“O Exigente”

Querido diário…

Esse foi mais um daqueles atendimentos em que a foto da pessoa no WhatsApp não fazia jus a sua beleza presencialmente. Este rapaz é alemão e pela foto não dava para ver seus cabelos mais claros e olhos azuis. Ele me agradou bastante logo que o vi, já eu não sei se lhe causei a mesma boa impressão. Eu cheguei um pouco atrasada e atribui que aquela seriedade dele pudesse ter sido por isso, pois, quando enviei uma mensagem avisando que me atrasaria, ele disse: “Espero que valha a pena esperar”. Me pressionando a ser sensacional.

Como era uma noite fria, não consegui ir tão sensual. Fui de sobretudo, calça preta e toquinha. Entretanto, usei um batom vermelho para dar aquele destaque (parecendo a Carmen Sandiego rs), só que, como uso óculos, percebi que meu rosto ficou mais pra comportado do que sexy. Quando entramos no elevador, percebi ele olhando para outra mulher, uma que parecia também ser acompanhante, bem mais sensual, acompanhada de um homem mais velho. Fiquei me sentindo mal por ter ido tão comportada, mas, o que eu poderia fazer se estava tão frio?

No quarto foi o meu momento. A minha chance de virar aquele jogo. Entre quatro paredes me garanto e fiz de tudo para mudar a sua impressão – se é que de fato ele tinha ficado com a impressão que eu fosse sem graça, as vezes era só neura da minha cabeça mesmo -. Tirei a toca, o sobretudo, revelando meu corpo ainda mais magrinho sem todo aquele volume de roupa, e também tirei meus óculos. Nos beijamos e tudo foi desenrolando da melhor maneira possível. Ele disse que estava cansado, por conta do voo da Alemanha e pediu uma massagem, que fiz com o maior gosto. 🙌🏻

Depois voltamos a nos beijar e consegui conquistá-lo com o meu oral. Gozou nos meus seios. Nos banhamos e então conversamos um pouco, enquanto ele se recuperava. Ele não falava português e foi uma delícia praticar o meu inglês com ele. No segundo round voltei a chupá-lo, mas, ficamos um bom tempo apenas nos beijando e um masturbando o outro, até que encapamos. Fui primeiro por cima e depois trocamos para papai e mamãe. Peguei meu brinquedinho, porém, infelizmente, com ele, não foi uma boa ideia. Não vou nem dizer que ele não deve ter curtido por ser gringo, porque já usei com um colombiano (ainda irei relatar) que adorou.

Percebi que o pau dele foi amolecendo, perguntei se ele não estava gostando da vibração e respondeu que achou “estranho”. Uma pena, tive que desligar e nem gozei. E como seu menino amoleceu, voltei para o oral e finalizei na mão. Após sua segunda gozada o encontro foi minguando. Ainda tínhamos tempo, mas ele estava visivelmente cansado, fazendo com que eu me sentisse uma intrusa ali. Logo mais fui me banhar e comecei a me vestir para ir embora. Ainda estou com as minhas dúvidas se ele gostou. 🤔

Um comentário em ““O Exigente”

Deixe uma resposta

You have to agree to the comment policy.