Publicado em Clientes Que Gostei!

Dia com o Avaliador

Confesso que achei que não nos veríamos mais depois daquele jantar, mas… dois dias depois ele me enviou uma mensagem, me chamando para acompanhá-lo numa viagem, por um dia, até Bertioga, que ele teria uma reunião de trabalho lá.

Especificou que seria um atendimento sem sexo, acrescentando: “A não ser que você me procure, aí ok”. Eu o procurar?? Rsrs. Como sabem eu concedo um descontinho quando o atendimento é sem penetração e por que cargas d’água ele achou que eu o procuraria se eu estaria recebendo menos por isso? Rsrs.

Respondi que caso rolasse (no calor dos amassos tudo pode acontecer rs) ficaria subtendido que ele me acertaria o valor normal (e não com o desconto), pois o autocontrole teria que partir dele, já que eu estaria ali fazendo o meu trabalho rs.

Nesse relato irei mesclar texto com áudio! Mas ressalto que não gravei os áudios com a intenção de postar (apenas como rascunho para me guiar quando eu fosse escrever), então não reparem nas pausas, nos bocejos, na voz de sono, nem na saliva sendo engolida rs. Apenas resolvi utilizar porque ficou espontâneo e também me poupa de ter que transcrever tudo haha. 😬 Espero que gostem! ❤

Nos encontramos por volta das 14h e seguimos juntos, em seu carro, até Bertioga. Já no caminho me entregou uma sacola de presentes. 🤗

Fizemos uma breve parada no caminho, onde ele comeu um salgado e eu salgadinho rs. Aliás, até tirei uma foto da embalagem pois nunca encontrei esse sabor de Cheetos por aqui rs, me digam se vocês já rs:

Sou muito besta por ficar tirando foto de salgadinho, né?! 😆 Bom… continuando, depois que saímos de lá…

Foi muito legal conversar com os seus colegas de trabalho, eram simpáticos e respeitosos. Disseram que em Lima, no Peru, tem os melhores chefes de cozinha do mundo. Será?? Quem aí já foi e recomenda??

Pela manhã ele QUASE rompeu o combinado rs. De repente eu acordei com seus beijos nos meus ombros, nuca e costas. Ainda com os olhos fechados, seus carinhos começaram a me excitar e entrei no clima, dando umas reboladinhas sutis no seu pau que estava me encoxando 😏 (estávamos deitados de conchinha).

As coisas foram esquentando, esquentando e logo um masturbava o outro. Eu já previa o momento em que ele pediria pela camisinha, mas foi bem resistente e após alguns minutos naquele pequeno fervo matinal, pediu que eu parasse, senão ele não aguentaria rs. Eu por mim continuava, mas sou uma menina obediente rs.

Daí ele levantou para se banhar e partiu para a reunião. Eu voltei a dormir e lá pelas 10h me forcei a acordar, pois não queria que ele retornasse comigo ainda dormindo, pensaria que sou uma preguiçosa rs. Quando fui até a sala, avistei na mesa algumas coisas de comer que ele trouxe do café da manhã do hotel e quando olhei para o sofá, vi mais coisas…


Mais uma carta (tão fofa quanto a anterior), seu cartão de crédito, senha e até o Kindle, caso eu quisesse estudar o PDF que baixei na noite anterior. Muito otimista da parte dele achar que daria tempo de eu fazer tudo aquilo rs, talvez desse se eu não fosse tão dorminhoca e tivesse acordado mais cedo. 😁 Fiquei algum tempo ali de bobeira sem fazer nada, depois arrumei a cama e resolvi tomar um banho.

Ele me deitou e me puxou para a beirada da cama, se ajoelhou no chão e me chupou deliciosamente. 🤤 Depois que gozei, comentei que até me sentia egoísta por só eu estar aproveitando. Falei que eu poderia chupá-ló também, mas ele disse que a minha companhia já bastava. Então tá né? Rs. 🤷🏼‍♀️

Almoçamos em um daqueles restaurantes de estrada e me deixou no meu destino. Agora sim acredito que esse tenha sido o nosso último encontro. Foi muito bom enquanto durou e tanto eu quanto ele guardaremos boas recordações. 💕

Publicado em Clientes Que Gostei!

Jantar com o Avaliador

Dessa vez ele quis um encontro sem motel, apenas me levou para jantar num restaurante incrível que eu ainda não conhecia, chamado: Ristorante Walter Mancini. Quem já foi lá sabe do que eu estou falando. Chique de doer, até a rua em que está localizado é linda demais. 😯

Cheguei antes dele – que se atrasou 20 minutos – e após cinco minutos de espera, resolvi pedir o couvert, para me fazer companhia naquele restaurante vazio. (Vazio por conta do horário e não por ser ruim, que isso fique bem claro rs.)

Enfim ele chegou todo esbaforido e atrapalhado (esbarrando nas coisas rs) me trazendo vinho, chocolates Lindt, uma xícara e… uma carta!!! 😯 Ai meu Deus, uma carta!

Jantamos calmamente, conversamos e rimos bastante. Deixei para ler a carta só no final, pois pelo jeito não era coisa boa e é sempre bom deixar o pior para depois rs. Antes que eu lesse, ele antecipou o assunto. Ele estava apaixonado por mim. Ai meu Deus, mais um. 🤦🏼‍♀️ E não estava disposto a continuar saindo comigo por conta desse sentimento, como cliente, e pediu uma chance como civil.

Eu não respondi nem que sim nem que não para não estragar o momento, apenas sorri. Eu já passei por isso antes e infelizmente estou habituada com esse tipo de situação. Mais um cliente perdido. Voltei ao dilema de: se for boa demais perde o cliente, se for ruim perde também, cadê aquele equilíbrio que eu não consigo nunca??! 😩

Confesso que achei muito precipitado ele dizer estar apaixonado por uma pessoa que ele só saiu duas vezes, mas ele disse que sabia muito bem o que estava sentindo. Eu não sentia o mesmo, então ali seria o nosso fim.

Depois do jantar me deu carona e o beijo de despedida no carro foi um tanto melancólico. Acabei lhe causando a impressão que eu pensaria no assunto, mas já estava decretado dentro de mim que eu não misturaria as coisas como ele fez.

Não pensem que sou insensível, pelo contrário, sou muito romântica e é sempre muito lisonjeiro quando os clientes criam certo afeto por mim, mostra que fiz o meu trabalho bem feito (bem até demais rs). Mas esperar que eu vá corresponder sempre que acontecer é um pouco demais. 😢

Publicado em Clientes Que Gostei!

Repeteco com o Avaliador!

Quarto 211. Conversamos bastante a princípio, intercalando com beijos e então ele foi se banhar. Não paramos de conversar enquanto se banhava e até mesmo quando retornou para o quarto continuamos proseando, até que após certo tempo nos beijamos. 💋

Dos beijos foi descendo para a minha menina e me chupou  muuuuito gostoso, revezando entre ela e a minha boca. Conseguiu me fazer gozar. 🤤 Ficou me fazendo uns carinhos enquanto eu me recuperava da moleza pós-gozo e então foi a minha vez de entrar em ação! 😈

Voltei a beijá-lo e desci para seu pau (que dessa vez não fez feio rs). O chupei por algum tempo, até ele pedir para me sentir por dentro. 😈 Encapamos e acabei indo por cima, pois fiquei com receio que se repetisse o episódio do primeiro encontro (em que pedi pra ele vir por cima na primeira penetrada e amoleceu).

Após algum tempo cavalgando, ele pediu para me pegar de pé, me segurando em seu colo. Depois tentamos com ambos de pé, comigo encostada na parede e ele me pegando por trás, mas como sou um pouco mais alta não deu muito certo rs. Voltamos para a cama.

Daí ele sugeriu de ladinho e ficou um tempão assim. Confesso que a essa altura eu já estava ficando um pouco assada (lembram quando eu falei no relato do primeiro encontro que o dote dele ficava no limite do aceitável?), então procurei me masturbar para amenizar o desconforto que estava começando a sentir e até mesmo para quem sabe incentivá-lo a gozar, ao me ver me masturbando para ele.

Mas infelizmente isso não aconteceu (e olha que eu demorei para gozar a segunda rs), e depois que gozei o desconforto aumentou ainda mais, já que agora eu estava ainda mais sensível pelo pós-gozo. Por sorte ele parou nessa hora, respeitando meu momento de moleza e também por ele estar cansado.

Conversamos bastante durante a pausa e não houve tempo para segundo round (se houvesse eu teria saído de lá esfolada). Nos banhamos e então partimos. Encontro de 2h.


Publicado em Clientes Que Gostei!

Cliente 309 – “O Avaliador”

Mais um relato que terá um pouco da minha versão, intercalando com a versão do cliente, já que novamente precisei de uma ajudinha com os rascunhos. 😬

Para começar, deixa eu explicar o porquê de ter lhe apelidado com esse adjetivo rs. Ele é o tal moço que havia feito um comentário na publicação do meu e-book na Amazon 😍, então… que apelido melhor haveria?? 😁


Agora vamos ao encontro: Cheguei antes dele e o aguardei numa salinha do hotel. Quando ele chegou, nem precisou me passar o número do quarto, pois me “pescou” assim que me viu o aguardando rs.

Quando ele disse isso, achei que eu não estava dentro das suas expectativas rs, e não contive uma expressão de preocupada, mas ele se apressou em corrigir rs. Então lá fomos nós para o que seria o nosso cafofo pelas próximas duas horas. 😏 E logo que entramos no quarto, ele me presenteou com chocolates: 🤗

Vocês acreditam se eu disser que gostei mais pelo desenho do gatinho na embalagem do que pelo chocolate em si? Kkkkk. Lhe dei um belo beijo de agradecimento 💋 e depois ele foi se banhar. O aguardei deitadinha na cama. Assim que ele retornou, voltamos a nos beijar e entre um beijo e outro, ele se identificou como o avaliador do meu livro. 😛

Foi curioso ele pensar que eu poderia achar ruim, sendo que ele foi um fofo em me dar 3 estrelinhas pela história!! (Poderia ter sido 5 né, mas tudo bem rsrs. – Brincadeira – 😆).

Seu oral foi maravilhoso! Por pouco não me fez gozar. 🤤 Depois retomamos os amassos e aos poucos seu pau voltou a vida. Após ressuscitado, encapamos e pedi que ele viesse por cima, já que seu dote estava no limite do aceitável e seria bem mais confortável para mim que sua entrada fosse no papai e mamãe.

Infelizmente a transa não foi tão satisfatória, pois ele não gozou e eu também não consegui me masturbar. ☹️ Seu menino teimou em voltar a dormir durante a ação e após algumas tentativas sem sucesso, optamos por ficarmos apenas com a troca de carinhos, conversas e beijos. (Que também foi muuuuito gostoso. 😋)

Ao final pedimos a refeição e nos banhamos para irmos embora. Me deu carona até determinada estação do metrô. Fiquei feliz em saber que mesmo 3 estrelas consegue instigar alguém a me conhecer. 😊❤