Pernoite com o Francês

Primeiramente tivemos um pequeno mal entendido, pois ele tinha pedido para nos encontrarmos no mesmo local que da última vez (que eu nem lembrava onde era exatamente), e acrescentou no “metrô Paulista”. Todos sabemos que metrô Paulista nada mais é que Consolação, não é mesmo? Então fui para lá e o avisei quando já estava na calçada. A grande confusão foi que ele não quis dizer exatamente no metrô mas sim na Paulista. Como levei sua mensagem ao pé da letra, fui até a Consolação, e só depois entendi que na verdade ele quis dizer shopping Paulista, aquele em frente a Trianon. 🙄 Então ele andou uma estação até chegar a mim, e como a essa altura já estava chovendo, pegamos o metrô, por apenas uma estação. Fiquei com a impressão que ele não gostou muito, pois disse: “falei no mesmo lugar da última vez”, mas também não gostei, pois ele disse claramente na mensagem “Metrô” e não tenho como lembrar detalhes de um encontro que aconteceu há 4 meses! Enquanto descíamos pela escada rolante para a plataforma, ele ficou um degrau abaixo e de costas para mim! De costas sem dizer nada! Achei aquilo um pouco grosseiro, mas relevei, se ele estava irritado eu também estava.

Quando chegamos na estação Trianon, ainda tivemos que andar um pouco, pois seu carro estava em um estacionamento algumas ruas abaixo, e chovia, ainda bem que eu tinha levado meu guarda-chuva. Quando fui entrar em seu carro, ele teve a gentileza de abrir a porta para mim, mas a bateu com tanta força, que até me assustei rs. Seguimos para um hotel em Moema, para ficarmos mais próximos da casa de swing.

Ao chegarmos, ele não entendia muito bem o que o funcionário do hotel dizia, e me senti uma intérprete rs, foi divertido. ☺️ Fizemos o check-in e subimos para o quarto. Ele começou a tirar algumas coisas de sua mala e enquanto isso fiquei atoa. Depois ele foi se banhar e então caímos na cama.

Nos beijamos por um tempo, até que desci para seu pau e o chupei bastante. Depois encapamos e transamos comigo por cima. Cavalguei por um tempo, depois finalizamos na punheta. Essa transa acabou sendo um pouco rápida, pois estávamos mais empolgados para o que viria depois, a casa de swing! Seria minha primeira vez e a dele também, pelo menos aqui no Brasil. Daí fui tomar banho, enquanto ele mexia em seu notebook, lendo as notícias da França. Antes de sairmos, jantamos. Ele não estava afim de comida, então acabei escolhendo um lanche chamado “Churrasco na Baguete” (que a propósito estava muito bom!), e ele pediu o mesmo que eu. Após comermos, escovamos os dentes e quando já estávamos na porta para sair, o lembrei de levar preservativos.

Daí, fomos para a casa de swing, chamada Inner Club, que ficava a alguns minutos do hotel. – Para mais detalhes dessa experiência, vide o link: Na casa de Swing… –

Quando voltamos de lá, por volta das 3h00, eu só queria saber de cama, e para meu alívio ele também. Usei uma linda camisola de renda, rosa bebê, que ele me deu e então fomos dormir, mas antes, colocou seu celular para despertar às 9h45, senão perderíamos o café da manhã do hotel.

Pela manhã, senti ele me alisando, provavelmente querendo sexo, mas eu estava com tanto sono que continuei “dormindo” – eu não estava naquele sono profundo, mas também não conseguia abrir os olhos, mesmo que estivesse acompanhando as coisas que aconteciam -. Daí senti seu braço se mexendo, como se ele estivesse se masturbando, mas como não me mexi, ele não foi além, até que seu celular despertou. Ele foi se banhar e depois veio me beijar para que eu despertasse. Depois também me banhei e então descemos para o restaurante do hotel.

Após tomarmos café, voltamos para o quarto e imaginei que ele fosse querer a saideira, então trocamos alguns beijos e logo desci para seu pau. O chupei por um tempo, depois encapamos e fui por cima. Assim como na noite anterior, cavalguei por um tempo e depois me pediu para ficar de quatro. Bombeou bastante, mas não gozou, daí ficamos de lado e comecei a me masturbar com um de seus vibradores. Depois que gozei, para minha surpresa ele tirou seu pau (que já estava meio mole) e acabou cochilando. Fiquei um tempo deitada, mas não consegui cochilar, pois sabia que tínhamos menos de uma hora para fazer o check-out. Depois tomei um novo banho, fizemos o check-out e me deu carona até o metrô Faria Lima.

Deixe uma resposta

You have to agree to the comment policy.