Cliente 118 – “O Japa Gaúcho”

Como sou uma moça bastante desconfiada, a princípio achei que esse cliente fosse aprontar alguma comigo, pois no dia do nosso encontro, ele só me respondia com monossílabas, além de não me responder com certa prontidão (principalmente minutos antes do horário agendado), conforme ilustrado no print abaixo:

Print whatsapp

Somente um “Yes”? E ainda 39 minutos depois? Logo me surgiu a pulga atrás da orelha rs; Quando enviei o “já estou a caminho” percebam que se passaram 13 minutos sem que eu obtivesse nenhuma resposta, e mesmo quando enviei o “você também?” – no intuito de me certificar que ele não fosse me dar um cano mesmo com toda aquela ausência de diálogo -, ainda assim, ele demorou mais 12 minutos para me responder, além de mandar apenas um “Sim” seco. Havíamos marcado para às 14h e como podem ver, mesmo sendo 14h05, ele ainda não havia chegado e muito menos me avisado que se atrasaria.

Por final, achei que ele estava brincando com a minha cara, quando me respondeu com um novo (e apenas) “Sim” sem emendar com o número do quarto – mas como podem ver, sua mensagem dizendo: “602”, na verdade chegou com atraso, pois minha mensagem que foi enviada depois (questionando o número do quarto) aparece como se tivesse sido enviada antes. –

Sei que para alguns que estão lendo, o contexto apresentado pode não ter tanta relevância e considerarem minha neura desnecessária, mas sinceramente, antes dos encontros, os caras costumam me responder mais animados, então por estar acostumada com outro tipo de tratamento, logo desconfiei rs. Fiquei tão preocupada, que até liguei no hotel em questão, para me certificar que aquele quarto estava mesmo ocupado, acreditam? 😂 (eu também não havia chegado, mas estava bem próxima) Sou bastante precavida e desconfiada quando se trata de clientes novos, e no caso dele mais ainda, pois nem foto no seu WhatsApp havia.

Quando ele abriu a porta, no entanto, só faltei suspirar de alívio, era um japonês lindooo! O achei ainda mais atraente, quando abriu aquela boquinha linda revelando seu sotaque do sul! 😍 Tem coisa mais sensual que sotaque de gaúcho daí?! E ainda por cima me chamava de “guria” rsrs.

Ele já estava seminu quando cheguei, tinha acabado de sair do banho. Acredito que compartilhamos do mesmo pensamento quando nos vimos, pois ele não parava de dizer que eu era do jeitinho que ele queria, que ficou receoso que eu fosse muito mais alta, mas que estava bastante satisfeito com o resultado. Uhuuu! 🤗

Fomos para a cama, conversamos um pouco, e contei para ele da minha desconfiança e tudo mais, daí ele me explicou o que tinha acontecido, e o porquê da sua “secura” rs. Ele tinha acabado de chegar em São Paulo (veio à trabalho) e foi me encontrar direto do aeroporto, estava todo atribulado pois quase perdeu o voo, e já estava até pensando o que iria me dizer senão embarcasse, para que eu não achasse que era historinha rs. Além de toda essa correria, somou o fato de não conhecer a região e também ter pegado o metrô para o lado errado rs.Tadinho!! Merecia relaxar!

Tudo foi harmonioso nesse encontro, ele beijava bem, tinha um toque gostoso, não parava de me elogiar e tudo que ele fazia em mim (principalmente quando passava os dedos em volta da minha xana), me deixava absurdamente excitada! Nem eu sabia o que estava acontecendo rsrs.

Após alguns beijos e carícias, o chupei bem caprichado, mas a sintonia era tão grande que eu não conseguia parar de beijá-lo, logo voltei para sua boca, e fui recebida calorosamente, como se ele tivesse sentindo a mesma coisa. Algumas vezes ele parava de me beijar e ficava me olhando, com aquele olhar de admiração, de quem estava feliz por estar ali. Determinado momento me pediu para deitar de costas e até fez massagem em mim! Parecia até que eu que era a cliente! Hahahaha.

Quando a massagem acabou, seu pau não estava no ponto para transar, voltamos as preliminares e nada do seu pau endurecer de novo. Ai ai ai. Comentei com ele que ultimamente meus clientes não estão conseguindo transar e até cogitei ser algo comigo rs. Ele, docemente disse que de maneira alguma o problema era eu, e nos empenhamos em endurecer o dito cujo mais uma vez.

Comecei a me masturbar, enquanto ele, que me olhava, fazia o mesmo em si. Quando seu pau ficou no ponto, rapidamente o encapou e colocou pra dentro, no frango assado. Eu já estava quase gozando à essa altura, e ele não precisou de muito para gozar também não. Por duas vezes deu uma desacelerada dizendo que estava quase gozando, mas quando viu que eu já tinha gozado, gozou logo em seguida. Fiquei mega feliz que a transa acabou saindo!! 😊 Nos abraçamos e ficamos um tempo deitados, até que tirei a camisinha do seu pau e ele foi enxaguar.

Ainda tínhamos pouco mais de meia hora, mas nem esperei que rolasse segundo round, já que o primeiro quase não saiu rs, então me ofereci para lhe fazer uma massagem também e ele aceitou. Depois ficamos conversando até o término (fechamos duas horas). Perto do fim, me banhei, e ele apenas se vestiu. Fomos embora juntos até a recepção.

Não poderia ter sido melhor! Minhas dúvidas foram transformadas em grande satisfação! Espero que haja repetecos quando/se ele voltar à São Paulo! 😊

Deixe uma resposta

You have to agree to the comment policy.