poeta

Repeteco com o Poeta!

Nos encontramos numa estação da linha verde, e seguimos em seu carro, até o mesmo motel da última vez. A suíte pelo qual tínhamos preferência estava em arrumação, então aguardamos por um tempo na garagem da mesma. Durante a espera, ele aproveitou para já me presentear!

Assim como o cliente anterior, disse que era presente de aniversário atrasado (como se nunca me levasse presentes, sem ter data especial rsrs) e escolheu algo que eu jamais adivinharia! Um presente bastante simbólico, já que gosto muito de escrever. ❤️

Caneta Crown

Isso mesmo! Uma caneta chique! 🤗 (Junto com ela, também veio uma carga extra).

Enquanto eu admirava o presente, ele disse algo curioso, e que fazia todo o sentido: “Canetas nesse estilo, dificilmente alguém se importa em comprar para si, pois consideramos um gasto desnecessário; Mas se é para dar de presente, aí já fica mais interessante, tanto para quem compra, como para quem ganha.” E não é que é verdade? Rsrs. Adorei! Como sempre, muito criativo! 😍

Depois que liberaram a suíte, entramos, acomodamos nossas coisas e coloquei para tocar minha playlist do celular. Antes de tudo, pedi algo para comer (nos encontramos no horário do almoço). Ficamos conversando e trocando beijos enquanto a comida não chegava, mas só engatamos mesmo, depois da refeição. Após eu almoçar e ele comer suas “coxinhas” veganas, fomos para a cama…

Ele me chupou, mas confesso que não estava tão bom como das outras vezes rs, e ele mesmo reconheceu que não estava se saindo tão bem, dizendo que já nem se lembrava mais dos truques rsrs. Depois foi a minha vez, e felizmente com ele já foi o oposto, estava sentindo ainda mais prazer no meu oral – a cada encontro, sua sensação está ficando mais forte -, optando também por sentar numa poltrona que tinha no quarto, para me ver melhor enquanto eu chupava. Como ele não poderia gozar na minha boca, também foquei na punheta. Seu primeiro orgasmo foi muito rápido (mais do que eu esperava), melecando toda a minha mão de porra. 😎

Depois voltamos para a cama e em poucos minutos, ele já estava no ponto de novo! 😱 Sendo assim, transamos bem gostoso, daquele jeito costumeiro de sempre, eu na beirada da cama; o travesseiro embaixo do meu quadril para ficar na sua altura, e ele em pé, de frente para mim, me pegando bem gostoso no frango assado. Me masturbei e até gozei nessa hora. 😛

Depois fiquei de quatro. Achei que ele gozaria nessa posição, mas não conseguiu (também né, nem o superman conseguiria assim tão rápido rs), então fizemos uma pausa e resolvemos ir para a hidro. O teto era solar, o que deixou o ambiente ainda mais agradável. Após um tempo na água, voltamos para a cama e rumamos ao segundo round.

Repetimos as mesmas preliminares e posições (conosco não adianta querer variar muito a posição, sendo que somente essas lhe causam maior prazer). Outra vez ele não gozou, devido ao cansaço do esforço – afinal, nessas ele que faz todo o trabalho -. Tentamos então na cadeira, comigo cavalgando (já funcionou outras vezes), mas nem assim ele chegou lá. O jeito foi voltar ao oral e punheta. Por incrível que pareça, esse sim deu resultado e novamente gozou na minha eficiente mão rs. 😏 Depois, como já estava perto do fim (fechamos duas horas e meia), nos banhamos e partimos.

poeta

Repeteco com o Poeta!

Nos encontramos no metrô e fomos em seu carro até um motel diferente, localizado na Ricardo Jafet. Aliás é impressionante a qualidade dos motéis fora da região central, além de mais em conta, são mais bonitos e confortáveis do que os hotéis que costumo atender. 😮

Logo que entramos no quarto, ele já me presenteou! 🙂 Falei para ele que estou dando sorte ultimamente, meus clientes estão muito bonzinhos rs.

Presente do Poeta

Essa joaninha em miniatura, é uma lembrança de uma viagem que ele fez no carnaval;

A camiseta de gatinho é a segunda blusa que ganho dele, com gato estampado, adoro!; 😺

E o ursinho é um chaveiro de pelúcia, uma gracinha né?! 🙂

Depois de me deixar abobada com os presentes, fomos para a cama, ele já tinha ligado o ar condicionado e já ia colocar sua playlist para tocar, eentretanto quando ouvi a primeira música, falei para deixar eu colocar as músicas do meu celular mesmo, já que as dele eram iguais as dos últimos encontros, música repetida sempre não dá! Rs. Começamos a nos beijar e ficamos um tempo só nos beijos, depois tiramos nossas roupas e ele começou a me chupar. Depois o chupei um pouco também e logo transamos. 😛

Fizemos na mesma posição de sempre, com ele por cima, num papai e mamãe meio frango assado, comigo na beirada da cama. Tava muito gostoso e gozei rapidamente enquanto me masturbava. 😛 Pouco tempo depois, ele gozou também! “Quem diria!” falei pra ele “pra quem demorava tanto pra gozar, você tá que tá!” Ele riu satisfeito e caímos na cama para conversar. Ficamos um tempo assim, depois pedi uma taça de sorvete que o motel fornecia como cortesia. Havíamos fechado 3 horas, então fizemos tudo com bastante calma. 

Depois da conversa e do sorvete, fomos para o segundo round. 😛 Dessa vez ele me pediu para ficar de quatro. Bombeou bastante e quase gozou, mas o cansaço o venceu. 🙁  Voltamos a nos deitar e fiquei levemente chateada, achando que ele não conseguiria gozar duas vezes. Mais um tempo conversando enquanto ele se recuperava e depois retomamos na mesma posição da primeira transa. Definitivamente não há posição melhor para nós do que aquela!! Eu gozei outra vez e ele também!!!! Poucos minutos depois de mim! Só faltei soltar fogos!! Rsrs. 

Depois pedimos algo para eu comer (como é vegano, pedimos só para mim mesmo, ele levou suas coxinhas naturais), tomamos banho juntos (ducha dupla), depois comemos e fomos embora. Durante o caminho de volta conversamos bastante sobre prova prática de carro, tive a minha dia 11 e foi engraçado! Rs, mas compartilharei com vocês em outra oportunidade. Enfim, ele me deu carona até o metrô.

poeta

Repeteco com o Poeta!

Nos encontramos na entrada do hotel e entramos juntos. Quarto 221. Logo no início trocamos presentes de natal, lhe dei um livro muito lindo, chamado “Como Eu Era Antes De Você” da Jojo Moyers e um bichinho de pelúcia, que era um cachorrinho machinho. O bichinho na verdade não foi premeditado, iria lhe presentear somente com o livro, mas quando entrei na Livraria Cultura e me deparei com aqueles bichinhos logo na entrada (adoro animais de pelúcia), parei para vê-los e quando vi o cachorrinho branquinho com olhos e fundo da orelha azuis, achei que seria a sua cara, por ele gostar muito de cães e gatos e por ser todo romântico (acabei até comprando uma tigresinha rosa pra mim). Ele por sua vez, me presenteou com algo que nunca ganhei de nenhum homem, se tratava de uma caixinha vermelha de camurça e dentro continha uma corrente cor prata, bem delicada. <3 Lhe agradeci pelo presente, ele também e então fomos para a cama.
A ideia era comermos antes, já que ambos estavam com fome, ele havia levado seus lanches veganos e eu pedi uma comida no quarto assim que chegamos, mas como demoraram para trazer, fomos nos aquecendo na cama. Começamos a nos beijar, o tesão foi aumentando e a fome passando, logo ele pegou a camisinha e sem muitas preliminares fomos para o abate! Me pegou no frango assado daquele nosso jeito, meio papai e mamãe comigo na beirada cama, comecei a me masturbar enquanto ele conduzia nessa posição e gozei assim. Depois, como ele estava cansado, cavalguei um pouco por cima, até que me pegou de quatro. Nessa última posição foi um desafio, ele estava demorando para gozar e minhas pernas já estavam doendo rs, daí coincidentemente seu pau escapou e quando voltou entrou certinho, foi bem
rápido e segundo ele era esse o gatilho que faltava, pois no mesmo instante em que entrou de novo, ele gozou! Fiquei mega feliz!!
Após essa primeira foda, ele ligou novamente na recepção para cobrar minha refeição e fomos tomar um banho. Depois que nos alimentamos, fomos para o segundo round! Dessa vez ele me chupou bem gostoso, o chupei também e então após algumas estocadas naquele frango assado, fomos para a cadeira. Me sentei por cima dele e comecei a conduzir, estava muito gostoso e ao que tudo indicava ele gozaria novamente a qualquer momento, mas infelizmente não aconteceu. Ele disse que a vontade veio e escapou. 🙁 Daí desistimos por hora. Enchemos a hidro e ficamos um tempo nela relaxando e conversando.
Quando restava uns 20 minutos para o tempo acabar (fechamos 3 horas), resolvemos já ir tomando banho e nos arrumando, mas começamos a nos beijar e logo a vontade de transar surgiu de novo! Nos 45 minutos do segundo tempo, ele acabou gozando na nossa rapidinha, inicialmente ele ia gozar na punheta, mas conforme foi se excitando, falei para tentarmos transando, não precisei falar duas vezes, já encapou o menino e veio por cima, que delícia! 😛 Agora sim… tomamos o último banho e fomos embora juntos até o metrô.
poeta

Pernoite com o Poeta!

Ahh… nosso primeiro pernoite…! (E o meu segundo hehehe)

Para começo de tudo, gostaria de especificar que abri uma super exceção em atendê-lo no final de semana (único dia que foi possível pernoitarmos, nessa minha vida corrida) e aceitei seu pedido por um motivo muito especial. Conseguem imaginar qual?

Na virada daquela noite em que saímos, foi seu aniversário! Já tínhamos combinado com bastante antecedência e por ser o “seu dia”, segundo suas palavras, ele queria “se dar esse presente”. Me senti honrada e super importante. 🙂

Combinamos dele me pegar numa estação da linha amarela (dessa vez ele foi de carro), e gostaria de adiantar que foi mesmo incrível! Pudemos interagir de uma maneira totalmente diferente, muito mais dinâmica e íntima.

Como cheguei na devida estação antes dele, fiquei sentada na plataforma do metrô, aproveitando o tempo livre para escrever outro relato (que inclusive foi postado sábado a noite). Aliás, gostaria de compartilhar que quando parou determinado vagão, meu pai, fiquei com dó de quem estava dentro. Vários corinthianos fazendo a maior zona! O que achei patético, você que é corinthiano deve estar me achando uma chata, mas eu detesto esse tipo de bagunça, você não está mais no estádio, nem na rua da sua casa, está dentro de um metrô, com pessoas que não dão a mínima para o time que você torce ou para o jogo que ocorreu. Alguns caras ficaram me olhando enquanto a porta estava aberta e quando o metrô começou a partir, teve um mané que fez coração com as mãos para mim, cada um viu.

Depois quando o poeta chegou, fui encontrá-lo lá na rua, ele saiu do carro para me receber e demos um abraço. Depois seguimos para o motel previamente escolhido e durante o trajeto (que foi um pouco demorado) ele me contou que tinha conseguido conversar com uma garota que ele paquerava no trólebus, mas que não tinha coragem de tomar a iniciativa. Irei contar como foi a sua abordagem, pois na minha opinião foi espetacular! Os homens comuns diriam “oi, sempre nos encontramos aqui, e eu queria te dizer que te acho linda“, mas a abordagem dele foi mesmo única, ao invés do “te acho linda”, ele disse “te acho encantadora! Ahh que fofinho! Hahaha, falei para ele que estava de parabéns, “encantadora” é mesmo muito melhor que um simples “linda” rs. O efeito da cantada? Ela deu um sorrisinho sem graça (de se esperar rs). Depois ele disse que estava ferrado pois ela é de família rica. Falei para ele que estava e não estava, afinal é bom que pelo menos um dos dois tenha uma boa condição financeira hahaha.

Depois comentamos sobre faltar poucas horas para seu aniversário e ele disse não ligar muito para isso, que até tirou a notificação do facebook para que os outros não vissem. Falei para ele que dar parabéns pelas redes socias é mesmo uma coisa muito engraçada, eu por exemplo, quando vejo que é aniversário de alguém, envio mensagem de parabéns, mas envio por enviar, não que eu esteja realmente tão feliz por ser o aniversário da pessoa rs. Agora quando é no meu, mesmo sabendo que talvez ocorra o mesmo com os outros, me sinto super especial com os “parabéns” alheios hahahaha, caímos na risada.

Quando chegamos no motel, havia uma fila com uns três carros. Enquanto aguardávamos, me mostrou as mensagens trocadas com a sua musa do trólebus e assim como ele, achei que ela estava sendo seca nas conversas, bem seca mesmo, também fiquei bastante perplexa por ela abreviar a palavra “legal” para “lgl”, demos muita risada nessa hora, falei que se fosse comigo já teria me desencantado, abreviar uma palavra curta dessas é mesmo muita preguiça e desânimo de teclar rs. Mas de qualquer forma estou torcendo por ele, mesmo que isso custe o fim dos nossos encontros! :'(

Quando chegou a nossa vez, o quarto que ele tinha planejado para nós (um intermediário) já estava esgotado, ele tentou então ficar com o mais caro e adivinhem só?! Também estava lotado!! Somente o mais simples, o mais sem graça, o mais desprezado, era o único que ainda estava disponível, que frustração! :/ Acabamos ficando com aquele mesmo, afinal mesmo sendo a acomodação mais básica, já seria um nível acima do que estávamos acostumados no hotel do centro.

Suíte 14. Realmente era bonitinho, o triste era não ter a hidro que almejávamos. 🙁 Colocou para tocar a sua playlist pelo leitor USB do som e logo “Losing Grip” da Avril Lavigne preencheu o silêncio do quarto. Depois sentamos para comer, eu ainda não tinha jantado, nem ele. Levou lanche para nós e ainda dois bolos, simbolizando seu bolo de aniversário, achei engraçadinho rs. Depois que comemos (somente o lanche), escovamos os dentes, nos despimos e fomos para a cama! 😛

Beijo vai, beijo vem, começou a chupar meus seios, minha barriga e foi descendo para a xana. Não deixei que me chupasse, pois estava com muita vontade de transar! Ficou me atiçando, perguntando se eu não queria mesmo ser chupada, e não, eu estava decidida e com sede de foda! Sendo assim, ele muito obediente, pegou a camisinha e começamos o bem bom! 🙂 Veio por cima no papai e mamãe, daquele jeito costumeiro que sempre fazemos. Ahh que delícia! Eu gozei me masturbando enquanto ele me comia gostoso e não muito tempo depois, ele gozou também! Fiquei impressionada pela sua performance, dessa vez foi mais rápido que nas outras transas! 😮 Falei para ele “já??” O que claro foi o máximo, ele está se aprimorando cada vez mais, no caso dele o “já” é sinônimo de sucesso, para alguém que as vezes nem gozava, é mesmo um grande progresso! (Até rimou rs).

Depois disso, ele passou uma água no pau e eu para não dizer que não me limpei também, usei meus lenços umedecidos. Voltamos para a cama e ficamos conversando. Como já estava tarde, achei que fôssemos dormir. Entretanto, após um tempo conversando, ele disse que estava se animando e me surpreendeu quando soltou um “quero te comer!” (!!!!!) Era ele mesmo dizendo aquilo??! Não parecia ser a mesma pessoa! 😮 Hahahaha. Adorei a forma como ele falou, muito sensual e carregado de desejo!

Ele disse ter gostado de transar na cadeira, como fizemos no nosso último encontro e então fomos para ela! 😛  Comecei a cavalgar da mesma maneira que fiz da outra vez, até que descobri uma técnica diferente, que me cansava menos e sentíamos muito mais, a sintonia entre nós foi perfeita, pois ao mesmo tempo que percebi que daquele jeito que eu estava fazendo era mais gostoso, ele também reconheceu isso e disse que tava muito bom. Continuei cavalgando a todo gás e juro para vocês que nem esperava que ele fosse gozar mais uma vez, na verdade nem passou pela minha cabeça a palavra orgasmo, estava focada na sensação gostosa, até que sem mais nem menos ele anunciou que ia gozar, tão rápido quanto da primeira vez! Ebaaaa, fiquei mega feliz por ele e por mim, que tinha conseguido tal feito! 😀

Depois disso continuamos conversando, contei para ele uma coisa muito espantosa, que ainda não tinha contado aqui no blog, mas vou aproveitar o gancho para contar para vocês também. Há alguns dias, me apareceu em sugestão de amigos do facebook, um cliente que eu já tinha saído!! (Mais precisamente, o cliente 5). Quando olhei aquilo pensei “que merda é essa???!” 😮 Se aparece ele para mim, provavelmente deve aparecer eu para ele também! Puta que pariu e agora?! Como isso é possível?! Até entrei no seu face para ver se por acaso tínhamos algum amigo em comum, mas a visualização dos seus amigos estava bloqueada! Por que essas coisas acontecem comigo?! :'(

Depois dele tentar junto comigo, sem sucesso, descobrir alguma explicação para tal situação, fui me preparando para dormir, ele estava bem menos sonolento que eu e perguntei se ele não iria dormir também, me respondeu que iria ficar me olhando até eu adormecer. E assim mesmo fez, lembro de ter pegado no sono sentindo vários beijos dele no meu corpo.

Quando o dia amanheceu e abri meus olhos, dando de cara com aquela luz azul que vinha do teto, me senti num cabaré! Incrivelmente ele estava acordado (parecia que nem tinha dormido, como se tivesse passado a noite me olhando rs), então aproveitando que estava a meu dispor, pedi que apagasse aquela luz e deixasse uma fresta da cortina levantada para que a luz do dia clareasse o quarto. Ele todo prestativo atendeu meu pedido e voltei a dormir.

Por volta de 8h acordei de novo com ele beijando meus braços, minha vontade era de dormir mais, mas eu estava ali “a trabalho” e tinha que fazer valer nossas últimas horas no motel. Ele também estava querendo mais uma, então falei para tomarmos um banho, só assim eu despertaria. Pelo menos no banheiro haviam duas duchas. Testei o secador antes de me banhar e resolvi que lavaria o cabelo. Me arrependi. O shampoo do motel era uma porcaria (pelo menos para o meu cabelo não foi bom), senti minhas madeixas crespas (e olha que meu cabelo é liso) e nem tinha cheiro forte, parecendo que eu tinha lavado meu cabelo só com água. Fiquei reclamando disso até a hora de ir embora igual uma velha ranzinza rs.

Nessa última transa variamos as posições, ora eu de quatro, cadeira, papai e mamãe e nada, nenhum dos dois conseguiram gozar. :/ Quando estávamos na cadeira inclusive, ele foi um pouco ousado e me disse a seguinte frase “você não quer ver porra jorrar? Bate uma e me faz gozar na punheta então!” Com um tom esnobe e debochado, sendo que sabemos que não consigo fazer ele gozar na punheta, daí nessa hora me fiz de ofendidinha e lhe dei um tapa na cara, dizendo que ele estava muito abusado, ele fez cara de espanto, mas um espanto que tinha gostado rs. Até hoje ele fala desse tapa, que gostou por ter sido espontâneo. Ao final das tentativas, tomamos um novo banho.

Faltando 40 minutos para o tempo acabar, ligaram da recepção nos avisando. Usamos a reta final do encontro para tomarmos café da manhã. Nossa primeira refeição do dia foram aqueles dois bolos que ele havia trazido. Um era de morango (com pedaços da própria fruta) e o outro de chocolate. Comemos juntos um e depois o outro, aliás fiquei bastante impressionada em como doce vegano pode ser tão gostoso! Depois entramos em seu carro e rumamos para a estação de metrô ao qual ele havia me buscado. Mais um encontro memorável! 🙂

 

poeta

Repeteco com o Poeta!

Antes de começar o TD, gostaria de dizer que enquanto eu estava off ele saiu com outra GP (depois de eu tanto incentivar)!! Eu achei que seria bacana ele variar o cardápio, já que desde que perdeu a virgindade só tinha transado comigo, então recebi a notícia de bom grado. Ele me mostrou as fotos da divindade e realmente devo reconhecer que ela é muito bonita, também não mostrava o rosto, mas pelas fotos dava para perceber sua beleza. Até aí tudo bem. Mas aí ele foi me revelando os detalhes sórdidos e disse que gozou 2X COM ELA!!! Fiquei possessa!!

Achei que estivesse mentindo para tentar me enciumar, mas disse que até ficou impressionado com a sua performance. Essa revelação, claro, me deixou putissíma! Não que eu tivesse ficado com ciúmes, mas feriu meu ego! Como que comigo ele mal gozava uma e com ela gozou duas fácil?!!! Ele não soube me explicar como foi possível, e veio com aquele papo de homem casado quando trai a mulher, que apesar de com ela ter sido um pouco mais gostoso, ainda preferia a mim. Humpf. Questionei como ele poderia preferir a mim, se com ela o sexo tinha sido melhor?! Já que é justamente essa a finalidade dos nossos encontros: sexo. Mas poeta e romântico como é, me respondeu que o sentimental tinha mais valor que o sexual, e que como eu já sabia, ele tem sentimentos por mim, blá, blá, blá!

Obviamente durante o nosso encontro, sempre que eu podia, lhe dava uma alfinetada, a desculpa da sua inexperiência já não colava mais! Se com ela, gozou duas, quase três, como ele mesmo disse, comigo teria que gozar quatro! kkkkkk.

Quarto 113. Enquanto eu subia as escadas, um homem suspeito subiu junto comigo, quando cheguei no devido andar, esse cara também parou e ficou fazendo cara de perdido, como se não soubesse para onde ir. Esperei que ele se resolvesse e fingi mexer no celular como se também não soubesse minha direção, não gosto que me vejam batendo na porta, fico com vergonha rs, até mesmo quando são funcionários do hotel. Para meu alívio, ele subiu mais um lance de escadas, e assim que sumiu de vista, fui até a porta em que se encontrava “meu” poeta e dei uma leve batida. Enquanto ele não abria, ouvi os passos de alguém descendo as escadas, torci para que não fosse o mesmo homem! Como essa porta era de frente para o corredor, saí da frente dela, na esperança que se fosse o estranho voltando, caso ele não me visse, continuaria descendo. Infelizmente não foi bem assim, ele veio até o final do corredor e me viu parada ali, no exato momento o poeta abriu a porta, dando de cara com outro homem hahaha. Juro pra vocês que fiquei com um pouco de medo, medo que ele fosse nos assaltar, sei lá, já ouvi casos de assaltos naquele hotel, e achei muito suspeito o cara não saber para onde ir. Apareci na porta, nem falei “oi” direito, entrei e já falei para ele trancar a porta.

Depois que lhe expliquei o ocorrido e o susto passou, nos abraçamos e ele disse que estava com saudades de mim. Me contou mais detalhes da sua aventura com a tal divindade (como se eu quisesse saber da minha concorrente! –‘) e ainda teve a cara de pau, de dizer na minha frente, que de rosto ela era mais bonita que eu!!! Ahh não! Nessa hora brinquei que ia embora, além de saber que ele gozou mais, falar na minha cara que era mais bonita que eu, era golpe baixo! Obviamente ele me impediu de ir e para remediar disse que meu corpo era mais bonito. Ahh tá! Pelas fotos a menina tinha mais corpo que eu, mesmo sendo magra, e ele agora vinha com essa?! Rebati com ele que não precisava inventar para me agradar, pois pelo que vi ela tinha corpo bonito sim, mas daí ele justificou, dizendo que ela tinha silicone e que não era bom como um seio natural, como eu. Sei!

Começamos a nos beijar já na cama, com ele deitado por cima de mim, demos uma pausa ao mesmo tempo, quando eu me dei conta do silêncio, e ele de colocar para tocar a playlist do seu celular. Depois ele me despiu aos poucos, perguntei se podia chupar seu pau, ao que ele permitiu. Enquanto o chupava, ele disse que meu oral era melhor que o da fulana, que ela não caprichava muito, hummm, fiquei bastante satisfeita com isso! Rs. Ele queria me chupar também, mas eu falei que preferia transar, estava com mais vontade de me provar como GP, ele ia gozar fácil comigo também! Que palhaçada era aquela?! Kkk. Pegamos a camisinha e ele encapou.

Começamos com ele por cima, meteu por um tempo, mas como estava cansando rápido, trocamos e eu fui por cima. Comecei a me masturbar enquanto cavalgava e gozei gostoso! Ahh como é bom gozar!! <3 Depois de um tempo trocamos de novo, com ele em pé inclinado sobre mim, comigo na beirada da cama de perna aberta, um frango assado meio papai e mamãe. Ele colocou um travesseiro debaixo da minha bunda, para que eu ficasse com a xana mais levantada e entrou de novo. Estava muito gostoso transar daquele jeito, tanto que comecei a me masturbar mais uma vez! Ele anunciou que achava que ia conseguir gozar naquela posição (nunca tinha gozado naquela /pelomenosnãocomigo), dizendo que estava me sentindo direitinho por dentro. Quando meu orgasmo (clitorial) estava chegando, o dele veio e por incrível que pareça gozamos ao mesmo tempo! Pois vendo que ele estava gozando, meu cérebro acelerou o meu prazer e acabou sendo junto! Foi mesmo impressionante! 😮

Ele se deitou um pouco, apenas para recuperar o fôlego, depois se levantou para tirar a camisinha e passar uma água no pau. Mal voltou do banheiro e eu já o intimei a ficar duro de novo, afinal ele não tinha gozado duas com a fulana?? Eu também queria duas gozadas!! Ele deu risada e disse que sob pressão não funcionaria bem, falei que não queria saber, se ele conseguiu com ela, conseguiria comigo também! Obviamente eu falava num tom de brincadeira, me fazendo de brava, também não sou nenhuma carrasca sexual rs.

Ficamos conversando um pouco nessa pausa, e ele me recitou mais um poema que tinha escrito, fazendo valer seu título de poeta rs. Depois voltamos a nos beijar e seu pau foi endurecendo, encapamos e fomos comigo de quatro! 😛

Ele se empenhou, meteu bastante, mas não conseguiu gozar!! Disse que por duas vezes veio a vontade, mas que escapou! Fiz a brava de novo, afinal queria ver porra jorrando! Ninguém mandou me dizer que gozou horrores com uma estranha, enquanto comigo era só merrecas! Rsrs. Como novamente ele estava cansado do esforço, voltamos ao papo.

Depois voltamos aos beijos, ele foi se animando e sugeriu de transarmos na cadeira. Gostei da ideia e me sentei por cima dele, conduzindo a foda. Estava bem excitante aquela posição, eu sempre fantasiava quando era virgem, transando na cadeira rsrs, e como ele não é de se jogar fora, vendo seu abdômen nu e sarado abaixo de mim, me deixou com muito mais tesão! Ele anunciou que achava que ia conseguir gozar e me empenhei ainda mais. Parecia final de jogo de copa do mundo! Seus gemidos ficaram mais intensos, como se a qualquer momento ele fosse gozar, fiquei na maior expectativa de conseguir o que a outra conseguiu, até que…. ele disse que tava quase, mas que tinha escapado outra vez!!!! Bem na trave! :'( :'( :'(

Daí eu desisti, e ele também, disse que pelo jeito só conseguiria na punheta. 🙁 E assim foi, ele se masturbou me olhando me masturbar também, e gozou na minha barriga. Nos restavam 15 minutos de programa, ele falou para eu pedir minha janta, e enquanto não chegava, fomos tomar banho juntos (quarto com duas duchas). Assim que terminamos o banho, no exato momento a minha refeição chegou e sentamos na mesinha do quarto para comer, ele havia levado um lanche vegano para si. Depois fomos embora juntos até o metrô. Gostei demais desse nosso oitavo encontro, mas ainda assim está me devendo mais gozadas!!

[Poema removido a pedido do autor]

poeta

Repeteco com o Poeta!

Tínhamos marcado com antecedência e somente perto do dia que me dei conta que estaria “naqueles dias”, falei para ele que seria melhor remarcarmos, mas ele disse que não haveria problema, pois mesmo que não rolasse sexo gostaria de me ver. 😮

Sendo assim, nos encontramos! 🙂 Suíte oriental Okayama. Acabei me atrasando alguns minutos, mas ele compreensível como sempre, não se importou. Entrei, nos abraçamos, coloquei minhas coisas na cadeira e fui direto para a cama, que já estava com o edredom aberto aconchegantemente. Ele se deitou comigo e assim ficamos durante todo o tempo, deitados, trocando carícias, nos beijando e conversando.

Novamente ele trouxe presentinho para mim! Dessa vez era uma blusinha linda da ONG que ele visita chamada “Adote Um Gatinho”, três chocolates (um escrito uma frase bem amorosa) e uma cartinha de amor! <3 Hahahaha muito fofinho! Li a carta e confesso que fiquei triste, triste por ele, pois foi se apaixonar logo por mim, uma pessoa comprometida e garota de programa. 🙁 Falei para ele que não deveria estar “me amando” (como estava escrito no chocolate) pois como sabe não será correspondido da mesma maneira. Ele disse que sabe disso, mas que não se importava pois mesmo não sendo correspondido eu era a melhor coisa que tinha acontecido na vida dele. Fiquei mais triste ainda com essa frase… 🙁

Até que o tempo passou bem rápido, considerando que não fizemos nada demais além de conversar e beijar. Quando o tempo estava acabando pedi uma refeição para mim, e enquanto esperávamos, ele perguntou em tom de suspense se eu achava que somente eu ia ganhar presente? Não entendi o que ele quis dizer e fiquei atônita, até que ele tirou da mochila uma sacola com duas latas de comida enlatada para gato! Hahaha. Comprou mimo para meus gatos também! Só ele mesmo…! Rsrs. Depois que jantei, fomos embora juntos até o metrô.

poeta

Repeteco com o Poeta!

Quarto 403. Antes de começarmos coloquei minha playslist para tocar (dessa vez ele queria que eu levasse) e como eu já tenho várias prontas no celular, coloquei a “românticas” (ele que escolheu). Me deitei na cama e já perguntei se tinha outro poema para mim (estou ficando mal acostumada rs) ele disse que sim e novamente era sobre o cachorro* que postarei no final. Após recitá-lo, foi até sua mochila e pegou algo que disse ser um presente para mim. Dessa vez fiquei mais preocupada, pois a sacola era bem maior que os presentes anteriores e consequentemente a pressäo para que eu gostasse também rs. Era uma sacola de plástico preta e assim que peguei percebi que se tratava de um quadro, sem ter a menor noção do que poderia ser tirei o quadro de dentro e fiquei impressionada com a criatividade dele!!! 😮 😮 😮

O quadro na verdade era um porta retrato grande e no que deveria ser a foto, era o desenho muito bem feito, estilo caricatura em preto e branco de uma menina loira de óculos escuros (que representava eu) ao lado de um cachorro preto com o peitoral branco, sentado ao lado dela (representando o cachorro da minha crônica) e um parque de fundo, com árvores e grama, muito lindo mesmo! Não me emocionei só pelo gesto, mas também pelo desenho, sem sombra de dúvida teve uma grande influência emocional sobre mim, pois tudo que me lembra esse cãozinho me faz chorar. Eu até gostaria de postar a foto aqui para vocês, mas por se tratar de um presente muito pessoal, achei melhor preservar a imagem do mesmo. Acabei chorando um pouco, não teve jeito, ele gostou da minha reação pois viu claramente que acertou no presente, nos abraçamos.

Depois que o clima se dissipou um pouco, começamos a nos beijar e seguimos a mesma linha de sempre nos nossos encontros, ele foi me despindo, chupou bem gostoso os meus seios e foi tirando minha calcinha, enquanto terminava de me despir disse que daquela vez eu não teria desculpa para não gozar (ainda estava encanado porque só conseguiu me fazer gozar no oral, no nosso primeiro encontro).

A partir do momento em que ele começou a me chupar, aconteceu uma coisa muito engraçada! Rsrs. Logo que ele colocou a boca na minha xaninha o som do quarto ao lado ligou, tocando bem alto músicas sertanejas na rádio Gazeta. Aquilo nos incomodou, pois além de atrapalhar a audição das músicas que estavam tocando pelo meu celular, era um outro estilo musical que não curtíamos, estava mesmo muito difícil me concentrar no oral dele com aquela música de fundo bem alta no nosso ouvido rs. Quando percebemos que o “casal” ao lado não iria mesmo desligar ou abaixar o volume, resolvemos ligar na recepção e ver se eles poderiam interceptar de alguma maneira. Ele ligou e precisou até sair do quarto para ver o número exato do quarto e informar a recepcionista. Para nossa surpresa a menina da recepção disse que não tinha ninguém no outro quarto!! 😮 Ué!! Será que era do quarto de baixo?? Me abaixei no chão para ver se por acaso o som vinha de baixo e não da parede e foi quando percebi que talvez o barulho fosse do nosso quarto mesmo, pois vinha de debaixo da cama!! Kkkk. Falei isso pra ele e foi quando ele percebeu que realmente era do nosso quarto e apertou um botão que o silenciou, ficamos com as caras assim: 😮 😮 😮 foi muito sinistro porquê em nenhum momento ligamos o som!! Não podíamos nem considerar a hipótese que batemos sem querer no botão pois ligou do nada enquanto ele já estava me chupando!! Muito estranho!! Depois que caiu a ficha que ele tinha ligado na recepção para reclamar de algo que tinha sido nós mesmos os “causadores” eu caí na risada, e ele também dizendo “que mico” hahahaha.

Depois disso retomamos de onde tínhamos parado, de novo ele quase conseguiu me fazer gozar, mas tadinho, sua língua já estava doendo e acabou desistindo rs. Voltamos aos beijos, o chupei um pouco até que ele anunciasse que já queria transar, o próximo desafio agora era fazer ELE gozar rs. Em todos os nossos encontros só tínhamos conseguido uma única vez que ele gozasse na penetração, mas fiquei confiante que talvez dessa vez desse certo de novo pois ele estava há cinco dias sem bater uma punheta rs.

E lá fomos nós! Começamos com ele por cima, meio frango assado, com meu corpo na beirada da cama e ele debruçado. Dessa vez particularmente senti umas sensações diferentes enquanto ele metia, mais gostoso! Muito diferente mesmo, comecei até achar que talvez eu fosse gozar na penetração também kkkkk. Após um tempo naquela posição gostosa, ele pediu que eu ficasse de quatro, assim o fiz e voltamos a bombear gostoso. Surpreendemente ele gozou rápido!!!! Fiquei super feliz por ele! 🙂 🙂 🙂

Depois disso ele me avisou que o quarto tinha hidro e tratamos de encher (ainda tínhamos 40 minutos), ficamos um tempo na banheira conversando, depois quando começamos a nos vestir para irmos embora, ele disse: “você acha que já acabou? Não acabou ainda não!” e foi até sua mochila pegar outro suposto presente para mim! Perguntei empolgada: “é de comer?” ele afirmou e abriu um pote revelando 6 brigadeiros enormes! Fiquei empolgada só pelo brigadeiro, mas ele acrescentou: “adivinha o quê tem dentro” na hora meu coração se acedendeu igual o coração de uma criança hahaha, e num estalo lembrei que uma vez eu disse a ele que gostava de morango dentro do brigadeiro, então falei sorrindo: “não acredito! Morango??” ele confirmou e meu sorriso foi na orelha kkkkk, é muito difícil de encontrar vendendo em algum lugar, tanto que ele disse que ele mesmo fez! Fiquei mais admirada ainda! Nesse dia ele realmente se superou!! 🙂

Comi uns quatro brigadeiros de uma vez (ele não quis comer) e os outros dois ele falou para eu levar para comer depois, deixou até que eu ficasse com o pote, mas que farei questão de devolver no próximo encontro! 😀

[Poema removido a pedido do autor]

*crônica que escrevi sobre um cachorro que foi atropelado, que com a ajuda de um amigo, o resgatamos e arcamos com custos veterinários para tentar salvá-lo.

poeta

Repeteco com o Poeta!

Quarto 221. Entrei, lhe dei um selinho e um abraço bem gostoso. Coloquei minha bolsa na mesa e me sentei na cama, começamos a conversar, ele se sentou comigo e aos poucos fomos deitando enquanto conversávamos intercalando com beijos. Ele leu mais um poema que fez para mim: “Donzela de Jeans” (que postarei no final), colocou para tocar em seu celular a playlist que tinha preparado para aquele dia e começamos a nos beijar pra valer mas beeem devagar, na calma, ele tinha fechado 3 horas dessa vez e tudo que menos tínhamos era pressa. Me senti em casa estando com ele de novo, muito mais reconfortante quando é com alguém que você já conhece, ainda estava com lembranças vivas do alemão e foi bom me sentir segura.

Como sempre, ele começou chupando meus seios e aos poucos foi descendo pra boceta. Não chupou por muito tempo nesse dia e assim que interrompeu perguntei se podia o chupar também (não é algo que ele curte muito então sempre pergunto antes), ele aceitou e o chupei caprichado para que talvez o fizesse pegar gosto pela coisa. Fui ficando com mais tesão chupando aquele pau gostoso e comecei a beijá-lo com mais fervor depois, ele percebeu que eu estava “empolgada” e foi tentando acalmar meus ânimos, me abraçando e dizendo “calma, temos muito tempo” rs. Mais sessões de beijos até que ele se empolgasse para transarmos. Começamos no papai e mamãe, do papai e mamãe foi ficando frango assado e enquanto ele metia bem devagar comecei a me masturbar e gozei bem gostoso!!! Nossa gozar batendo uma com o cara metendo é muito mais prazeroso do que gozar só batendo uma sem fazer nada rs. Ele meteu por um tempo assim, depois trocamos, fui por cima e comecei a cavalgar nele. Fiquei assim por pouco tempo, ele dizia que estava bom mas ainda assim só de quatro que te dava mais vontade de gozar. Sendo assim trocamos de posição de novo! 😛 Fiquei de quatro e ele meteu por bastante tempo, achei que fosse conseguir gozar mas não deu certo. 🙁 Ele disse que teve um momento que quase veio mas acabou perdendo. :'( Estavámos sem fôlego, tanto ele quanto eu cansamos, já que eu o ajudava, mexia meu corpo junto e ficar de perna aberta fazendo esforço também é exaustivo.

Dessa vez ele pegou um quarto com hidro e enquanto nos recompunhamos coloquei para encher. Poucos minutos depois ficou no ponto e fomos para ela! Percebi que ele estava um pouco tímido para entrar na água, querendo que eu entrasse primeiro, depois me revelou que nunca tinha entrado numa hidro antes!! Depois de ficarmos um tempo gostoso na banheira, voltamos para o quarto e fomos para o segundo round! Novamente de quatro! 😛 Ele se empenhou bastante, eu também ajudei, mas infelizmente dessa vez não deu certo, ele não gozou! :'( O jeito foi partimos para a punheta, ele bateu uma enquanto eu batia também. Ele gozou na minha barriga e eu continuei pois estava quase gozando. 😛  Depois de ambos gozarem pedimos o jantar, na verdade eu pedi né, pois como ele é vegano não tinha nada que pudesse comer, pediu somente um suco de maracujá para si.

Nos separamos no metrô quando cada um foi para o seu lado. De repente, quando estou me aproximando da escada rolante, levei o maior susto com um senhor me abordando! Esse homem já tinha me abordado uma outra vez quando saí desse hotel e me incomodou mais ainda pois pareceu perseguição! E ele ainda estava indo para o mesmo lado que eu! Aff, quando vi ele me acompanhando, pensei: “ele vai pegar o mesmo sentido que eu?! Ahh não!!” Ele perguntou como se nunca tivesse me abordado antes, se poderia pegar meu número de telefone, devolvi a pergunta se ele já não tinha pegado da outra vez?! Ele disse que perdeu o papel e pegou no bolso da camisa uma caneta e um papel improvisado de extrato de banco kkk, peguei da mão dele e falei que eu ia anotar, não me agradaria ter que falar meu número em voz alta, pra todos que estivessem passando perceberem que eu estava passando meu número de telefone pra um cara bem mais velho que eu, sou muito discreta nesse aspecto e não gosto dessa exposição. Uma coisa é eu andar toda bonitona  num lugar que só tem puta e outra é um senhor me abordar no metrô com todo mundo olhando. Comecei a anotar o meu pessoal, de tanto que eu estava desatenta, rabisquei e coloquei o tel “Sara Müller”, ele ficou desconfiado e perguntou se eu não sabia meu número, achando que eu estava escrevendo errado de propósito porquê não queria passar. Respondi que eu me confundia com os números e reparei que ele não parava de olhar para o meu pé, devia ter achado super estranho eu ir fazer programa de sapatilha, calça jeans e jaqueta, mas o importante é agradar o cliente e meu vegano gosta que vou vestida casualmente! Assim que passei o número ele se foi, thank God!

Depois mandei mensagem pro vegano, contando o que aconteceu e brinquei que sair com ele estava acabando com meu marketing! Hahahaha.

Segue o poema da vez:

 

[Poema removido a pedido do autor]