Repeteco com o Acolhedor!

Querido diário…

Esta é a primeira vez em que relato sobre um cliente começando pelo repeteco e não pelo primeiro encontro. 😄 Não que a nossa primeira vez não tenha sido legal o suficiente para eu escrever sobre, contudo, decidi avançar logo para o que fosse mais recente, revelando um pouco dos dois dates num só relato. 😌

Lhe dei esse apelido pois, desde o primeiro encontro, ele se mostrou muito afetuoso, se importando mais com o meu prazer do que com o de si próprio. Ele é alemão (mais um rs) e fala português com sotaque. Um charme. Tanto no primeiro, quanto no segundo encontro, o atendi no Hotel Pullman, onde ele estava hospedado. A propósito, adorei aquele hotel. A entrada e o saguão parecem uma balada, super descolado. 😎

Ele me aguardava na entrada e, assim como da última vez, subimos juntos para o quarto. Desta vez ele se hospedou numa suíte maior, parecia um apartamento. Fomos para o que seria a sala e em cima da mesinha me deparei com um presente. Uma deliciosa caixa de chocolates Lindt que comprou para mim! 🤗  – Foto abaixo tirada posteriormente na cama. –

Nos sentamos no sofá e trocamos alguns beijos entre uma conversa e outra. De repente, ele revelou o que tinha planejado para aquele encontro. Começou dizendo que faríamos uma “coisa diferente”, fazendo com que a minha curiosidade atingisse o nível máximo. Daí ele revelou querer começar o encontro com uma massagem. Titubeei um pouco, pois, se ele tivesse me avisado com antecedência, eu teria levado um creme. Porém, ele já tinha pensado em tudo e até comprou um óleo corporal da Johnson Johnson com um delicioso e suave cheiro de amêndoas. Mas, o que me surpreendeu mesmo não foi nem isso e sim ele complementar que a massagem seria em mim. Uau. 😯 Ouvir que eu seria massageada, naquele momento foi como se jogassem um chuva de pétalas sobre mim. 🥰

Mas antes que fôssemos para a cama, onde eu me deitaria nua esperando pelo toque das suas mãos, ele perguntou se eu fazia striptease, pois seria um ótimo jeito de eu me livrar da minha roupa. Eu costumo ficar sem graça fazendo striptease – mais atrapalhada do que sensual -, mas, não me neguei a tarefa. Fui buscar meu celular para colocar uma música condizente, que me inspirasse e a que escolhi foi essa:

Se ele tivesse me avisado com antecedência que ia me pedir essa façanha, eu teria ido com uma roupa que colaborasse. É muito difícil ser sexy tirando meias e calça extremamente justa. 😅 Procurei me movimentar no ritmo lento da música e quando enfim fiquei só de calcinha e sutiã, subi na mesa e fui até ele, me sentando em seu colo de frente para seu rosto, que me olhava de maneira indecifrável. Fiquei rebolando no seu pau, que ainda estava sob muitas camadas de tecido, e quando a música mudou a melodia em determinada parte, saí de cima dele como se aquele movimento fosse coreografado e voltei para a tarefa do strip (ainda faltava eu tirar a lingerie para ficar completamente nua).

Ameacei tirar a calcinha, mas, concluí que seria bem mais atiçador deixar o melhor para o final e subi com as minhas mãos para o fecho do sutiã, ainda que seus olhos continuassem estacionados na direção da minha menina, subindo para os meus seios somente quando esses já estivessem nus. Percebi uma ligeira surpresa passando pelo seu olhar. 😏 Na sequência, lentamente tirei a calcinha e então voltei para ele, me ajoelhando na sua frente. Começamos a nos beijar. E toda essa brincadeira durou exatamente o tempo da música, quatro minutos. E olha que eu nem havia ensaiado rs.

Fomos para o quarto, pediu que eu me deitasse de bruços e então iniciou a massagem. Com exceção  dos meus pés e rosto, todo o resto ficou coberto de óleo, até mesmo os meus cabelos ousaram entrar na brincadeira sem serem convidados. Foi uma delícia aquela massagem. A mais completa e duradoura dos últimos tempos. Começou pelas minhas costas, depois bunda, braços e pernas. Ao me virar de frente, massageou bastante os meus seios em vários momentos, para então repousar na minha menina. Fez alguns carinhos nela com a sua mão, como se ali também merecesse ser massageado e então pegou um brinquedo que ele também havia levado para apimentar o momento…

Não que eu não tivesse levado o meu, mas o dele tinha mais presença com esse tamanho todo. 😁 Começou na velocidade um, fazendo meu corpo inteiro ter alguns espasmos com aquela potente vibração íntima. Depois ele me mostrou que o acessório havia mais de seis velocidades, no entanto, não precisei de muito e já gozei na terceira. 🤤

Ele ainda quis continuar conduzindo o brinquedinho em mim por mais um tempo, o que não durou muito, pois fiquei sensível após a gozada. Foi então que pedi que se deitasse, pois era a minha vez de lhe retribuir todo aquele mimo – me referindo a massagem e não ao brinquedinho 😬 -. Ele topou e lá fui eu percorrendo os mesmos caminhos que ele percorreu no meu corpo. Lhe massageei por mais de meia hora, sem pressa, com a devida atenção e intensidade.

Quando se virou de barriga para cima, ao chegar no seu pau, ao invés de massageá-lo, preferi chupar, estava apetitoso, chamando a minha boca a todo momento. 😋 Após um tempo lhe paparicando, ao perceber que ele ficava gradativamente mais empolgado, interrompi. Voltei para a massagem, pois ainda faltava as suas pernas.

Quando estava quase terminando por completo, resolvi ir um pouco além do que ele foi comigo e peguei no seu pé, sendo surpreendida por uns tremeliques repentinos. Ele tinha cosquinhas. 🤣 E como eu não resisto a pequenas torturas, obviamente que lhe provoquei mais algumas vezes, principalmente quando ele menos esperava. 😈 Foi engraçado ver aquele homão sentindo cócegas rs. 😂

Ao terminar a massagem, voltamos a nos beijar e aí ele perguntou o que eu estava afim de fazer. Bom… Foram duas horas de muita massagem, estávamos caminhando para a nossa última hora juntos, só me vinha uma coisa na cabeça… “Quero sentir dentro”, falei de maneira sensual, bem baixinho. Ele então pegou sua Skyn, encapou e veio por cima de mim. E ao contrário do nosso primeiro encontro, ele gozou em pouco tempo. O que uma boa preliminar não faz, não é mesmo? 😏 – No nosso first date as preliminares foram mais conversas regada de um bom vinho. –

Ele trocou de camisinha rapidamente e tentou retomar, mas ninguém é de ferro, não é mesmo? E aos poucos seu menino teimou em cochilar. Interrompemos e ficamos deitados abraçados, um pouco em silêncio e aos poucos assuntos foram surgindo, desencadeando uma conversa gostosa. Foram três horas muito bem aproveitadas. 😊

Mensagens pós primeiro encontro. Muito contente com o seu feedback do meu livro. ❤️

2 comentários em “Repeteco com o Acolhedor!

  1. Não sei como não conheci vc quando estava em SP !!! uma pena. Só ontem que descobri teu site e fiquei meu domingo todo lendo as aventuras, clientes, resenhas, viagens etc etc. Ainda bem que tem muito material a ser lido ainda entao tenho certeza que vou ficar lendo o site por algum tempo. Gostei da narrativa tambem, não é Vargas LLosa (escritor) rss mas tambem não fica entediante continuar lendo as aventuras com teus clientes, ponto positivo para as dicas de musica e de como nao abordar uma GP. Alias tem varios pontos positivos o site que nao vou ficar explicando. Varias vezes fiquei imaginando algumas cenas como no seriado “Secret diary of a call girl ” que foi no ar faz uns 5 anos.
    Só estou-lhe escrevendo para continuar com o site e seguir explorando mais tua veia de escritora. Quando terminar de ler o site, vou partir para o livro.
    Infelizmente nao vou para SP este ano. Mas parabens pelo trabalho de postar a internet.

    Saudacoes

Deixe uma resposta

You have to agree to the comment policy.