Cliente 125 – ?

Ele chegou 40 minutos atrasado, e enquanto não chegava, já lhe avisei que o tempo estava contando e que não poderia ficar mais que o combinado (fechamos três horas). Ele por sua vez, se mostrou bastante compreensível quanto a isso, menos mal.

Quando chegou, me cumprimentou de longe, e achei que estava apenas sendo educado, não que fosse de fato o meu cliente. Após pedir um quarto ao recepcionista, veio até mim, revelando ser o tal. Subimos então para a suíte.

Quarto 120. Tirei a blusa de frio, o calçado, ele também, e fomos para a cama. Se deitou apoiando a cabeça nas mãos, e perguntou bem humorado: “Fala pra mim, o que você gosta de fazer?”, fiquei na dúvida se estava se referindo ao sexo, e perguntei: “Como assim?”, e daí ele foi mais específico em suas perguntas, perguntando se eu já queria ir para a banheira, minha idade, onde eu trabalhava, se eu tinha filhos, e etc, até que disse: “Vamos brincar um pouco?” – Brincar? Rsrs. –

Daí nos beijamos e fizemos uma pausa para terminarmos de nos despir. Fiquei só de lingerie e ele só de cueca. Demos mais alguns beijos, até que ele, por espontâneo, tirou a cueca e se deitou de barriga pra cima, dando a entender que queria ser chupado. Sendo assim, me posicionei de outro jeito na cama, me preparando para chupar seu pau.

Ele tinha algumas verruguinhas pelo corpo, inclusive no rosto, e na coxa, contudo, quando vi uma bolinha no seu pau, por mais que fosse comum em outras partes do corpo, fiquei receosa com aquilo. Haviam duas, uma maior e outra mais discreta, fiquei lhe masturbando por alguns segundos, tomando coragem para perguntar.

Ele disse que sempre teve e que era normal, o que obviamente não me tranquilizou, então avisei que chuparia com a camisinha, e perguntei se tudo bem, ele respondeu: “Pra mim tanto faz“, me deixando aliviada. No entanto, quando eu ia pegar o preservativo, ele me puxou para mais beijos, dizendo: “Calma”, demonstrando que queria namorar um pouco mais, cedi ao seu pedido e me deitei por cima dele, ainda o beijando.

Determinado momento, me deitei de lado, e nisso ele foi passando suas mãos pela minha calcinha, querendo tirá-la, quando finalmente começou a puxá-la e interrompemos o beijo para que eu terminasse de tirar, nos deparamos com algo que nem eu lembrava que estava lá.

Como eu estava para entrar em período menstrual, saí de casa com o protetor diário, apenas por precaução, e como fiquei bastante tempo sentada, à sua espera, acabei me esquecendo de tirar o pequeno absorvente quando entramos no quarto. Para meu azar, minha menstruação tinha vindo nesse meio tempo, e lá estava o absorvente manchado de sangue. Imaginem a cena! Ele falou: “Nossa, você está menstruada” e só então olhei e lembrei que tinha colocado o absorvente.

Fiquei morrendo de vergonha!! Pedi desculpas e expliquei que havia colocado por precaução (e ainda bem que coloquei, imagina se sujasse a minha calcinha?!), e que de fato até eu sair de casa, não tinha vindo nada. Fiquei com a impressão que ele não acreditou, como se achasse que fui atendê-lo menstruada de caso pensado. Falei para ele que se quisesse eu iria embora, e que remarcávamos para outro dia. A princípio ele pareceu deixar essa decisão em minhas mãos, e eu particularmente não me importava de continuar, pois já estava ali e no primeiro dia o fluxo é bem pouco. No entanto, na segunda vez que lhe perguntei, ele disse que era melhor remarcar. Nisso já fui me levantando, ainda pedindo desculpas, claro que eu também não tinha culpa do ocorrido, mas talvez tivesse sido melhor não ter agendando com ele, já que poderia vir a qualquer momento. 😕

Ele se mostrou bastante compreensível, mas tenho certeza que foi só por educação, por dentro deveria estar me xingando. Ele me passou a toalha, perguntando se eu iria tomar banho, eu queria acabar logo com aquilo, então falei que não, no intuito de ir embora o mais rápido possível, mas daí lembrei que eu tinha menstruado, e voltei atrás, fui me banhar, enquanto ele me aguardava no quarto.

O restante foi tudo um fiasco, novamente pedi desculpas e novamente ele disse que não tinha problema. Quando saímos, obviamente não me pagou, nem mesmo proporcional ao tempo em que ficamos – considerando que me fez ficar 40 minutos à sua espera -, mas tudo bem, ele teria o gasto do quarto, ficando assim “elas por elas”.

Após cada um ir para seu lado, lhe mandei mensagens pedindo desculpas de novo, pois me chateava o cara ter vindo de longe, ter tido um gasto de R$110 com o quarto, por algo que não aconteceu, sem contar também que tudo que eu menos queria era que ficasse com uma impressão ruim de mim. Ele se mostrou compreensível dando a entender que marcaria uma outra vez, o que na verdade acho que não irá acontecer, tanto por isso, como também por eu ter dito que não o chuparia sem camisinha. Enfim, pense num encontro em que ambos tiveram uma grande falta de sorte. ☹️

5 comentários em “Cliente 125 – ?

  1. Putz q zica hein, e pra piorar o cara tinha coisas estranhas no pau aí é fria hein, apesar dos pesares foi bom vc ter menstruado e ter saído dessa enrascada…

  2. GATINHA,
    Espero que esteja tudo bem com você.
    Aconselho você, ao olhar o pênis do homem e sentir que está com qualquer tipo de ferida, verruga ou normalidade, com certeza é doença contagiosa. Peça desculpas, coloca a roupa e vai embora.
    Se uma pessoa não tem respeito por você, a recíproca não deve ser verdadeira.
    O cliente ainda teve a cara de pau de informar que aquelas verrugas eram normais. Toda e qualquer verruga deve ser tirada e, no mais das vezes, o médico determinará que seja realizada biopsia.
    Não é pelo motivo do cliente estar pagando que você deverá se sujeitar em pegar doenças terríveis. Você faz programas para ganhar dinheiro e dar prazer. Em nenhum momento você pode vender sua saúde. É uma roleta russa, com duas balas no revólver.
    Desculpas, não entendi o sentimento de culpa por ter ficado naqueles dias. Eu já acho que foi como ganhar na loteria. Desculpa, mas a resposta é só uma: ELE QUE SE FODA.
    Sara, a vida é só uma. Não temos o direito de dar chance para o azar.
    Um grande beijo para você.
    Peço desculpas caso não tenha gostado de meus comentários.
    Meu único intuito foi ajudar.
    Um beijão.
    Flávio

    1. Imagina senão iria gostar do seu comentário, Flávio! Você tem toda razão! Me vestirei e irei embora em todas as vezes que isso ocorrer.
      Não tinha visto o fato de ficar menstruada como salvação rs, mas por esse lado, realmente foi! Obrigada por se importar comentando, viu! 😃

  3. Que situação delicada… Sei bem como é sempre cuidadosa e preocupada com o bem estar de quem está contigo, mas imprevistos ocorrem e no final, como disse, nem prejuizo ele levou, afinal tinha o atraso como tempo perdido :-p

    Coisas diferentes na genitália realmente dá medo e nesses casos sem dúvida há de se precaver, e isso é algo que sempre deixou claro, logo não há o que reclamarem, afinal, não há certeza de que irá fazer o oral sem camisinha até inspecionar o instrumento rs

Deixe uma resposta

You have to agree to the comment policy.