em outra cidade? :'(

      Quais seriam suas outras suspeitas??? Se quiser, pode mandar no whats! Fiquei curiosa!!

  3. Pessoas que visitam o seu facebook acabam aparecendo na sua lista de sugestões para amigos. Mesmo você não sabendo que elas te visitaram. Fica de alguma forma registrado e o facebook então sugere ela para você como amigo. Já aconteceu comigo. O mesmo vai acontecer se você visitar alguém para olhar rs

      1. Por exemplo Sara a busca por imagens no Google baseado numa fotografia. Você tem várias fotos no seu blog e alguém pode ter baixado todas e estar dando buscas baseado nelas. O mecanismo de pesquisa do Google busca imagens idênticas ou parecidas, inteiras ou não. Pode ter sido um caminho. A teoria dos 6 graus tem algo de verdadeiro sim, mas eu acredito muito mais em que nada acontece por acaso. Os amigos dos nosso amigos, pessoas que fazem parte de grupos que participamos também são oferecidas como amigos. Eu acho isso meio que invasivo do Facebook. Números de telefone, e-mails que a gente tem na agenda, whatsapp acho que o Facebook fuça em tudo isso. Eu acho até que eles analisam e associam estas informações. Repare que até os anúncios de produtos são dirigidos para você nas páginas que você visita. Caminhamos para a privacidade zero. Gostaria até de colocar mais algumas coisas aqui para você, mas não creio ser prudente expor.

Deixe uma resposta

You have to agree to the comment policy.