Cliente 99 – “O Tipão”

Combinamos de nos encontrarmos na entrada do hotel. Ele havia chegado bem antes e avisou que estaria nas redondezas tomando uma breja. Acabei chegando no hotel antes dele, apesar de um pouco atrasada. Quando o vi vindo, já sabia que era ele pela semelhança com a foto do whats, mais bonito pessoalmente, que tipão! <3 Na foto estava de cavanhaque e apesar de não ter nenhuma preferência nesse aspecto, o achei bem mais bonito sem barba nenhuma. Que quarentão!!!

Ele vinha com uma garrafa de Heineken em uma mão e cigarro na outra. Percebi que deu uma leve cambaleada enquanto se aproximava e achei aquilo um charme rs! Como ele estava fumando, não entramos de imediato e ficamos ali fora conversando um pouco, percebi pelo seu olhar que tinha gostado de mim e fiquei super contente por isso! Enquanto ele falava, seu cigarro acabou caindo dos seus dedos rsrs. Sem nos darmos conta que o que nos impedia de entrar, já não existia mais, continuamos conversando ali, afinal o flerte estava bom! 😛

Depois de alguns minutinhos conversando, ele sugeriu de entrarmos e só então me lembrei que não havia mais cigarro rs. Enquanto me encaminhava para a entrada andando na sua frente, ele disse meio aos risos que quem me visse por aí, nunca imaginaria! Particularmente adoro quando os clientes dizem isso, acabei rindo também e respondi que essa era a intenção rs. Também disse que nas fotos eu não parecia ser tão menina, novamente fiquei satisfeita, conforme vamos ficando mais velhos, é sempre bom ouvir alguém nos dizendo que aparentamos ser mais jovens do que realmente somos, não é? 🙂

Quando entramos no quarto, ele perguntou se poderia fumar lá dentro e se eu fumava, respondi que as vezes e pela primeira vez fumei com um cliente. Ficamos conversando em frente à janela e estava mesmo muito gostoso aquele flerte. A conversa fluiu naturalmente como se estivéssemos num barzinho. Ele tinha um papo interessante e a cada palavra pronunciada, o achava mais atraente.

A forma como nosso primeiro beijo aconteceu, foi mais espontâneo ainda. Aos poucos ele se aproximou para dizer que eu era muito linda e calmamente me beijou hummmmm que delícia! Que beijo, que homem! Meu cigarro ainda estava na metade e assim que demos uma pausa no beijo, já o apaguei e joguei fora.

Nesse meio tempo, ele disse que tinha passado perfume num local bem sugestivo, ali próximo da braguilha. Achei que era só conversinha pra eu chupar ele logo e quando me agachei para cheirar, realmente ele tinha passado perfume bem ali no caminho da felicidade, hahahaha não é atoa que tinha achado aquele homem um charme! Daí ele acrescentou com uma voz bem sexy, que tinha feito aquilo só para mim e nisso já foi abrindo sua calça. Só com essas pequenas coisas já fiquei excitada, ele colocar o pau pra fora bem quando eu estava agachada, na altura dele, foi mesmo de molhar a calcinha, quando vi aquela beleza já dura para mim, caí de boca sem pensar duas vezes! Ahhh e que pau delicioso que ele tinha!! Só de lembrar já fico molhada! Enquanto o chupava ele era super participativo dizendo que estava gostoso e procurei fazer caras e bocas mais safadas possíveis, pra mostrar pra ele que de menina nessas horas eu não tinha nada. Depois de pouco tempo o chupando, ele me puxou para cima para mais beijos, dizendo “que delícia…”, e tava mesmo!

Assim que fiquei de pé, ele habilidosamente abriu meu vestido e quando o tirei, ele disse um “uau”, voltei a beijá-lo na mesma hora, enquanto pegava no seu pau. Não perdemos mais tempo de pé e fomos para a cama, se deitou por cima de mim e entre um beijo e outro, tirou minha calcinha. Sem cerimônia começou a me chupar, ahh que tesão ver aquele homem no meio das minhas pernas, chupava muito gostoso. Não se demorou muito no oral e disse que queria muito transar, eu estava na mesma vontade e rapidamente já peguei a camisinha.

Começamos com papai e mamãe, nos beijando muito enquanto ele fodia, ahhh como estava gostoso!! Ele não bombeava muito rápido e diversas vezes reduzia a velocidade, logo deduzi que realmente deveria estar muito excitado e que estava desacelerando para não gozar. Me ofereci para ir por cima caso ele cansasse, mas revelou que por cima gozava mais rápido. Então ficamos mais um tempo naquela posição. Inevitavelmente acabei indo por cima logo depois, mas cavalguei devagar, não queria que a graça acabasse tão já. Gozei gostoso nessa hora e logo depois já quis me chupar de novo. Hummm.

Depois voltou a entrar no papai e mamãe e depois me pegou de quatro. Não ficamos muito nessa posição e logo fui por cima de novo. Gastamos duas camisinhas nessa, pois precisei tirá-la para chupá-lo outra vez quando pediu. Algumas vezes eu reparava seu pau dando uma leve amolecida, mas deduzi que deveria ser a cerveja, pois nem de longe ele parecia não estar excitado comigo.

Cavalguei mais um pouco na última metida, até que ele pediu novamente que eu o chupasse, dizendo que me avisaria quando fosse gozar. Toda hora ele dizia que eu era linda, que estava uma delícia, que minha boca era incrível, e a cada elogio, eu me sentia cada vez mais maravilhada por conseguir satisfazer aquele homem! O chupei com gosto até que disse que ia gozar. Retirei a boca e continuei na punheta, e em poucos segundos gozou na minha mão e na sua barriga. Pedi que continuasse deitado e o limpei com meus lenços umedecidos. Retomamos a conversa de antes e descobrimos que temos o mesmo signo em comum, aliás ele faz aniversário 6 dias depois de mim! 😀

Ele voltou para a janela e fumou mais um cigarro. Era uma delícia ficar na presença dele, além de ter um papo legal, era atraente, beijava bem, metia bem, além de ter um pau delicioso. Aliás, só não lhe dei o título de “delicioso” porque já existe o “delícia” aqui no blog rs.

Fomos embora juntos até o metrô e o charmoso ainda fez questão de pagar minha passagem!! Hahaha essa era nova! Acabamos dando um último beijo no metrô, após passarmos a catraca, coisa que nunca faço com cliente nenhum, então imaginem como a química foi mesmo forte! Encontro ES-PE-TA-CU-LAR!

2 comentários em “Cliente 99 – “O Tipão”

  1. Lendo seu relato me veio à mente o James Dean, um pouco rebelde sem causa, charmoso, sabe como arrancar um sorriso na hora certa e como desarmar seu par com aquele beijo, aquela pegada… Coisa pra quem nasceu com o dom, não tem como imitar, quem sabe na próxima encarnação 😉

Deixe uma resposta

You have to agree to the comment policy.